Cidadeverde.com

Padrões matam muita gente: entrevistei a Rainha dos Raios, Alice Caymmi

A edição da coluna Playlist na Revista Cidade Verde presenteou os leitores desta edição com uma entrevista exclusiva com a nova aposta da música brasileira Alice Caymmi. Fui até Recife para assistir o show da carioca no Festival de Abril Pro Rock e em seguida fui recebido em seu camarim para um bate-papo. Você confere um trecho do resultado agora. A versão completa você encontra na banca mais próxima, na Revista Cidade Verde. Confira:

"Padrões Matam Muita Gente"

"Padrões matam muita gente!" Essa frase já seria por si só, suficiente para definir a carioca Alice Caymmi. Neta de Dorival e filha de Danilo Caymmi, já vem de berço seu DNA na música popular brasileira. Mas foi justamente fazendo jus a essa ideologia que a menina de família tradicional da zona Sul do Rio quebrou todas as portas, janelas e barreiras para seguir seu próprio caminho na arte.

Com dois CDs lançados e uma longa agenda de shows que vai de teatros a mega-festivais como o Rock in Rio, Alice já construiu um verdadeiro império, com fãs espalhados por todo o país. Seguidores fieis que acreditam em seu potencial inovador e que acima de tudo reproduzem o seu discurso subversivo de que está fora deles, dos padrões, a verdadeira felicidade. Alice hoje é dona do seu próprio nariz e do seu próprio reino, é Rainha dos Raios!

Foto: Flávio Japa

Alice no palco do Baile Parfumado no Festival Abril Pro Rock

"Meu pai? Meu pai não participa de nada do meu trabalho. Engraçado isso, porque eu sou muito independente e sempre fui. Nunca ninguém da minha família deu opinião nesse sentido profissional. Mas tenho mesmo muito suporte emocional, essas coisas ele pode fazer por mim", respondeu a cantora que recebeu o Playlist em Recife, logo após o seu show no Festival Abril Pro Rock.

Pela segunda vez se apresentando em Pernambuco, Alice abriu as portas do seu camarim para o Playlist e de cara nos contou como mudou sua opinião sobre o público de Recife, antes tímido e agora, completamente empolgado com sua performance, que havia acabado de acontecer no palco do Baile Perfumado.

"Da primeira vez que fiz show aqui foi em teatro e era um show quase que opressor de tão forte. Esse é mais pra dentro, traz a galera pra participar", comemora. É na capital pernambucana também que a cantora garante ter a maior parte de seus melhores amigos. "Eles moram ou em São Paulo, ou Rio, mas são pessoas daqui, muito queridas e tem um jeito de ser especial, um humor diferente e mais antenado. Eu fico bem ligada nessas coisas, pois eles estão sempre me atualizando", comenta sorridente.

Sua ligação com o Nordeste não está apenas nas amizades, mas no sangue, neta de baiano (Dorival Caymmi), a cantora diz ter uma relação afetiva muito forte com a região. "Eu tenho uma ligação muito especial sim. De identificação, de origem, por conta do meu avô, não só por ele ter sido baiano, ter criado o cancioneiro da Bahia, mas porque eu tenho uma relação afetiva muito forte com tudo isso aqui", pontuou.

Moda

Ligada em tudo o que acontece e livre para ter o seu próprio estilo assim segue Alice com sua estrela que desde muito jovem já chamava a atenção. Estilistas famosos como Felipe Veloso assinam looks para shows e editoriais onde a cantora encarna os personagens que cria para suas canções e discos.

Mas ela garante que foge do que vai ser tendência e vai buscar nas referências o que entra no seu guarda-roupa. "Eu não me deixo contaminar com regrinhas como 'ai no verão vai ser vermelho'. Não é exatamente por aí. Eu gosto de acompanhar qual foi o último desfile que eu achei babado fico vendo, vendo, vendo, entendendo, de onde veio, pego uma referência, dou uma pesquisada e extraio algo que me identifico. Eu sempre vejo as grandes grifes, os grandes desfiles e os desfiles do momento", completou.

[Mais na coluna Playlist da Revista Cidade Verde]

 

Um vídeo publicado por Inquieto (@rayldopereira) em