Cidadeverde.com

Ex-prefeito é preso em operação da Eletrobras por furto de energia

Uma operação da Eletrobras e do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) prendeu um empresário, uma médica e o ex-prefeito de Itainópolis, o médico Raimundo Nonato de Andrade Maia. Eles são suspeitos de furto de energia usando imã. A operação está acontecendo na manhã desta sexta(04), nos municípios de Picos e Oeiras.

O ex-prefeito foi preso em Picos, onde reside com familiares. Ele foi levado à Delegacia Regional da cidade para prestar esclarecimentos. Em sua residência foi constatado que há 172 lâmpadas e a pericia está no local para fazer o cálculo do quanto em dinheiro era furtado de energia. Também em Picos, a médica Catarina Barbosa Rocha foi conduzida de sua residência no bairro Campo da Várzea. A Eletrobras já monitorava através de seu sistema comercial as divergências entre o histórico de consumo e a carga instalada nas duas residências.

Já em Oeiras foi preso em flagrante o empresário do ramo de motéis, Joaquim Dias, por desvio de energiia. No local foram encontrados 16 condicionadores de ar, 16 frigobares e televisores, todos os equipamentos instalados com carga desviada do equipamento de medição da unidade consumidora fiscalizada. A energia total desviada chega 219 MWh, o que equivale ao um prejuízo de R$ 157 mil aos cofres da empresa.

A operação iniciou por volta das 7 horas da manhã e analisa residências, comércios e clínicas.Segundo o gerente do Departamento de Medição e Combate às Perdas, Renan Carvalho, cerca de 18% da energia que é distribuída acaba sendo perdida em decorrência de desvios e fraude, principalmente em estabelecimentos comerciais. “A parceria com a polícia tem sido fundamental no combate aoss de desvio e furto de energia. Somente este ano já somam mais de 16 prisões efetuadas de pessoas envolvidas com tais práticas”, afirma Renan.

De acordo com a assessoria da Eletrobras é uma operação de rotina para coibir o furto e o desvio de energia. Operações semelhantes já ocorreram em Teresina. 

Desvios e Fraudes de Energia
 
O desvio de energia é caracterizado quando a energia é ligada diretamente da rede elétrica, sem o conhecimento e a autorização da Distribuidora. Já a fraude acontece quando é realizada qualquer ação para adulterar o funcionamento do equipamento de medição instalado, que passa a registrar apenas parcialmente o consumo de energia . Ambos configuram crimes previstos no Código Penal, com pena prevista de um a quatro anos de reclusão. 


Flash de Yala Sena
Redação Caroline Oliveira
redacao@cidadeverde.com