Cidadeverde.com

Assisti a estreia de "A Culpa É das Estrelas" e te conto como foi


Fazia tempo que não via o cinema lotado desse jeito!! Para quem não sabe estreou hoje nos cinemas do Brasil o filme "A Culpa É das Estrelas". Estive na primeira sessão no Teresina Shopping e foi "Uma Aflição Imperial" (hehe) de tanta ansiedade.


Fotos: Rayldo Pereira\Cidadeverde.com


A produção, baseada no best seller de John Green levou milhares de fãs às salas para se emocionar com a história de amor de Hazel Grace e Augustus Waters. No Piauí, não podia ser diferente! Estive na primeira sessão do filme e o que encontrei foi uma centena de adolescentes, adultos e jovens de todas as idades com livros, camisetas, cartazes e uma série de referências a história do casal.




Os fãs provaram que não medem esforços para acompanhar aquilo que adoram, como foi o caso da estudante Cibele Aurora, de 14 anos (de xadrez no canto direito da foto acima) que chegou ao shopping cedinho e era a primeira da fila do cinema.

"Sou muito fã do John Green e estava esperando muito ansiosa por esse filme. Já comprei todos os outros livros dele e já aguardando os próximos", me contou a garota.




Sabe o que é mais legal??? É coool ler, é cool estar antenado. Essa galera mais jovem que eu, é claro, está super ligada com tudo o que acontece e o melhor, a literatura!! John Green através de seus diálogos leves e divertidos e de suas construções nada clichês, conseguiu atrair um público forte para comprar os livros e agora porque não, para assistir o filme. E isso me deixa feliz. A juventude não está tãããoo "perdida" assim como dizem nossos pais.

Tudo bem que transformar livros em filme já não é mais novidade, como Harry Potter, Divergente, etc, etc... mas vale muito a pena a ida ao cinema.




Sobre o filme

Achei a produção super fiel ao livro, apesar de ter algumas cenas cortadas, como o passeio de Hazel com a amiga no shopping, a segunda fase crítica na saúde de Augustus em seu quarto e outras que não vale a pena citar. Além disso também abordou algumas cenas de uma forma diferente como o beijo dos dois no museu, mas creio que tudo faz parte da adaptação para a linguagem do cinema.


Chorem todos com essa foto!! <3


No mais, o filme tem uma trilha sonora envolvente, que já publiquei aqui pra vocêse com certeza irei assistir de novo, dessa vez sem gritos, para mergulhar na emoção dessa linda história de amor.  O.K?? O.K.!


Confira o trailer e corre pro cinema!!