Cidadeverde.com

Gal Costa faz show intimista mas levanta público do Festival de Inverno de Pedro II

O show foi intimista mas teve clime de festival. Assim foi a noite desta sexta-feira no alto da Serra dos Matões em Pedro II. “Se acaso me quiseres, sou dessas mulheres, que só dizem sim”, cantou Gal Costa ao embalar cerca de 12 mil pessoas no palco da Praça da Bonelle no Festival de Inverno de Pedro II. “Vaca Profana” e até a versão de Caetano Veloso para Bob Dylan foram destaques no repertório do show, que diferente do anunciado, pegou de surpresa a plateia de Pedro II.

O público esperava ouvir os sucessos do CD Estratosférica, mas Gal apresentou os sucessos do show Espelho D’água, que marca sua segunda passagem pelo Piauí. A plateia não deixa por menos, canta todas as músicas que emocionam e fazem lembrar histórias ligadas a momentos de vida que marcaram época no país.

Sem bateria eletrônica, percussão, naipe de metais, teclados ou efeitos de microfone. O show Espelho d’Água se releva através de um único protagonista: sua voz. O repertório do show é formado pelos sucessos mais importantes da carreira de Gal e tem interpretações irrepreencíveis.

Aos 70 anos, a voz de Gal Costa parece a mesma dos seus tempos áureos e acaba acumulando consigo sabedoria e maturidade, que para uma intérprete, são ponto fundamental para trazer emoção e requinte a apresentação. Em coro de "eu quero que você venha comigo" a plateia veio ao delírio com a cantora que apresentou sucessos inesquecídveis de sua história.

Nem a chuva espantou a plateia que lotou a segunda noite do Festival.  A outa atração da noite foi a banda Hey Jude, cover oficial dos Beatles que emocionou a plateia com os maiores hits da banda britânica, diálogos em inglês e a irreverência dos garotos de Liverpool.

O Festival de Inverno de Pedro II ainda tem como atrações Paralamas do Sucesso, Top Gun e muito mais.

Posts anteriores