Cidadeverde.com

Mudanças no calendário eleitoral dividem prefeitos no Piauí

A videoconferência promovida pela APPM (Associação Piauíense de Prefeitos) com gestores  e os senadores Marcelo Castro (MDB), Ciro nogueira (Progressistas) e Elmano Férrer (Podemos) para tratar de mudanças no calendário eleitoral em razão da pandemia da covid-19, revelou divisão no movimento municipalista. Várias propostas tramitarão no Congresso Nacional. Adiamento do pleito municipal; coincidência de eleições, com prolongamento dos atuais mandatos de prefeitos e vereadores, ou com ampliação dos futuros em mais dois anos para assegurar disputas gerais em 2026; e poderes ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para definir adiamento das eleições municipais, foram algumas das teses discutidas na teleconfrência da APPM com prefeitos e senadores. Sem consenso, os gestores piauienses preferiram a cautela e vão esperar posicionamento da CNM (Confederação Nacional dos Municípios) sobre o assunto para posteriores manifestações públicas.