Cidadeverde.com

Para Solidariedade, vereador foi infiel

O processo de expulsão  do vereador major Paulo Roberto do Solidariedade foi movido pela direção nacional do partido e o motivo central está relacionado a infidelidade eleitoral no pleito de 2018.  Segundo a denúncia, o vereador da capital não deu apoio a candidatos do partido à Câmara Federal e Assembleia Legislativa. Na campanha eleitoral no ano passado, major Paulo Roberto é acusado de ter votado nos deputados Júlio César e Georgiano Neto, ambos filiados ao PSD, sigla que sequer compôs aliança proporcional com o Solidariedade.