Cidadeverde.com
Suzane Jales

Mantenha a calma e siga em frente!

Nada mais atual do que o slogan do cartaz que o governo britânico fez em 1939 para acalmar a população em caso de invasão alemã: “Keep Calm and Carry On”, em português: “Mantenha a calma e siga em frente”. O plano inicial era divulgar os 2,5 milhões de cartazes, mas a invasão não aconteceu e quase todos foram destruídos. Só que um deles foi encontrado em 2001 em uma livraria na Inglaterra… e virou febre, sobretudo na internet.

História à parte, é um conselho válido para toda hora, sobretudo em época de crise: é preciso primeiro manter a calma, até para poder encontrar soluções para os perrengues que parecem pular na frente da gente a cada dia.

Depois, é preciso seguir em frente, como diz meu mestre Nicolai Cursino: “Há momentos em que as coisas não andam em sua vida. Continue andando do mesmo jeito. Há momentos onde você está perdido, sem ter a menor ideia de para onde ir. Continue andando do mesmo jeito. Há momentos onde você se sente sozinho e distante de tudo e de todos. Continue andando do mesmo jeito. Há momentos em que você tem vontade de se jogar ao chão, chorar e ficar ali por muito tempo, sem se mexer um centímetro. Continue andando do mesmo jeito. Há momentos em que você tem vontade de desistir, de se entregar. Continue andando do mesmo jeito… Tenho certeza de que você já esteve em algum momento à beira de se entregar. No seu trabalho, na sua profissão. Em um relacionamento ou mesmo na conquista de um sonho. Sim, eu tenho certeza. Continue andando do mesmo jeito. Quando você continua andando, uma hora a ajuda aparece.

Quando discutimos esse assunto no meu escritório de Coaching, sempre me perguntam: E como vou fazer isso, se já me sinto sem forças?

Bem, posso falar de muitas coisas, mas vou citar uma forma de fazer isso que mais me ajuda: é focar nos planos que eu tracei para minha vida e que ainda não conquistei e pensar: Que passo posso dar hoje para ir em busca do que quero?

Isso me permite não aceitar ficar parada por muito tempo. Digo assim porque, às vezes, tudo o que preciso é assentar a cabeça para reencontrar o meu equilíbrio. Mas esse tempo não pode ser demasiado, pois o mundo continua girando… e alguns dos meus sonhos continuam lá, esperando que eu faça algo para conquista-los.

É assim que eu penso e faço. Pode não ser o melhor pra você… Mas, que tal pensar em qual seria a melhor forma para você?

Beijos mil,

Suzane Jales
www.suzanejales.com.br