Cidadeverde.com

Trabalhadores retornam ao Piauí e ficam de quarentena em ação preventiva contra a Covid-19

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

Trabalhadores que chegam do Sul e Sudeste do Brasil são orientados a permanecerem em quarentena nos municípios de destino no Piauí. Só na região de Piripiri, quatro veículos foram abordados nesta semana em ações conjuntas da Vigilância Sanitária, Ministério Público e Polícia Rodoviária Federal. 

Nivaldo Ribeiro, titular da 3ª Promotoria de Justiça de Piripiri, 116 quilômetros ao Norte de Teresina, explicou ao Cidadeverde.com que os ônibus vieram com trabalhadores que retornaram para suas casas no interior do Piauí. Nenhum apresentou sintomas da Covid-19. 

As ações são preventivas para tentar reduzir a propagação do Sars-Cov-2, conhecido como novo coronavírus e responsável pela pandemia de Covid-19. A preocupação é com a velocidade com a qual o número de infectados pode crescer, sobrecarregando o sistema de saúde e ampliando as mortes por falta de condições de atendimento adequado. 

No início da semana, três ônibus com trabalhadores oriundos de São Paulo chegaram a Piripiri e foram submetidos a esse procedimento.

"Foram identificados todos os trabalhadores e eles foram orientados a ficarem em quarentena. Aqui em Piripiri, há um decreto, os responsáveis pelos três ônibus foram notificados e foi proibida a circulação desses veículos", acrescentou o promotor. 

Na madrugada de quarta-feira (25), a Polícia Rodoviária Federal no Piauí (PRF-PI) abordou um ônibus que vinha de Canoinhas (SC). Nenhum dos 43 passageiros apresentavam sintomas e todos foram orientados a ficarem em quarentena quando chegassem aos municípios de Brasileira e Pedro II. 

Até a manhã desta quinta-feira (26), a PRF havia monitorado 34 ônibus, com um total de 1.374 passageiros, tanto os que vinham para o Piauí como os que passavam pelo estado em direção a outros destinos. A Polícia Rodoviária afirmou também ter reforçado as barreiras no estado para tentar conter a circulação de veículos clandestinos. 

Fábio Lima
[email protected]