Cidadeverde.com

Leila Pinheiro será atração do projeto Seis e Meia no Theatro 4 de Setembro

O projeto Seis e Meia está de volta ao palco Theatro 4 de Setembro equem abre a programação, na próxima terça-feira (18), é a cantora e pianista paraense Leila Pinheiro. Com o show “Por onde eu for”, que dá nome ao álbum lançado recentemente, Leila canta, toca piano e violão emostra um repertório que revisita seus 35 anos de carreira. O cantor piauiense Rubens Lima é quem abre o show. 

Além das músicas inéditas do novo CD, a pianista vai mostrar versões pessoais para canções de Gilberto Gil, Herbert Vianna, Nando Reis e Tim Bernardes, do grupo paulistano O Terno. André Vasconcellos, baixista que tocou com Leila em 2005 na turnê do CD "Nos horizontes do mundo", produziu o novo CD e assina a direção musical do show.
 
Uma das grandes vozes da música brasileira, Leila gravou 19 álbuns etrês DVDs. E, pela primeira vez, escolheu fazer uma campanha de financiamento coletivo (crowdfunding) para a gravação do CD. “Me encantei com a possibilidade de ampliar a rede de pessoas que se interessam pela minha música e querem estar mais perto de mim, fazendo acontecer o que gostam e acreditam. É tudo muito novo e adorei o desafio”, conta Leila.
 
Para ela, a receptividade à campanha foi estimulante. “Tudo deu certo desde o início, pela divulgação do novo CD, o interesse real de um novo público pelo meu trabalho e a proximidade maior com os fãs”, disse.
O CD traz músicas inéditas de Adriana Calcanhotto, ‘Por onde eu for’, de Marina Lima e Márcio Tinoco, ‘Chega pra mim’, de Zélia Duncan, que participa do CD e inaugura parceria com Leila, ‘Todas as coisas valem’, eregrava um Guilherme Arantes recentíssimo, ‘Você em mim’, com arranjo bossanovista.
 
As quatro canções gravadas foram escolhidas por Leila depois de uma vasta "garimpagem" e um mergulho no arquivo de raridades de José Pedro Selistre (o DJ Zé Pedro) que coleciona pérolas musicais e é amigo de Leila há muitos anos. O show estreiou em São Paulo, com participação especial de Dani Black, e passou por Belo Horizonte, recebendo como convidados especiais o violonista Thiago Delegado e Fernanda Takai e no Rio de Janeiro teve as participações do sanfoneiro Mestrinho, do violonista Jean Charnaux e Thiago Amud, além da amiga e parceira Zélia Duncan.
 
O projeto Seis e Meia é uma realização do Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Cultura. Além da cantora Leila Pinheiro, outros nomes da música brasileira se apresentam até dezembro. No dia 11 de setembro é a vez de Elba Ramalho, seguida de Angela Ro Ro, no dia 6 de outubro. Já no mês de novembro é Cauby Peixoto quem canta para o público teresinense. E, para encerrar a programação do ano, no dia 17 de dezembro tem Martnália.
 
"Há uma determinação e empenho do secretário de Cultura Fábio Novo para a realização do projeto Seis e Meia que, nesta edição, trará grandes nomes da música brasileira e apresentações de destacados artistas locais. O Seis e Meia tem um público cativo que gosta da boa música e que esperava, ansiosamente, pelas novas edições", diz a coordenadora doprojeto, Laurenice França.