Cidadeverde.com

Operação Rapina prende 7 assaltantes e interrompe série de assaltos em Piripiri

Foto: Polícia Civil

Uma operação da Polícia Civil chamada “Rapina” deflagrada nesta quarta-feira (8) prendeu cinco assaltantes e dois homens suspeitos de matar um comerciante em Piripiri. Os assaltantes agiam a mão armada e estavam causando terror no município. Segundo o delegado Jorge Terceiro, vários inquéritos foram abertos para investigar os assaltos.

“A operação era para cumprir mandados de prisão de investigações da Polícia Civil, no total foram 5, sendo um adulto e quadro adolescentes. Só que ontem ocorreu um latrocínio e nós emendamos a operação na busca por esses latrocidas. Conseguimos prender os dois latrocidas ainda com a arma usada, as roupas usadas. Eles vinham praticando assaltos em comércios da cidade, causando terror”, disse  delegado ao Cidadeverde.com.

Os adolescentes serão encaminhados para centros de internação em Teresina e outros presos para o sistema prisional. "A Polícia Civil de Piripiri instaurou vários inquéritos policiais para investigar os assaltos ocorridos na cidade, nessas investigações chegamos a quatro adolescentes e um adulto envolvidos nos crimes”, explica o delegado.

Já em relação ao latrocínio, o crime aconteceu na noite de ontem na localidade São Luíz em Piripiri. "A dupla está sendo autuada em flagrante por prática do crime de latrocínio consumado e será recambiada para o sistema prisional junto com os demais presos da operação", afirmou o delegado.

Na operação foram apreendidas quatro motocicletas, um revólver calibre 32 municiado, um simulacro de arma de fogo, além de máscara e vestimentas utilizadas na prática dos crimes.

De acordo com o delegado, a operação foi chamada de Rapina pelo modo como os assaltantes agiam, com violência. O termo significa roubar violentamente algo. "Eles chegaram a realizar mais de dez assaltos em poucos dias", finalizou.

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com