Cidadeverde.com

Sindespi critica administração de OS no Hospital Justino Luz

Servidores de saúde lotados no Hospital Regional Justino Luz, em Picos, a 306 km de Teresina, afirmam que o atendimento e a realização de cirurgias estão comprometidos. 

Segundo a servidora Elizete, representante do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Piauí (Sindespi) na cidade, a adminstração do Hospital não melhorou desde que o Instituto de Gestão e Humanização (IGH) – Organização Social sem fins lucrativos (OS) – passou a administrá-lo.

O governador do Estado, esteve nessa segunda em Picos, e de acordo com o Sindespi, garantiu que o Justino Luz está tendo um bom funcionamento. O sindicato realizou uma manifestação durante a visita do governador.

“A  manifestação foi realizada sob a coordenação do Sindespi, mas a pedido dos próprios servidores insatisfeitos com o processo de privatização do maior hospital da região de Picos”, afirmou Elizete, acrescentando que a luta não é apenas dos servidores, mas de toda a população.

Ainda segundo o Sindespi, a maior prova é que participaram das manifestações, lideranças da sociedade local, incluindo a vereadora Fátima Sá.

Uma visita que o governador havia marcado para o hospital teve de ser cancelada porque a equipe do chefe do Executivo Estadual concluiu que os argumentos do Governo seriam muito fracos para enfrentar os manifestantes.

 

Da Redação
redação@cidadeverde.com