Cidadeverde.com

Incêndio florestal já dura dois dias e atinge dois municípios do PI

  • a647277d-3c9c-42c2-9a1b-250a6d9605df.jpg
  • 95808be5-6313-4b62-9b76-ce3e278a6ab0.jpg
  • 6ab42b7f-fba1-433b-8a4c-12a0f54da688.jpg
  • 4c7cccc7-6aa9-4289-b4b6-9c21eb4127b0.jpg
  • 3fc1dea3-6a65-4c95-ad12-341e48a0ba69.jpg
  • 3b3da888-b07b-4298-a909-eabcb3db9239.jpg
  • 1bb992d7-5a65-4cbc-aa07-8063038bc66f.jpg

Um incêndio florestal de grandes proporções atinge Picos e Geminiano e já ameaça cerca de três bairros em Picos, 307 km ao Sul do Piauí. De acordo com a capitã Ana Cleia Diniz, comandante do Corpo de Bombeiros da região, o incêndio já dura dois dias e se aproxima das casas, fazendo com que um bairro inteiro precisasse ser evacuado.

A região é conhecida como "Morrinhos" e fica na entrada do município de Picos. Os bairros de Baixa Grande e Val Paraíso também foram atingidos, compreendendo, segundo os bombeiros uma área que já ultrapassa os 20 km de queimadas.

"Muitos animais de dentro da mata já morreram. Retiramos gado e outros animais de criadouros e o problema maior é a fumaça que é muito grande e o fogo que continua se alastrando e casa vez mais perto das residências", explicou a comandante.

Além do Corpo de Bombeiros, oficiais do Exército lotados no 3º BEC de Picos também participam da operação de combate as chamas que já completou as 48h ininterruptas. A prefeitura municipal já disponibilizou três carros-pipa para o combate as chamas, e convocou a ajuda de outros carros disponíveis na zona Rural.

Fotos: Riachãonet

Ainda segundo a capitã, não há indícios de que o incêndio seja criminoso, mas as chamas podem ter começado após um acidente automobilístico na rodovia.

"Não suspeitamos que seja criminoso, e a princípio achamos que foi um carro que incendiou na BR e adentrou na mata por volta do meio-dia da segunda-feira (15), mas estivemos lá e o fogo foi apagado, mas ninguém viu que outros focos haviam se espalhado pela mata e a noite o fogo já se alastrou rapidamente", pontuou a capitã.

Cerca de 70 pessoas se revezam no combate ao fogo.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com