Cidadeverde.com

Zé Filho é contra PMDB no governo

O desconforto do ex-governador Zé Filho no PMDB é real. Ele não admite  a presença do partido na base aliada ao governador Wellington Dias (PT). Por isso a tendência de troca do PMDB pelo PPS. Zé Filho já tratou do assunto até com o presidente nacional da sigla que o convidou para se filiar, Roberto Freire. O líder do PMDB na Assembleia Legislativa, João Mádison,  informou à coluna que lamenta a insatisfação de Zé Filho no PMDB; revelou gratidão dos peemedebistas ao ex-governador e promete esforço para mantê-lo no partido. "Mas se a decisão for deixar o PMDB, nós respeitamos", afirma João Mádison. Zé Filho não participou de recente convenção  do PMDB que reelegeu o ministro Marcelo Castro na presidência do diretório estadual.  O ex-governador, que é presidente da FIEPI (Federação das Indústrias do Piauí), cumpre agenda em Natal-RN e participa de solenidade empresarial.  Na próxima semana, Zé Filho deve analisar o convite para filiação ao PPS  com seu grupo político. Para o ex-governador, o PMDB não está respeitando o resultado das urnas em 2014, em que foi derrotado na eleição para o governo do Piauí. O partido estaria aderindo ao governo sem motivos e abandonando a oposição.