Cidadeverde.com

Oposição manifesta apoio a Firmino

O protesto em frente à residência do prefeito Firmino Filho segue repercutindo. Agora foi o vereador petista Dudu Borges, que chegou a ser até contestado por descontentes com a atuação da prefeitura no enfrentamento à covid-19.  "Toda manifestação é válida, mas não podemos atacar o lado pessoal do gestor. Isso não faz parte da construção da democracia. Atingir a honra da pessoa não é algo coerente e aceitável. Me solidarizo com o prefeito Firmino Filho e seus familiares pelos ataques", afirmou, em nota, Dudu Borges.

Na mesma linha, o deputado estadual Evaldo Gomes (Solidariedade) se manifestou em relação ao protesto.

"Misturar o público com o privado não é legal.

Afinal, muitas medidas do Prefeito Firmino foram acertadas e contribuíram para salvar vidas e não será com radicalismo de um lado ou do outro que resolveremos os problemas causados pela COVID 19, portanto, não é invadindo a privacidade de quem quer que seja, que  resolveremos essa grave crise que instalou-se no País e, consequentemente, em nosso Estado e em nossa capital. Defendo que o momento seja de muito diálogo entre gestores públicos, classe empresarial e trabalhadores, para encontrarmos uma solução que seja boa para todos e que tenha como consequência salvar vidas.

Portanto, o  fato ocorrido na casa do prefeito não é politicamente correto. A família é algo sagrado e temos que preservá-la. Por isso presto  minha solidariedade ao Prefeito Firmino e a Dep. Lucy e familiares."

Em nota, o PCdoB também manifestou solidariedade ao prefeito Firmino Filho:

"O Partido Comunista do Brasil - PCdoB/PI, condena as agressões e ofensas verbais feitas contra o prefeito de Teresina, Firmino Filho, ocorrida na manhã deste domingo em frente à sua residência. A atividade foi organizada por supostos empresários que são contra o isolamento social e defendem a imediata liberação das atividades econômicas e, de forma agressiva com carros de som e buzinaço tentaram intimidar o prefeito e sua família. Nesse momento, em que crescem o número de contaminados e de óbitos em razão do novo Coronavírus, e em que se agrava a crise econômica, o caos social e a instabilidade política no país, se faz necessário o diálogo e a unidade do povo piauiense e brasileiro contra a pandemia,  em defesa da vida e da proteção das famílias mais afetadas pela crise sanitária. A intimidação e as inaceitáveis agressões contra o prefeito Firmino Filho não combinam com a democracia e devem ser repudiadas com veemência, portanto, nos solidarizamos com ele e com a sua família. "