Cidadeverde.com

Programa Olhar Bem faz mais de 2.600 atendimentos em Picos

O aposentado Jose Luiz, 77 anos, de Oeiras, foi a Picos, nesse domingo (6), com um foco: Voltar a enxergar. Há cinco anos, foi submetido a uma cirurgia de catarata no olho esquerdo e pagou R$ 2.500 num atendimento particular em Teresina. Com o Olhar Bem, a cirurgia foi feita pelo Sistema Único de Saúde (SUS), totalmente gratuito, numa ação da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). Antes, quase sem enxergar, agora, todo sorridente, não mede elogios e já vê todas as possibilidades que esse sentido pode oferecer.

"Agora foi a vez da cirurgia do meu olho direito, de graça. Eu já não podia nem dirigir porque não enxergava bem. Com essa cirurgia, melhora 99%. Primeiro vou agradecer muito a Deus e segundo ao povo da Secretaria da Saúde”, afirma o aposentado.

O contentamento do seu Luiz soma-se ao dos 2.620 pacientes atendidos nesses três dias de ação, onde foram realizadas 1.649 consultas e 971 procedimentos cirúrgicos. Para isso, são envolvidos em torno de 150 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, e equipe de apoio. O atendimento inicia cedo, ao raiar do dia, por volta das 5h, quando começam a chegar os primeiros pacientes, vindos de municípios que integram os territórios do Vale do Rio Guaribas, Sambito e Canindé.

Da caravana de Oeiras, foram 93 pacientes atendidos, sendo 71 cirurgias realizadas, nos três dias. A meta é que ao final da ação, mais 70 pacientes sejam atendidos, totalizando mais de 160 beneficiados. A coordenadora do grupo, Conceição Silva, e o enfermeiro Antônio Rocha, que desde o primeiro dia acompanham os pacientes, não escondem a gratidão. “Se não fosse o Programa, eles não teriam condições de fazer essa cirurgia. É uma salvação, traz autoestima para cada um deles”, declara Antônio. “Eles saem daqui muito satisfeitos, por tudo, pelos kits que recebem. É muito contentamento”, exalta Conceição.

Em até dois dias, o paciente passa pela consulta e constatado o diagnóstico de catarata, é submetido à cirurgia, em curto espaço de tempo e resolutividade, como explica o secretário Francisco Costa, que visitou a ação nesse domingo, na Universidade Estadual do Piauí (Uespi). “Atendemos uma demanda que está reprimida, de forma ágil, com resolutividade, e o mais próximo de seu município. São ações como essas, que levam saúde para mais perto das pessoas, trazendo mais qualidade de vida, que buscamos realizar”, completa o secretário.

O gestor afirma ainda que o programa Olhar Bem continua com os atendimentos em Picos até o dia 10 de dezembro. Já, na próxima segunda-feira (14), inicia em Bom Jesus, contemplando o território Chapada das Mangabeiras. Em janeiro, o Programa segue para Floriano, onde atende os territórios Tabuleiros Alto Parnaíba, Tabuleiros dos Rios Piauí e Parnaíba e Serra da Capivara. 

Ao final do Programa, a meta é realizar 15 mil consultas oftalmológicas e realizar 4.800 cirurgias de catarata, contemplando 141 municípios.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com