Cidadeverde.com
Suzane Jales

Um grande brinde à amizade!

As redes sociais têm sido pródigas em dualidades. Hoje, quero destacar uma delas: a de separar e de unir pessoas.

Como assim, Suzane? Vou explicar…

Por conta das questões políticas que provocaram uma grande cisão no Brasil, vi amigos de longas datas e até irmãos se digladiarem até não sobrar quase nada do sentimento que antes os unia… Na maioria dos casos, percebo até uma incoerência de quem brada pela liberdade de expressão, mas não aceita opiniões contrárias às suas. Isso, realmente, separou muitas pessoas que eram inseparáveis e parecem ter, agora, um precipício separando-as.

Esse é um lado das redes sociais… Mas, por outro lado, essas mesmas redes sociais têm ajudado tanta gente que estava distante a se reencontrar. E como isso é fantástico!

Nas últimas semanas, colegas que estudaram juntas em uma escola (muitas desde o jardim da infância!), reencontraram-se através do WhatsApp e reascenderam a chama da amizade.

Eu sou uma delas! 

E foram várias as conversas: cada uma querendo saber mais sobre as amigas que há anos não via… Detalhe: para algumas, esse tempo foi mais de 30 anos…

O grupo teve várias pequenas reuniões, uma missa e fechou com chave de ouro essa primeira fase do reencontro: um almoço para matar as saudades de todos! E aproveitou-se a oportunidade para homenagear alguns professores que marcaram a vida de todas. Foram cerca 60 pessoas reunidas num clima de alegria e muita descontração… E até quem mora em outas cidades veio brindar à amizade.

Pense numa felicidade!

Depois disso, lembrei-me das palavras de Francis Bacon, filósofo, escritor e político inglês que descreveu bem a importância do afeto de uma pessoa amiga: “Não há solidão mais triste do que a do homem sem amizades. A falta de amigos faz com que o mundo pareça um deserto”.

Quem bom saber que temos esse oásis em nossa vida!

Depois de compartilhar com você esses momentos que vivi, eu lhe convido a refletir sobre os seus amigos que há tempos não vê. Que tal procurá-los? Que tal um telefonema ou uma mensagem carinhosa que apenas lembre: Amigo, amiga, eu estou aqui!

É só dar uma ajudinha que o universo lhe ajuda…

E, depois de reencontrar seus amigos, esqueça um pouco as redes sociais: faça um esforço para encontrá-los tête-à-tête: nada substitui um olho no olho, um aperto de mão, um abraço cheio de carinho…

Continue, a partir daí a manter contato sempre: amizades são como plantinhas que precisam ser regadas e cuidadas sempre!

Finalizo, recordando que um simples WhatsApp foi o início de toda essa história que contei. Por isso que eu gosto tanto dele! E até tenho um projeto utilizando essa ferramenta: o Coaching de Bolso. A ideia é você receber Dicas de Desenvolvimento Pessoal e Profissional pelo celular, via WhatsApp, para lhe ajudar a refletir, direcionar seu pensamento e ter mais foco nas suas ações, escolhas e tomadas de decisão. É para você começar uma transformação positiva na sua vida!

Neste caso, não é grupo de WhatsApp! Você recebe as mensagens de forma individual e, caso queira, tem uma comunidade exclusiva do Facebook para interagir com os demais participantes. Quem sabe não surge uma boa amizade a partir daí?

Clique aqui e saiba aqui como participar!

Ah, essa não foi a primeira vez que usei a internet para reencontrar amigos. Eu até gravei um vídeo em 2015 falando de uma experiência assim: Quero assistir ao vídeo.

Beijos mil e até o próximo!

Suzane Jales
sua coach