Cidadeverde.com

Quadrilha fortemente armada faz reféns durante assalto a joalheria em Picos

  • 2f40f036-00c7-48ad-9e5c-2586fbc624cf.jpg Cidadeverde.com
  • 5bb69d6d-607e-4f94-a3c8-cd4cc10cef7e.jpg Cidadeverde.com
  • df6d9bae-2ad1-4fb0-9375-df9ccbba39ed.jpg Cidadeverde.com
  • afa0f660-96fe-4d01-ad3d-6611da7fa8ab.jpg Cidadeverde.com

Sete homens fortemente armados fizeram dois reféns durante um assalto a Joalheria Brilhante em Picos, município a 306 km de Teresina. De acordo com o comandante da Polícia Militar no município, coronel Edvaldo Viana, os homens usavam armas longas como fuzis e submetralhadoras e todos usavam coletes a prova de balas. 

"Eles passaram cerca de 14 minutos lá dentro e só não levaram tudo pois os vigilantes acionaram a Polícia. Não conseguimos prendê-los pois eles estavam em posse de dois reféns lá dentro e é necessário analisar muito cuidadosamente uma situação deste tipo", explica o coronel.

O assalto ocorreu por volta das 2h52 desta quinta-feira (31) e os bandidos fugiram pelos fundos do prédio após soltarem os reféns. Eles fugiram em um veículo modelo Hilux de cor prata com a lanterna traseira queimada.

Para a Polícia, a quadrilha pode ser a mesma que praticou assaltos a joalheria Rubi em Teresina em abril deste ano. O grupo era formada por pelo menos 12 homens arrombou a joalheria Rubi, na rua Barroso, no Centro de Teresina. A ação chamou atenção até mesmo da Polícia pela quantidade de homens e a ousadia do bando. Eles chegaram por volta das 4h da madrugada, renderam quatro vigias e fecharam ruas ao redor da loja. A ação durou cerca de 15 minutos.

"Nós estamos junto com a Polícia Civil e policiais de Teresina enviados especialmente para encontrá-los. Eles agem com muita audácia e confiança", reforça o comandante.

A PM de Picos realiza neste momento diligências na região.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com