Cidadeverde.com

Irmã de empresário morto contesta versão da polícia e acredita que há mais dois envolvidos

Foto: Yasmim Cunha/Cidadeverde.com

A família do proprietário de uma fábrica de petas caseiras, encontrado morto no dia 1° de janeiro na zona rural da cidade de Piracuruca, acredita que há pelo menos três envolvidos no assassinato do empresário. Além do vendedor preso no dia 3 de janeiro, a irmã da vítima, Alzenira de Brito Aguiar, aponta que há mais duas pessoas envolvidas no homicídio qualificado. Para a polícia, o suspeito detido, até o momento, é o único investigado com fatos que apontam para a autoria.

Em entrevista ao Cidadeverde.com, a irmã da vítima, Alzenira Aguiar, assegurou que a família tem convicção da autoria do crime. “Além de ter a fábrica de petas, meu irmão era construtor, e esse elemento (suspeito preso) vendia casas para o meu irmão, ele fingia ser amigo do meu irmão e tramou a morte dele, ele realmente é o responsável pela morte do meu irmão”, disse a familiar.

O corpo de Adefranço de Brito Aguiar, 48 anos, foi encontrado com cinco perfurações de faca nos braços e no tórax. A irmã de Adefranço relata que o suspeito esteve com ele dias antes de ser morto. “Domingo ele passou o dia bebendo com o meu irmão e na semana seguinte matou ele porque devia dinheiro ao meu irmão.  Ele disse que ia pagar em 2020. A gente suspeita de mais duas pessoas, mas esperamos que a justiça possa descobrir”, relatou a familiar que acredita que o investigado detido não matou o empresário sozinho.

A dívida, segundo a irmã da vítima, era de cerca de R$ 300 mil  em venda de imóveis.

Foto: Enviada pela família

O delegado Hugo de Alcântara, responsável pelo inquérito, reafirmou que a polícia trabalha apenas com um suspeito. “A motivação, possivelmente, foi de interesse financeiro, o que não significa que foi um crime patrimonial, que seria o latrocínio. Então a motivação, talvez, seria por interesse financeiro. A vítima e o suspeito realizavam negócios, alguns desses negócios estavam pendentes”, informou.

O delegado também nega que haja provas da quantia exata da dívida. “Não há nos autos até o momento nenhuma informação concreta se o suspeito deveria realmente dinheiro para a vítima”, ressaltou.

Investigação em conclusão

A Polícia Civil reuniu imagens de câmeras de segurança da cidade para entender o percurso percorrido de o carro da vítima foi localizado ao local onde o corpo foi encontrado. O corpo foi localizado na tarde do dia 1° de janeiro em um povoado. O veículo do empresário foi localizado no dia 2 de janeiro, em um loteamento da cidade. A perícia esteve nos locais onde buscou materiais genéticos.

“Até então nós só coletamos as imagens, nós não analisamos ainda então não tem como confirmar ou afirmar nada. As imagens ainda serão analisadas, novas pessoas serão ouvidas. O inquérito ainda será concluído. O inquérito está avançado, mas ainda não está concluído”, afirmou o delegado.

A vítima

Adefranço de Brito Aguiar era construtor e proprietário das Petas Coutinho, considerado um dos maiores empresários da cidade de Piracuruca. De acordo com a família, a fábrica possui mais de 65 empregados somados aos cerca de 80 funcionários ligados a obras do empresário. Adefranço Aguiar deixa cinco filhos.

Foto: Enviada pela família

Latrocínio descartado

A Polícia trabalha com a hipótese de homicídio qualificado e não de latrocínio tendo em vista que não há indícios de que o empresário transportava alta quantia em dinheiro ou objetos de valor. “As diligências não identificaram que a vítima portava grande quantia de dinheiro”, disse o delegado.

Valmir Macêdo
[email protected]

Crime foi planejado e por motivação financeira, diz delegado sobre morte de empresário

Ampliada às 11h45

O  delegado Hugo de Alcântara, titular da Delegacia da Polícia Civil de Piracuruca, confirmou a prisão de um vendedor como o principal suspeito de assassinar o  empresário Adefranço de Brito Aguiar. 

Ele- que não teve o nome divulgado- se apresentou com um advogado, mas o delegado já havia representado pela prisão e a Justiça concedido a preventiva. 

"Ele estava muito abalado, alegou inocência, mas depois se reservou ao direito de ficar em silêncio. O procedimento está em curso e vamos continuar as diligências para amarrar direitinho o inquérito policial", disse o delegado. 

Ao fim da investigação, o autor do crime deve responder por homicídio qualificado. 

 

Foto: Reprodução Facebook

 

Publicada às 10h09

O delegado de Piracuruca, Hugo Alcântara, afirmou nesta sexta-feira (3) ao Cidadeverde.com que há indícios de que o empresário Adefranço de Brito Aguiar, 48 anos, foi assassinado em crime planejado e por motivação financeira.

Adefranço Aguiar, conhecido como "Coutinho das Petas" foi encontrado morto com cinco facadas em um matagal a 8 km de Piracuruca ( cidade a 196 km de Teresina). 

Circulou informação de que o empresário estava sendo ameaçada de morte. O delegado disse que Adefranço não fez registro na Polícia e no dia 5 de dezembro do ano passado registrou um BO por perda de documentos.

"A investigação ainda está em andamento e somos curiosos e abertos para qualquer possibilidade, mas até agora há indícios de que foi um crime planejado por motivação financeira e não patrimonial", disse o delegado.

A família do empresário relatou a Polícia que a vítima estava cobrando uma dívida de R$ 85 mil a outro empresário do ramo de construção de casas. Adefranço vendeu um dos seus imóveis e não tinha recebido o dinheiro. Há suspeita que a motivação do assassinato foi essa dívida.  

Desde o dia do crime, a Polícia já ouviu oito pessoas entre familiares e testemunhas. Hoje, o delegado disse que faria novas diligências sobre o caso.

O delegado garantiu que já tem um suspeito, mas que aguarda resultado de laudos da vítima, do local do crime e do veículo localizado, que pertence ao empresário.  Hugo Alcântara informou ainda que tem 10 dias para concluir o inquérito e que irá encerrar no prazo.


Yala Sena e Graciane Sousa
[email protected]

Prefeitura de Piracuruca e parceiros investem em cursos profissionalizantes

 

O Sindicato Rural Patronal  de Piracuruca, com apoio da Prefeitura  e do SENAR, disponibiliza cursos profissionalizantes para  a formação profissional da população. 

No total são mais de 80 cursos em  áreas como  gestão de negócios, corte e costura, operação de máquinas, produção gastronômica, desenvolvimento de diversas técnicas agrícolas e operacionais. Todos os cursos são gratuitos, e com entrega de certificado.

Para realizar  inscrição os interessados devem procurar o Sindicato Rural, na  Coronel Joaquim Onofre de Cerqueira,351, em frente a Câmara Municipal, ou entrar  em contato pelo endereço de  instagram @sind.ruralpiracuruca.

Ascom

Mulher é encontrada morta em parede de barragem do Piauí

O corpo de uma mulher, identificada inicialmente como Remédios, foi encontrado encalhado em uma barragem em Piracuruca, a 196 km de Teresina. O corpo, sem muitos sinais de decomposição, ficou preso na parte rasa da parede da represa, onde foi visto por moradores por volta das 14h.

A Polícia Militar foi acionada e isolou o local. O Instituto Médico Legal (IML) vai recolher o corpo da vítima.

“Atendemos a ligação de um popular e agora aguardamos a chegada do IML que vai identificar a causa da morte, se foi afogamento ou homicídio”, informou o sargento Vaz Barros, do Batalhão de Polícia Militar de Piracuruca.

Ainda segundo o PM, Remédios era uma figura conhecida na cidade.  “Ela costumava andar pela feira e o mercado. Tem residência em Piracuruca”, disse o sargento.

 

Valmir Macêdo
[email protected]

Autônomo é morto com golpes de tesoura e suspeita é a esposa

O autônomo Francisco da Costa Paz, de aproximadamente 50 anos, foi morto a golpes de tesoura na tarde deste domingo(16), em sua residência no bairro Baixa da Ema em Piracuruca (a 196 km de Teresina). A principal suspeita é sua esposa, Érika Renata da Silva Freitas, que foi presa em flagrante. 

O crime teria ocorrido após uma discussão do casal por volta das 16h30. "Eles já tinham costume de brigar. Nós já tínhamos feitos várias diligências sobre eles e quando chegamos lá, se deparamos com ele caído no chão, com massa encefálica fora, com a cabeça toda perfurada. E ela disse que golpeou porque ele tava querendo agredí-la", contou o sargento Vaz Barros, comandante do patrulhamento deste domingo. 

Foto: Noticiaaovivo

O casal tinha dois filhos de 4 e 5 anos e eles teriam presenciado todo o episódio. "Quando chegamos o maior gritou: - minha mãe matou o meu pai", destacou o sargento. 

O autônomo ainda foi socorrido pela ambulância levado ao pronto socorro da cidade e de lá foi encaminhado para Parnaíba, mas morreu no caminho e a ambulância retornou à Piracuruca.

A mulher, que trabalhava com capina e varrição, foi presa e encaminhada à delegacia da cidade. 


Caroline Oliveira
[email protected]

Piracuruca: mulher é perseguida e assassinada a tiros em salão de beleza

Uma mulher identificada como Maria Luzia Fontenele de Menezes, 46 anos, vulgo Mocinha, foi assassinada dentro de salão de beleza na tarde desta quinta-feira (30) na cidade de Piracuruca, Norte do Piauí. Ela foi perseguida por dois homem e executada com vários disparos.

A mulher estava no salão de beleza, na Rua Tertulino Vieira no Centro, quando foi surpreendida por dois homens em uma moto CG/Titan preta, que entraram dentro do salão e a executaram.

O proprietário do salão informou aos policiais que a mulher havia entrado correndo dentro do salão gritando dizendo que estava sendo perseguida por bandidos. Os dois criminosos pararam em frente ao salão, o garupa desceu e entrou disparando vários tiros contra a mulher e em seguida se fugiu do local.

A mulher é ex-companheira de Isael, assassinado na segunda-feira (13), dentro de sua residência, localizada no bairro de Fátima, na Rua Domingos Ramos, onde o corpo foi encontrado no terraço de sua casa com diversas perfurações provocadas por arma de fogo.

Ela havia saído de  casa após a execução do marido e vinha recebendo ameaças. A mulher morreu no local e o caso começou a ser investigado.

Com informações Piracuruca ao Vivo

Bando que explodiu agências invade Piracuruca para fugir de barreira da PM

A quadrilha que explodiu as agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica em Campo Maior na madrugada de terça-feira (30) deixou a população de Piracurura em pânico à noite ao tentarem fugir de uma barreira da Polícia Militar. Vários tiros foram disparados na cidade.

Assustados, os moradores enviaram dezenas de áudios a familiares e amigos alertando sobre o perigo. Veja a transcrição de alguns dos áudios:

"Gente, está tendo um tiroteio aqui perto das Três Lagoas". "Galera, tiroteio aqui no centro da Cidade. Os 'cara' tão trocando tiros aqui no Centro da Cidade". "Ainda agora deram uma rajada aqui, tranquei tudo, com medo de bala".

O coronel Márcio Oliveira, coordenador-geral de operações da PM/PI, confirmou ao Notícia da Manhã de hoje que o bando que agiu em Piracuruca é o mesmo que explodiu as agências bancárias de Campo Maior.

Márcio afirma que ontem, quando houve as explosões, os bandidos foram identificados e a Polícia está em diligência desde o primeiro momento. "Mas na hora do ataque, havia reféns e a equipe foi bastante prudente em Campo Maior. Tivemos que aguardar a liberação dos reféns para fazer o resgate e, aí sim, focarmos nas ações de captura", conta o coordenador.

Segundo Márcio Oliveira, a PM montou um plano de contingência, contando com equipes especializadas, como BOPE e Rone. "Estamos com toda a área cercada e estamos trabalhando na divisa do Ceará, junto ao comandante de Camucim, do Batalhão de Divisas do Ceará", informou.

O coronel contou que na noite desta terça-feira, a PM passou a monitorar as três caminhonetes usadas pelos bandidos nas explosões: uma RAV 4 preta, uma S10 branca e uma Frontier preta, que terminou topando com uma equipe policial na estrada de Batalha, que dá acesso a Piracuruca. 

Foto: Divulgação / PM

Márcio Oliveira dá detalhes de como começou a perseguição:

"Aí os bandidos retornaram, lançaram miguelitos na estrada. As três viaturas que estavam com o coronel Erisvaldo tiveram seus pneus furados e eles foram rumo a Piracuruca. Nós montamos uma barreira na saída da estrada de Batalha, quando eles perceberam a barreira, atiraram nos policiais, que revidaram, atingindo o veículo deles. Eles adentraram a cidade de Piracuruca e, na rotatória do Centro, eles perderam o controle da Frontier preta, bateram o veículo. Alguns dos que estavam na Frontier adentraram na RAV4 e outros dois tomaram uma motocicleta de assalto de um cidadão".

O coronel explica ainda que os bandidos continuaram, mas a polícia cessou os disparos porque estava no período urbano da cidade, o que colocaria os cidadãos em risco.

"Mas você viu aí, duas pistolas calibre 9mm. Duas delas fazem fogo automático, dão rajadas. Carregadores de pistola com 32 disparos, carregadores de fuzil AK-47, coletes balísticos tirados da Caixa Econômica, outros dois coletes que já estavam com eles. Então, tem um fardo material que estamos levantando agora e as diligências continuam. A determinação é manter o cerco até fazer a prisão de todos esses marginais", declarou o militar.

Márcio Oliveira disse que os bandidos atiraram na polícia de fuzil e a polícia reagiu com tiros de fuzil também, por isso eles perderam o controle do veículo.

O coordenador disse que ninguém ficou ferido na cidade, mas pode ser que haja policial ferido. Disse ainda que agora os bandidos estão em apenas dois carros. 

Polícia Civil, Militar e Federal estão trabalhando de forma integrada para capturar os envolvidos. 

Jordana Cury
[email protected]

Prefeitura de Piracuruca realiza mutirão de exames gratuitos de mamografia

A Prefeitura de Piracuruca através da Secretaria Municipal de Saúde iniciou mais um mutirão de exames gratuitos de mamografia. Ação realizada em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde-SESAPI. Mulheres de 50 a 69 anos em todo o município de Piracuruca que nunca fizeram mamografia ou fizeram há mais de 2 anos, procure seu Agente Comunitário de Saúde com xerox da RG, CPF, Cartão do SUS e comprovante de residência.

A mamografia é um tipo específico de radiografia das mamas capaz de revelar a existência de sinais precoces do câncer de mama, antes mesmo que as lesões sejam palpáveis. O exame também pode ajudar a verificar a necessidade de tratamentos intensivos para os tumores e na conservação da mama, caso seja necessária uma cirurgia.
 
O exame de mamografia é realizado com um mamógrafo (aparelho de raio X), onde a mama é comprimida de forma a oferecer imagens de alta qualidade para um melhor diagnóstico. A compressão das mamas é necessária para que o exame seja efetivo, e o eventual desconforto que pode gerar é totalmente suportável.
 
 O exames estão sendo realizados ao lado da CEMEPI na parte da manhã e tarde, e estará realizando este atendimento até 21 de Maio. 

Prefeitura abre inscrições para o Campeonato Piracuruquense de Futebol 2019

A Prefeitura de Piracuruca, através da Secretaria Municipal de Esportes, abre as inscrições para as equipes que irão disputar o Campeonato Piracuruquense Pratas da Casa de Futebol Amador 2019. 
O Piracuruquense é a maior competição do calendário esportivo municipal e movimenta toda a cidade.

As inscrições poderão ser realizadas a partir desta quinta-feira (11), na sede da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Smel), que fica localizada na Av. Manoel Divino de Sousa, próximo a AABB.

O horário de funcionamento é de 07h até às 13 horas. Os representantes das equipes têm até o dia 17 de abril para assinar a ficha de inscrição e formalizar a participação do time na competição.

Fonte: Ascom

Preso suspeito de tentar matar ex-esposa e ameaçar filhas

(Foto: Reprodução Facebook/ Anita Ferreira)

MATÉRIA AMPLIADA ÀS 12H46

Por volta das 10h30, desta terça-feira (09), a Polícia Militar prendeu o suspeito de tentar matar a ex-esposa no fim de semana e ameaçar de morte as quatro filhas. José Pereira de Oliveira foi preso no centro da cidade de Piracuruca, ao Norte do Estado, após perseguição. 

"Desde o crime, a PM está em diligência tentando localizá-lo e sempre com ajuda da população que estava aterrorizada, pois havia informações de que ele pretendia invadir a escola para matar as filhas. No momento da prisão, o suspeito não parecia sóbrio e reagiu. Tivemos que usar moderamente a força para imobilizá-lo", disse o sargento Benedito Vaz, da PM de Piracuruca. 

Ao ser preso, José Pereira permaneceu em silêncio e foi encaminhado à delegacia. 

 

MATÉRIA PUBLICADA ÀS 10H30

A autônoma Anita Ferreira de Sousa Oliveira, 34 anos, está hospitalizada após uma tentativa de feminicídio no último domingo (07), na cidade de Piracuruca, ao Norte do Piauí. A vítima estava em casa quando foi surpreendida com uma facada no peito desferida pelo ex-marido identificado como José Pereira de Oliveira. 

O caso está sendo acompanhado pela Frente Popular de Mulheres Contra o Feminicidio, que acompanha mulheres vítimas de violência no estado. Segundo Alana Freitas, membro do grupo, a vítima mantinha um relacionamento abusivo com o agressor desde os 13 anos de idade. Os dois têm quatro filhas com idades de 8, 11, 17 e 19 anos. 

"Ele já foi preso duas vezes por lesão corporal. Na primeira vez, agrediu a filha com um murro e ela [filha] a denunciou, mas depois retirou a queixa. Tempo depois, ele agrediu Anita a socos e com uma faca e foi preso pela segunda vez por cerca de um ano. Foi solto em 27 de março e no dia 07 de abril tentou matá-la com uma facada", conta Alana Freitas. 

Madalena Nunes, que também é membro da Frente, cobra medidas efetivas do estado para preservar a vítima. Segundo ela, Anita não teria sido avisada da soltura do suspeito. 

"Ele estava preso desde março do ano passado. O problema é que o Estado solta e não dá garantia de vida a vítima. Ele sequer poderia se aproximar dela ou das filhas porque existe uma medida protetiva. O poder público tem que cumprir o seu papel. Acredito que mulheres são mortas por conta da omissão do poder público, pois existe uma legislação, mas a mesma não é cumprida. Ele não poderia ter sido solto, sem a Justiça avisá-la", defende Nunes. 

Anita sofreu uma perfuração de cerca de 5 centímetros no peito e permanece internada. Até a manhã desta terça-feira (09), o suspeito ainda não tinha sido localizado. O caso é investigado pela Polícia Civil de Piracuruca. 

"Fomos atrás de pedir a prisão. O que ele fez foi um ato de extrema violência e ele não pode ficar solto. É uma pessoa fria e mesmo depois de esfaquear a Anita, continua ameaçando as filhas", finaliza Alana Freitas. 

O que a gente tem colocado é que o estado tem que fazer campanha em massa, esclarecendo sobre as leis que protegem as mulheres. Não podemos deixar isso acontecer", completa Madalena Nunes. 

Em todo o estado, nove mulheres foram mortas em 2019, sendo que cinco foram vítimas de feminicídio, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública do Piauí.

 

COMO DENUNCIAR

Denúncias de violência física, moral ou psicológica contra mulheres podem ser denunciadas às autoridades policiais através do aplicativo Salve Maria ou pelo 181, disque denúncia do DHPP. A identidade do denunciante é mantida em sigilo.


Graciane Sousa
[email protected]

Posts anteriores