Cidadeverde.com

Grupo de música antiga recupera versões de Beethoven do século 19

Foto: Karime Xavier / Folhapress

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Quando o compositor alemão Ludwig van Beethoven (1770-1827) apresentou pela primeira vez ao público a "5ª Sinfonia", uma de suas mais conhecidas criações, regeu uma orquestra de 42 músicos (cerca de metade do tamanho das atuais) que tocavam 12 instrumentos de construção e características diferentes das dos que conhecemos hoje.

Cinco anos antes, em 1803, Beethoven estreou em Viena seu "Concerto para Piano nº 3", escrito para um fortepiano -precursor do piano moderno, o instrumento é menor, mais leve e tem um som mais seco e mais articulado.

Recuperar a sonoridade dessas estreias é o objetivo do Conjunto de Música Antiga da USP, que, nesta semana, apresentou pela primeira vez na América Latina as obras acima.

As peças são executadas por uma orquestra do mesmo tamanho que a que o alemão comandou no começo do século 19, com réplicas dos instrumentos daquela época. O pianoforte usado no "Concerto nº 3" é uma reprodução do que foi usado por Beethoven (feito por Gabriel Anton Walter (1752-1826), um dos mais famosos construtores de piano de Viena).