Cidadeverde.com

Julgamento de radialista acusado de matar garçom no trânsito será em novembro

O radialista Ivan Carlos Carvalho Panichi será levado a júri popular em novembro, para ser julgado pela morte do garçom João Fidelis, ocorrida em setembro de 2000, em Piripiri (PI). O caso ganhou grande repercussão porque o réu teria ido beber em um bar após a colisão da caminhonete com a moto da vítima. 

O juiz João Bandeira Monte Júnior marcou a sessão para o dia 14 de novembro, às 8h30, no auditório do Fórum de Piripiri. Ele também determinou a intimação das testemunhas para prestarem depoimento em plenário. 

João Fidelis morreu na manhã de 11 de setembro de 2010, quando sua moto e uma caminhonete L200 colidiram no entroncamento das BRs 222 e 343. O garçom morreu no local. Depois o acidente, Ivan Panichi, supostamente com sinais de embriaguez, teria desdenhado da família da vítima e ido a um bar.

A defesa do radialista tentou evitar o júri popular, mas teve recurso negado pelo Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI). 


João Fidelis

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com