Cidadeverde.com

Desfile de 7 de setembro reúne 8 mil pessoas em Picos

  • unnamed_(12).jpg Divulgação
  • unnamed_(11).jpg Divulgação
  • unnamed_(10).jpg Divulgação
  • unnamed_(9).jpg Divulgação
  • unnamed_(8).jpg Divulgação
  • unnamed_(7).jpg Divulgação
  • unnamed_(6).jpg Divulgação

O tradicional desfile da Independência do Brasil reuniu cerca de oito mil pessoas nas ruas de Picos na manhã desta segunda-feira, 7 de Setembro. A estimativa foi divulgada pela Polícia Militar. O evento ocorreu na Avenida Nossa Senhora de Fátima, Centro da cidade.
 
Nem mesmo o sol forte impediu a população de ir ao desfile, que nas arquibancadas acompanhou a passagem das secretárias municipais, escolas públicas e rede privada, 3º Batalhão de Engenharaia e Construção (BEC), Polícia Militar, Corpo de Bombeiro, SAMU, motoqueiros, maçonarias, escoteiros, cavalarias e pastorais sociais.
 
No palanque das autoridades, marcaram presença o prefeito Padre José Walmir de Lima; Tenente-coronel Emerson Lima, comandante do 3º BEC; Tenente-Coronel Wagner Tôrres, comandante do 4º BPM; o presidente da Câmara Municipal de Picos, Hugo Victor e  secretários da administração municipal. Além dos deputados Pablo Santos e Severo Eulálio.
 
A exemplo de anos anteriores, o desfile começou com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e terminou com a cavalaria.

O prefeito Pe. Walmir Lima avaliou positivamente o evento e destacou o número expressivo de pessoas que acompanharam o desfile. “É um evento do povo. Percebemos que mais pessoas prestigiaram o desfile neste ano, porque o povo se sentiu mais a vontade para participar”, disse.
 
O comandante do 3º BEC, tenente-coronel  Emerson, afirmou que o as entidades abrilhantaram o desfile. “Essa manhã foi memorável e inesquecível. O batalhão esteve presente na sua totalidade, estivemos na organização e o resultado foi um belo desfile. Tenho certeza que todos que aqui vieram saíram daqui satisfeitos”, destacou.  
 
“Grito dos Excluídos” em posição de destaque
 
Ao contrário de anos anteriores, o “Grito dos Excluídos” teve um tratamento diferente durante o desfile de 7 de Setembro de 2015. Os integrantes de movimentos sociais desfilaram em uma posição privilegiada, o que evitou contratempos.
 
O gestor municipal, Pe. Walmir, informou que o “Grito dos Excluídos” desfilou em uma posição merecida. “O Grito dos Excluídos desfilou em uma posição confortável, uma vez que não foi atrás da cavalaria e sim antes do 3° BEC e da Polícia Militar e fez com que tivesse uma visibilidade de destaque merecido para esse dia”, finalizou. 

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com