Cidadeverde.com

Prefeitura faz apreensão para conter superpopulação de jumentos

Para conter a superpopulação de jumentos e evitar acidentes nas estradas a prefeitura em parceria com a Polícia Rodoviária Federal está recolhendo jumentos e outros animais abandonados em Picos, município a 306 km de Teresina. 

De acordo com Erismar Santiago, chefe de apreensão de animais,  somente em uma hora na tarde desta quarta-feira (26), 10 jumentos foram apreendidos pela equipe da prefeitura. "No momento estamos fazendo esse trabalho por conta do grande número desses animais abandonados na cidade. A necessidade principal é evitar acidentes para os usuários das vias tanto urbanas como as de acesso a cidade", explicou.

O trabalho não é diário por conta de outras demandas da prefeitura, mas somente no mês de julho por exemplo foram mais de 80 jumentos apreendidos no município. Todos esses animais são enviados para um curral de apreensão onde permanecem até transferência ou doação para outros donos. Para os animais apreendidos, existe um prazo de 10 dias para que o dono restabeleça sua posse.

Abandono

Erismar explica que uma das principais causas da superpopulação do animal nas ruas da Cidade é o abandono dos antigos donos. "Basicamente o jumento acabou perdendo o uso tendo em vista que as pessoas já tem água encanada, fogão a gás e não precisam mais fazer longas viagens transportando produtos para consumo como lenha ou água. Com isso, o animal perde a utilidade básica e acaba nas ruas", explicou.

Doação

O interessado em adquirir algum animal apreendido, deve apresentar apenas documentação pessoal, além de garantir a posse do animal. “A doação ocorre dependendo da demanda. Se a disponibilidade do animal que o interessado deseja é compatível com a demanda, fazemos de imediato a sua doação, sem custos”, assegura Erismar.

O solicitante deve assinar ainda um termo de posse/responsabilidade sobre o jumento. A intenção é garantir que o animal não retorne às vias públicas onde possa causar inúmeros transtornos.

O secretário municipal Filomeno Portela explica que existe uma Ong baiana que faz um trabalho de resgate dos animais apreendidos no município. “A Ong vem regularmente em Picos, nos solicita a posse de alguns animais e faz o transporte destes bichos apreendidos nas ruas. Geralmente são jumentos. Lá, eles cuidam do animal e dão um destino adequado", pontuou.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com