Cidadeverde.com

Forte chuva alaga ruas e causa estragos em bairros de Picos

  • chuva_picos_(5).jpg Clebson Lustosa
  • chuva_picos_(4).jpg Clebson Lustosa
  • chuva_picos_(3).jpg Clebson Lustosa
  • chuva_picos_(2).jpg Clebson Lustosa
  • chuva_picos_(1).jpg Clebson Lustosa

A forte chuva que caiu na madrugada desta terça-feira (22) em Picos (distante cerca 300 km de Teresina) causou estragos e deixou ruas e avenidas alagadas em vários pontos da cidade. A chuva teve início por volta de 1h da manhã e durou cerca de duas horas. 

O bairro São José foi um dos mais atingidos. No local, alguns trechos ficaram intrafegáveis por causa da água acumulada nas ruas. A água também chegou a invadir algumas residências.

João Casimiro Leal é aponsentado emora na região há 55 anos. Ele relatou que a situação sempre se repete quando o voulme da chuva é grande, e que já precisou fazer uma proteção em frente à sua residência para não ter prejuízos. 

“Toda vez se a chuva é grossa é desse jeito, alaga tudo e enche as casas de água. Tive que fazer uma proteção para a água não entrar dentro de casa para não molhar meus móveis. Antes desse serviço a água já entrou lá”, disse. 

Ainda no bairro São José, na rua Dom Expedito Lopes, parte de um barranco acabou desabando durante a chuva colocando em risco casas que ficam nas proximidades. 

Parte do muro de uma escola estadual também acabou caindo por causa da forte chuva e dos ventos. 

O aposentando José Gonçalves contou que mora há cerca de 30 metros da escola, mas conseguiu ouvir o barulho do muro caindo. Ele até pensou que tinha sido uma batida no portão do seu ponto de comércio. 

“Eu estava acordado, ouvi o barulho e minha esposa me chamou. A gente tem um ponto de comércio aqui e pensei até que fosse no portão aqui do comércio, mas não ouvi mais nada. Quando chegamos aqui de manhã, a parede da escola estava no chão. Eu moro há uns 30 metros de distância daqui, mas de casa deu pra ouvir bem o barulho”, disse. 

As autoridades de Picos monitoram a situação e acompanham as famílias atingidas pelos estragos da chuva. 

 

Clebson Lustosa e Natanael Souza
[email protected]