Cidadeverde.com

Em Teresina para show, Eric Donaldson fala sobre carreira e referências

O cantor jamaicano Eric Donaldson está em Teresina para um show na noite desta sexta-feira (13). Bem-humorado o artista dividiu suas referências musicais e experiências com a jornalista Maria Romero, que conversou com Eric durante sua visita à TV Cidade Verde.

Leia a entrevista na íntegra:

Quais suas inspirações e referências para suas composições e canções?

Eu simplesmente penso muito. E das minhas meditações eu tiro muitas ideias, muitas inspirações. Então eu coloco essas ideias em palavras.

Então sua vida é sua inspiração?

(Rindo) Sim, acho que tenho uma vida legal. Eu nasci na Jamaica e me criei lá. Eu comecei minha carreira como cantor desde que tinha 19 anos, em 1962 lancei minha primeira música, chamada Right On Time e gravei para muitas pessoas. Mas meu grande hit veio em 1971, quando gravei Cherry Oh Baby. Foi um grande ano, porque os Rolling Stones fizeram uma versão de Cherry Oh Baby, depois o UB40 fez uma versão também. O que me tornou um cantor internacional.

No Brasil, quais seus grandes hits?

No Brasil há muitos hits. Creio que Cinderella, Bringt It On Home, [Read My Mind Lolitta], Give Me Some Loving, Jah Love, só pra mencionar algumas.

E você já veio muitas vezes ao Brasil?

Muitas vezes, tantas que eu já perdi a conta. Eu venho para o Brasil desde 1992.

E Teresina?

Já estive em Teresina outras três vezes.

E para o show em Teresina, o que você está preparando? Vai haver surpresas para os fãs?

Não creio que há muitas surpresas na minha música, mas eu procuro cantar músicas que são mais conhecidas do público. Se você canta músicas que as pessoas não conhecem, para eles o show não é bom. Canto aquelas que as pessoas sabem e então elas podem curtir.

Você costuma cantar músicas de outros artistas?

Algumas vezes sim. Às vezes canto alguma coisa do meu amigo de músicas, Bob Marley.

E você já teve oportunidade de andar e conhecer a cidade, o que achou?

Eu até costumo conhecer, andar, mas normalmente faço shows nas cidades maiores e há muita gente, muita multidão. Pessoas de diferentes lugares e mentalidades e às vezes há bandidos por perto.

Então você tem medo?

Eu não fico exatamente com medo, mas prefiro ser cuidadoso.

Então na maior parte do tempo você fica no hotel?

Sim, sim. Na maior parte do tempo fico no hotel. Eu saio na rua somente se eu preciso, como para comprar alguma coisa ou experimentar alguma comida especial.

Que comidas você já provou por aqui?

Na verdade minhas comidas preferidas são pizza, feijão, saladas, frango, camarão e peixe. E adoro suco de laranja, melancia e goiaba.

 

***Colaboração Maria Romero