Cidadeverde.com

Ex-presidiário é morto após discussão e golpes de facão em Picos

Um ex-presidiário de 32 anos foi assassinado na madrugada deste domingo (23) em Picos, a 305 quilômetros de Teresina. Identificado Pedro Airton Pereira dos Santos, ele foi morto após uma discussão em um bar no bairro Bomba. De acordo com a Polícia Militar, a vítima, mais conhecida como Diabo Loiro, morreu após golpes de facão. Em menos de 12 horas os policiais conseguiram prender o suspeito do crime, conhecido como Moreno.

Segundo informações da Polícia Militar, Diabo Loiro estava bebendo com um homem identificado como Vagner Dias Evangelista, mais conhecido como Moreno. Em seguida, os dois discutiram, e Moreno desferiu golpes de facão na vítima. A causa da briga ainda é desconhecida.

Comandante da Polícia Militar em Picos, o coronel Wagner Torres informou ao CidadeVerde.com que o crime aconteceu por volta das 1h30 deste domingo. "O Diabo Loiro já era conhecido da Polícia. Em 2002, ele foi condenado pelo assassinato do desempregado Alexandro João Andrade Vieira, vulgo Bazão", comentou o militar.

Além de ter sido condenado por homicídio, Diabo Loiro respondia também por violência doméstica, ocorrida em julho do ano passado.

Menos de 12 horas depois, os policiais militares da cidade conseguiram fazer a captura de Vagner. De acordo com o coronel Wagner Torres, o suspeito foi preso na rua Santa Izabel, próximo à Sucam.

A arma utilizada no crime foi apreendida com ele. À polícia, Vagner disse que estava sofrendo ameaças de morte por parte de Pedro Airton. Ele está detido na Central de Flagrantes de Picos e aguarda os procedimentos legais. 

 

Flávio Meireles
flaviomeireles@cidadeverde.com