Cidadeverde.com

Multidão prestigia última noite da 13ª edição do Projeto Impacto Sertão Livre

Uma multidão de pessoas compareceu na noite deste sábado, 19, ao Estádio Municipal Helvídio Nunes e prestigiou os shows da Banda Livres, Leandro Luz e DJ PV, na última noite da 13ª edição do Projeto Impacto Sertão Livre, em Picos.

Segundo o presidente e fundador do Instituto Livres, Juliano Son, durante o evento, vínculos foram criados e já era esperado o grande público que compareceu na última noite da 13ª edição do Impacto Sertão Livre.

“Ao longo desses dez dias fomos criando relacionamentos, estabelecendo vínculos, criando laços com os picoenses, a nossa expectativa era ter um público maior, um público mais engajado, pois sabíamos que era a última noite, a noite de despedida, pois os amigos que aceitaram esse convite de amizade estariam aqui. Então a última noite dá a oportunidade de dar o último abraço”, afirma.

O prefeito de Picos, Padre Walmir, pontuou benefícios que o Projeto Impacto Sertão Livre deixou no município, e ainda destaca a abrangência do evento.

“Chegado ao término desse evento, no início a gente sabia que ia trazer coisas boas para Picos, mas não imaginamos a magnitude, a abrangência do evento em si, então nós só temos a agradecer, foram vários benefícios deixados aqui. Primeiro os serviços prestados, como, atendimentos de saúde, cursos profissionalizantes, entre outros. Mas, o mais importante foi a escuta da palavra de Deus, com certeza, isso muda os relacionamentos das pessoas, incentivando a paz que pode reinar na família, na sensibilidade das pessoas em poder acolher e amar o próximo, então o projeto deixou uma semente de bondade”, afirma.

Receptividade

Juliano Son ainda destacou que foi a primeira vez que o Impacto Sertão Livre foi realizado em uma cidade de médio a grande porte como Picos, e ainda fala ter superado as expectativas.

“A gente veio com uma esperança, e essa expectativa foi superada. Foi a primeira vez que fizemos um impacto em uma cidade grande como essa e ficamos imaginando se os picoenses por terem uma rotina maior teriam o mesmo apego com o evento, e foi surpreendente, não só a receptividade, como também a graça de Deus, só temos que agradecer essa cidade”, assegura.

O voluntário Marcelo Sousa fala da acolhida dos picoenses e o sentimento de ver portas abertas após a realização do projeto na cidade. “É difícil mensurar, mas a gente ver muitas portas abertas. O nordestino ele é tipicamente receptivo, mas aqui em Picos, é ainda mais, então eu pude me sentir em casa e me sinto feliz em poder contribuir com essa cidade”, assegura.

O prefeito de Picos ainda fala que podemos analisar a cidade, sendo analisada antes e depois do evento, e assim sendo notório as mudanças e resultados positivos que podem ser encontrados.

“Acredito em um Picos antes e um Picos depois do evento, de fato o evento impactou na vida social das pessoas na nossa cidade. A presença das pessoas de acolher, de abraçar, deixou um ensinamento para muitas pessoas. Outro motivo de felicidade é que sabemos que alguns deles (voluntários) vão permanecer no município e quem sabe possamos realizar novas parcerias”, assegurou.

De acordo com Juliano Son, após os dez dias de evento o sentimento de gratidão prevalece, encerrando a 13ª edição do Impacto Sertão Livre se sentindo realizado. “O sentimento é de realização é de gratidão a Deus, por que não foi um milagre, foram vários. A gente volta feliz, realizado”, pontua.

A 13ª edição do Projeto Impacto Sertão Livre, foi realizado entre os dias 10 a 20 de janeiro, sendo promovido pelo Instituto Livres, em parceria com a Prefeitura de Picos.

Fonte: Ascom