Cidadeverde.com

Igreja em Picos é arrombada e suspeitos levam até os refrigerantes

  • igreja1.jpg Divulgação
  • i2.jpg Divulgação
  • i3.jpg Divulgação
  • i4.jpg Divulgação
  • i5.jpg Divulgação
  • i6.jpg Divulgação
  • i7.jpg Divulgação

A Igreja de Santa Bárbara, no município de Picos, foi arrombada e teve três caixas de som roubadas no último final de semana. “Mais triste que isso, é a falta de respeito com a Igreja, o nosso sacrário, que foi destruído. Deus tem piedade de nós”, diz a secretária da Paróquia de São Francisco de Assis, Cláudia Sousa. 

Cláudia relatou que a Igreja de Santa Bárbara está localizada no bairro Parque de Exposição,  em uma região humilde do município. 

“Reviraram tudo. Mexeram em todo o sacrário, que era de madeira. As hóstias ficaram espalhadas pelo chão. Quem fez isso deveria pensar que tinha dinheiro lá dentro. O sacrário ficou todo amassado; foi triste”, comentou Cláudia, acrescentando que a paróquia também já foi alvo da criminalidade da região. 

As irmãs da Igreja acreditam que mais de uma pessoa participou da ação. “Não temos ideia de quem possa ter feito isso, mas deve ter sido mais de um. Registramos um Boletim de Ocorrência e agora precisamos encontrar uma maneira de reforçar a segurança”, além de pedir o apoio da Polícia Militar na região, comentou a irmã Nayra. 

Cozinha

Além das caixas de som, os suspeitos levaram um botijão de gás e os refrigerantes que estavam na geladeira. O sacrário foi localizado na cozinha. 

“Nós moramos ao lado da igreja, mas não estávamos em casa no dia, participávamos de um encontro. As pessoas que fizeram isso serraram uma grade que dá acesso ao salão, depois arrombaram uma janela para entrar na Igreja e uma porta que dá acesso à sala onde está o sacrário. Elas não tinham conhecimento do que ele é, pensaram que fosse um cofre, e a chave estava ao lado, dentro de uma vasilha. Pegaram uma faca de cozinha e ‘acabaram’ com o fundo dele.  Só viram as hóstia e derramaram”, conta a irmã sobre o ocorrido.

“Toda a igreja estava revirada. E isso não foi a primeira vez. Já levaram o nosso sino, algumas cadeiras já sumiram, infelizmente está sendo recorrente, mas agora foi pior porque arrombaram janela, porta e grades. Eles tentaram levar a mesa de som, mas não conseguiram”, lamenta Nayra. 

O festejo de Santa Bárbara está previsto para ocorrer de 23 de novembro a 4 de dezembro, e as caixas de som são importantes para o evento. As irmãs pedem que os interessados em ajudar a Igreja entrem em contato.


 


Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 

I Fórum Comunitário Unicef acontece amanhã

O Selo Unicef é uma proposta de intervenção e ajustamento em todas as políticas públicas municipais. Em Picos, já existe uma comissão formada que atende aos anseios com vistas ao desenvolvimento de futuros trabalhos. Comissão essa que tem representações das Secretarias de Assistência Social, Saúde, Educação, Cultura e Coordenadoria da Juventude, sempre pautadas pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

No município de Picos, as ações iniciais ocorreram em benefício da formação do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes, o qual se apresenta como espaço onde os adolescentes se reúnem para discutir temas relacionados  à tal público. O intuito é oferecer apoio a esse público no sentido de desenvolver as suas mais variadas competências, além de buscar contribuir para o fortalecimento da capacidade de incidir nas políticas públicas.

De acordo com  a articuladora do Selo UNICEF em Picos, Ângela Bezerra, o referido evento volta suas atenções para a mobilização do braço público no que respeita a efetivação de suas demandas relacionadas ao tema.

“É o momento em que iremos discutir nossos índices e os caminhos para chegarmos a mover positivamente nossos quantitativos dentro dos aparatos públicos de atendimento à camada social em evidência”, reforça.

Com o tema ‘Eu e Picos Crescendo Juntos: Cidadania Como Pilar para o Crescer Social da Criança e do Adolescente’, o I Fórum Comunitário Unicef, que acontece amanhã na escola municipal Padre Madeira. O objetivo é reunir entidades que trabalham assuntos relacionados à criança e o adolescente juntamente com a sociedade para discutir metas assistenciais para o referido público.

De acordo com a articuladora do Selo Unicef em Picos, Ângela Bezerra, o fórum é uma das diversas ações promovidas pela Prefeitura de Picos na busca de renovação do referido Selo.

“Como já fomos premiados com esse Selo estamos buscando a renovação e temos tudo para consegui-lo novamente, já que estamos fazendo um trabalho articulado com todas as esferas que compõem a gestão pública”, sublinha.

PROGRAMAÇÃO

08:00 h: Acolhida com a realização da Inscrição;
09:00 h: Coffee Break;
09:30 h: Abertura com formação da Mesa Solene;
10:00 h: Apresentação Cultural do Balé da Secretaria Municipal de Cultura;
10:20 h: Apresentação da Comissão Intersetorial do UNICEF/ Palestra sobre o significado e importância do Fórum Comunitário e o compartilhamento do Diagnóstico Situacional de Crianças e Adolescente no Município de Picos;
12:00 h: Intervalo para o almoço;
13:30 h: Divisão dos Grupos de Trabalho:
I-Direito ao Registro Civil;
II-Evasão Escolar;
III-Programas, Serviços e Benefícios Sociais para Famílias Vulneráveis;
IV-Alimentação Infantil;
V-Gravidez na adolescência;
VI-Pré-Natal;
VII-Óbito Materno;
VIII-Qualidade da Educação;
IX-Direito à Vida;
X-Violência contra a criança e o adolescente;
XI-Protagonismo Juvenil.
16:00 h: Apresentação dos Grupos de Trabalho;
17:00 h: Encerramento.

Fonte: Ascom

Secretaria de trânsito faz mudanças em vias de Picos

A prefeitura de Picos, por intermédio da Secretaria Municipal de Trânsito está promovendo alterações em algumas ruas da cidade. A ideia, de acordo com o secretário de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana de Picos, Edilberto Cirilo, obedece a projeto de engenharia de tráfego e suas demandas.

“Nós elaboramos um projeto de engenharia de tráfego e nesse projeto foi recomendado que algumas ruas fossem modificadas, como é o caso das ruas Marcos Parente, por exemplo, tivesse apenas mão-única no sentido do Estádio à Prefeitura, além da mudança da rua São Francisco que hoje é mão-única e terá o retorno da mão-dupla, sendo que fica proibido o estacionamento de veículos no local”, explica Edilberto.

Outra importante mudança diz respeito ao trecho que dá acesso ao bairro Ipueiras. Nesse caso, a lateral que liga Picos à cidade de Santana do Piauí será interrompida no sentido Picos/Santana do Piauí. A ideia é fazer uma conversão na lateral do colégio Marcos Parente visando melhorar o fluxo.

Fiscalização        

A fiscalização do trânsito picoense é efetivada diariamente em busca de sanar transtornos. Edilberto Cirilo destaca que está em curso uma campanha educativa a qual

“irá propagar a ideia das mudanças das ruas as quais estamos falando. Estamos fazendo isso para avisar ao público local sobre tais mudanças, pois as informações precisam ser difundidas, já que estamos tratando de trânsito”, avalia o secretário.

Mudanças

Segundo o secretário de trânsito piconse as mudanças de sentido das ruas da cidade se apresentam como grande diferencial no que diz respeito ao melhor fluxo do trânsito local. Enumera Edilberto Cirilo, que as dificuldades encontradas no trânsito local como ruas estreitas, sem sinal, sem estrutura alguma, atrapalham sobremaneira o fluxo do tráfego, pois segundo ele, muitos lugares não oferecem estrutura para uma rolagem de veículos de forma satisfatória e que as mudanças que estão surgindo com a intenção de corrigi-las.

“As ruas de Picos, em sua grande maioria, não têm condições de serem duplas, já que quando se trafega ou se estaciona numa rua com mão-dupla em Picos o espaço fica muito restrito, diminuído, ficando praticamente impossível trafegar nesses locais. Então, é interessante que a sua mudança para mão única, sobra espaço em ambos lados para se estacionar e uma área ampla para que o trânsito venha fluir melhor”, analisa.

Fonte: Ascom

Compra Premiada impulsiona vendas no Shopping do Povo em Picos

A Campanha Compra Premiada vem possibilitando um aumento significativo nas vendas de produtos pelos comerciantes no Shopping do Povo. Conforme vendedores e Secretaria de Turismo, Desenvolvimento Econômico Ciência e Tecnologia, a população despertou interesse ainda maior pelo local ao saber que poderá concorrer a brindes quando se faz compras no local.

 O secretário de Turismo, Desenvolvimento Econômico Ciência e Tecnologia, Iata Rodrigues, destaca que em menos de um mês a campanha aumentou o fluxo de pessoas, como também as vendas no local.

 “As vendas já melhoraram, tenho ouvido com muita satisfação dos comerciantes que há um aumento significativo no volume vendas após o lançamento da campanha. Nós estamos incentivando a visitação do consumidor por vários serviços, desde a venda de artesanato à eletrônicos”, destaca.

 A comerciante Rita de Cássia Lima, pontua melhorias apresentadas pela campanha Compra Premiada e agradece a gestão pela iniciativa que visa impulsionar as vendas no local.

 “A realização atrai os clientes tanto para mim que trabalho com refeições, como para outros comerciantes que vendem acessórios. Com isso, só tenho a agradecer a gestão por criar esse meio de atrair mais clientes”, destaca.

 Ainda conforme Rita de Cássia Lima, o Shopping do Povo foi um benefício quanto na parte da comodidade, quanto em relação as condições financeiras, pois antes não tinha como para alugar um ponto comercial.

 “Aqui podemos ofertar comodidade para os clientes, pois temos sombra, bancos para que eles possam sentar, além disso, também ressalvo que não teria condições de alugar um ponto, então foi muito bom para mim”, ressalta.

Fonte: Ascom

Família procura filha de 15 anos desaparecida em Picos

A família de Brena Macena Pereira, 15 anos, está à sua procura, a mesma está desaparecida desde das 17h da última terça-feira (14). Segundo informações do pai, Brena saiu de casa no bairro Paraibinha dizendo que iria em uma padaria. O pai relata que a jovem saiu de casa trajando um short jeans e uma camiseta branca.

De acordo com o pai adotivo, Manoel Pereira dos Santos, essa já é a segunda vez que a filha foge de casa. O pai conta que a última notícia que teve da jovem foi através das redes sociais, onde ela relata que está bem para a família não se preocupar.  “No Facebook ela diz que está bem, mas não diz onde está”, resumiu.

Manoel faz um apelo para quem estiver com sua filha trazer de volta. A família está desesperada “Alguém que estiver com ela traga ela de volta”, disse.

Quem tiver quaisquer informações pode entrar em contado nos telefones (89) 999049131 / (89) 999182630

Fonte: grandepicos

SEMAM de Picos conscientiza população sobre queimadas

A Prefeitura de Picos, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAM), está conscientizando à população devido ao grande número de queimadas na região de Picos nos últimos dias. A problemática vem afetando diretamente a vida dos cidadãos.

Segundo a educadora Ambiental, Ruthy Costa, campanhas educativas são feitas por meio de palestras e orientação nas escolas para conscientizar a população.

“A gente sempre trabalha com campanhas educativas através de palestras e conscientização de jovens nas escolas, pois é a forma mais fácil e rápida de chegar a comunidade de forma geral, pois trabalhamos com alunos, com professores e com os pais dos estudantes, então é a forma mais efetiva de levar a campanha de conscientização para a sociedade”, destaca.

Impacto ambiental e danos para a saúde

As queimadas trazem diversas consequências para o meio ambiente. Ruthy Costa realça a quantidade de incêndios no período do B-R-O-BRÓ, que corresponde ao período com temperaturas mais elevadas no Piauí.

“Temos como principal dano à perca da vegetação, pois muita gente acredita que essas queimadas são para o preparo do terreno para a lavoura, porém, a maioria dos atos, são incêndios criminosos, se você olhar em torno da cidade, veremos fumaça e focos de incêndio, então o principal impacto ambiental é a perca da vegetação e da biodiversidade, além do grande impacto de poluição atmosférica”, ressalta.

Ainda de acordo com a educadora ambiental, em conjunto com as consequências ambientais estão os problemas de saúde trazidos pela fumaça.

“A fumaça vai toda para à atmosfera, temos um grande impacto de poluição atmosférica, e que essa poluição nos afeta diretamente, traz muitos problemas respiratórios, de pele, oculares, além do aumento da temperatura”, ressalva.

Punições

A educadora ambiental ainda destaca as punições para aqueles que cometerem crimes ambientais. “As punições seguem a legislação do Código Ambiental, que é nosso o nosso conjunto de lei do município. Como não temos legislação especifica sobre queimadas, mas nós temos a lei de crimes ambientais que é uma lei federal”, pontua.  

Como denunciar

A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos conta com apoio da população para conter os crimes ambientais. Para isso, denúncias podem ser feitas na sede da secretaria, localizada na Praça Josino Ferreira, centro de Picos, e também nas redes sociais da SEMAM.  

Fonte: Ascom

Audiência pública debate sobre a Lei Orçamentária Anual 2019

Com a participação de secretários, vereadores e representes de entidades e de associações de moradores dos bairros, a Prefeitura de Picos, através da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Avaliação, debateu, na manhã desta quarta-feira (8), a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2019. A audiência pública foi realizada no plenário da Câmara Municipal.

O evento teve início com a abertura oficial e logo depois foi feita uma explanação sobre a LOA para o público presente.

Ainda durante a audiência pública, a população presente apresentou propostas de obras e projetos para seus respectivos bairros e comunidades, que serão inseridos na LOA.

Segundo a secretária de Planejamento, Orçamento e Avaliação, Oneide Rocha, a audiência pública foi bem representada pela população picoense, que reivindicaram melhorias para suas respectivas comunidades. “Assim vamos construindo a cidadania e as propostas apresentadas pela população vamos sistematizar e elas serão alocadas na sua devida secretaria”, disse.

Oneide informou ainda que o prefeito Padre Walmir Lima irá enviar o projeto de lei à Câmara Municipal até o dia 30 de setembro para que a LOA seja aprovada, o gestor municipal sancionar e em 2019 seja executada.

 Fonte: Ascom

Coordenadoria dos Direitos da Mulher em Picos comenta sobre os 12 anos da Lei Maria da Penha

“A Lei Maria da Penha nos deu oportunidade de conhecer as formas de violência que assolam a mulher. E o município de Picos tem tentado fazer toda a sociedade local entender quais são essas violências. A lei veio nos ajudar sobre esse contexto, nos orientando que todos somos iguais. Chega de violência contra a mulher”, comenta Maria José do Nascimento, coordenadora Coordenadoria dos Direitos da Mulher em Picos.

A Lei nº 11.340/2006, comemora hoje (07) 12 anos de existência, a Lei Maria da Penha. Respeitada como um marco na história de luta e resistência da mulher brasileira no combate aos agravos masculinos, a Lei Maria da Penha surge em defesa dos direitos da mulher no Brasil, a qual, além de combater a violência contra o sexo feminino, também busca conscientizar a sociedade brasileira quanto aos malefícios advindos de tal violência.

Entretanto, mesmo com sua implantação e intuito de combater a violência contra a mulher, a Lei Maria da Penha não consegue de fato combater o avanço dos crimes cometidos contra o sexo feminino em todo o país, pois desde sua instituição, os índices de violência só aumentam. Os dados mostram isso, onde entre os anos de 2016 e 2017 o número de casos aumentou em 12%. Saltaram de 402.695 para 452.988 nos tribunais de justiça pelo país. As informações são do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Maria da Penha Maia Fernandes, farmacêutica bioquímica que empresta seu nome à Lei Maria Penha 

Em 7 de agosto de 2006 nascia a Lei que iria revolucionar o Brasil quando do trato contra crimes cometidos contra a mulher: a Lei Maria da Penha. Em vigor a partir de 22 de setembro daquele ano, a lei Maria da Penha recebeu este nome em homenagem à Maria da Penha Maia Fernandes, farmacêutica bioquímica, por ser ela vítima de violência doméstica, onde o agressor foi seu próprio esposo, o qual atentou contra sua dignidade física e psicológica por longos 23 anos.

Nesse contexto de agressões domésticas, a farmacêutica sofreu duas tentativas de homicídio, das quais uma a deixou paraplégica. Após tanto tempo de agressões por parte do marido, Maria da Penha resolveu denunciar seu companheiro, culminando numa condenação de dois anos de reclusão em regime fechado.

Reconhecimento internacional

A Organização das Nações Unidas (ONU) reconheceu que a Lei Maria da Penha é uma das mais eficazes ferramentas jurídicas existentes no enfrentamento à violência contra o sexo feminino. A referida lei transformou o Código Penal vigente em nosso país, possibilitando punições mais severas aos agressores em casos domiciliares e familiares ou não, proporcionando prisão em flagrante delito ao agressor, além de sua prisão preventiva decretada, fatores que mudaram as facetas quando das penas alternativas ocorridas anteriormente.

A Lei Maria da Penha também aumentou o tempo total de pena de um para três anos de detenção para o agressor condenado, além de estabelecer medidas protetivas em benefício da mulher agredida. Destaca-se que a Lei Maria da Penha também garante tratamento igualitário a pessoas que se identificam como gênero feminino, como é o caso de transexuais. A jurisprudência ocorreu ano passado no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo desde que estes se identifiquem como mulheres em sua identidade de gênero. Atenção também para mulheres que se relacionam com outras mulheres.

A decisão aconteceu após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidir que transexuais país à fora têm o direito de mudar de gênero em seu registro civil, sem necessidade de interferência cirúrgica de mudança de sexo.

Coordenadoria dos Direitos da Mulher em Picos e a Lei Maria da Penha

Em Picos a Coordenadoria dos Direitos da Mulher é o órgão que fomenta a Lei Maria da Penha. De acordo com a coordenadora, Maria José do Nascimento, o referido órgão tem promovido variados eventos em que tratam da temática da violência contra o sexo feminino na cidade picoense.

“São muitas as realizações que a Prefeitura de Picos, em conformidade com a nossa coordenadoria têm desenvolvido. Tenho como exemplo recente, o movimento de enfrentamento à violência contra a mulher realizado no último dia 02, semana passada, onde a sociedade participou ativamente da discussão sobre o tema”, comenta.

 Outras iniciativas que podem ser destacadas andam em mesma direção, como é o caso dos projetos Elas por Elas. Basta de Feminicídio, uma proposta de âmbito nacional desenvolvido em Picos pelo Setorial de Mulheres do Partido dos Trabalhadores, onde o objetivo é buscar a conscientização da sociedade sobre o tema.

Na mesma toada, destaque-se projetos como GANVV e Salve Maria, além da Delegacia Especializada da Mulher, ambos de mesma natureza, ou seja, remetem ao enfrentamento à violência contra mulher e dependem de suporte público para sua eficácia, posto que a participação pública deve ser por meio de denúncia anônima. As inciativas citadas são parcerias entre Estado e município picoense.

Em projetos futuros Maria José do Nascimento menciona a criação da Casa Abrigo a qual está garantida na Lei Orçamentária Anual local. Outra observação diz respeito à eleição do Conselho dos Direitos da Mulher a qual está em andamento.

“São projetos a longo prazo e que estão sendo concretizados de acordo com suas demandas. O fato é que a prefeitura de Picos está proporcionando para nós possibilidades de realizarmos nossos projetos e chamar a sociedade para juntos fazermos debates e propormos propostas e resoluções”, assevera a coordenadora.

Fonte: Ascom

Incêndio florestal atinge comunidades de Picos e Sussuapara

O Corpo de Bombeiros vem registrando um aumento considerável nas ocorrências de incêndio em toda a região de Picos. Dados da corporação apontam que mais de 700 ligações já foram realizadas pela população, alertando sobre a existência de incêndios florestais.

Moradores da localidade Morro da Areia, vêm sofrendo com fogo nas áreas de mata desde a última semana. O incêndio florestal percorreu uma área de cerca de seis quilômetros até a localidade Saco das Tábuas, zona rural de Sussuapara.

De acordo com moradores da região a falta de acesso a área das chamas dificultou o trabalho do Corpo de Bombeiros.

Na tarde deste domingo, 05, as chamas ameaçaram atingir algumas residências no local, mas um mutirão formado por bombeiros, moradores e conseguiu controlar o fogo perto das residências.

A prefeitura de Sussuapara disponibilizou máquinas, carro-pipa e uma ambulância para a ação de combate.

“Foi controlado, andamos em todos os locais. Por enquanto ele está sendo monitorando pois só existe fumaça, estamos aguardando o aumento da temperatura para checar se as chamas não irão ressurgir”, explicou o tenente Hamylton Lemos, do Corpo de Bombeiros.

Ainda segundo tenente Hamylton, até a última sexta-feira, 03, já haviam sido atendidas 133 ocorrências de incêndio, sendo delas 36 de fogo em mata.

“O perfil do incêndio florestal aponta que a maioria deles é decorrente de erro humano, a maioria é ocasionada por queima de lixo. Em Picos, a região do bairro Ipueiras é a que está mais nos dando trabalho, por apresentar muita área de mata. Pedimos que as pessoas denunciem os causadores desses problemas, pois isso é um crime ambiental”, ressaltou Hamylton.

Fonte: Picos 40 Graus

Secretarias de Picos começam a inserir dados no Portal da Transparência

Após o prefeito Padre Walmir Lima cobrar dos secretários durante reunião, o Portal da Transparência já está sendo atualizado. A maioria das secretarias da administração municipal estão inserindo seus dados no sistema.

As informações sobre despesas, receitas, quadro de pessoal, prestação de contas e licitações já estão disponíveis no Portal da Transparência.

Segundo o secretário de Governo do município, Rangel Kennedy, a atualização do Portal da Transparência é uma prioridade da gestão, que tem se esforçado para inserir as informações no sistema. “A gente tem essa obrigação de dar publicidade aos atos da Prefeitura. Temos cobrado das secretarias para que eles coloquem essas informações no sistema e isso já está sendo feito. Estamos trabalhando para deixar a disposição da população picoense os nossos atos”, disse.

Rangel informou também que reuniões vêm sendo realizadas com frequência para discutir sobre a atualização do portal. Além de capacitação com os servidores sobre o manuseio do sistema.

Fonte: Ascom

Posts anteriores