Cidadeverde.com

PSD de Teresina dividido na sucessão estadual

A adesão pública do vereador Ismael Silva à candidatura ao governo de Silvio Mendes (União Brasil) abre dissidência no PSD da capital. Os dois vereadores filiados à sigla, Ismael Silva e Renato Berger, ficam na oposição. Porém, o suplente Eduardo Dragalana e o ex-superintendente do Incra, Tiago Vasconcelos, que é pré-candidato a deputado estadual, seguem orientação estadual da legenda no apoio à chapa liderada por Rafael Fonteles (PT). O PSD não é caso isolado de partido com dissidências quando o assunto é a eleição para o governo do estado. Republicanos, PSDB, Progressistas, MDB e até o União Brasil, sigla de Silvio Mendes, também registram casos de divergências entre lideranças na sucessão estadual.