Cidadeverde.com

Bombeiros passam instruções por telefone e avó salva neta engasgada com leite

Fotos: Corpo de Bombeiros

Um bebê recém-nascido que engasgou com leite materno foi salvo pela equipe do Corpo de Bombeiros de Picos nessa terça-feira (23). O atendimento inicial foi feito por telefone com a avó da criança, que entrou em contato após perceber que o bebê estava sem respirar.

O engasgo ocorreu logo após a criança ser amamentada pela mãe, no bairro Junco, por volta das 11h30. A criança se entalou com o leite materno e teve a respiração bloqueada.

“Uma senhora ligou pedindo ajuda, ela era vó do bebê que tinha acabado de mamar e estava sem respirar. Ela ligou desesperada porque o bebê estava com a pele roxa”, contou o cabo Alderi de Melo, um dos profissionais envolvidos na operação de resgate.

As instruções iniciais passadas para a avó foram dadas ainda por telefone. Uma das ações foi colocar a criança em posição dorsal. “Como é uma ação de emergência, não temos muito tempo e começamos a ensinar os procedimentos por telefone ao tempo em que mandamos uma guarnição até o local” explicou o cabo.

Foram cerca de 3 minutos até os bombeiros chegarem a residência e concluírem os procedimentos. “Quando chegamos a bebê já estava melhor, não estava mais roxa porque a avó seguiu as instruções adequadamente”, lembrou Alderi.

Segundo o Corpo de Bombeiros, casos como esses são delicados pois cada minuto é valioso. “Se o organismo passar de quatro minutos sem respirar, se não morrer pode gerar sequela graves”, alertou.

Nesta quarta-feira (24),  os bombeiros envolvidos no resgate visitaram a família do bebê, chamada Isadora Manoela, e aproveitaram a ocasião mais tranquila para fazer registros com a criança.


Cabos Araújo Costa e Alderi de Melo atenderam ao chamado de resgate.

Valmir Macêdo
redacao@cidadeverde.com