Cidadeverde.com

O documento que o PMDB aprovará na Convenção Nacional

Pode até existir sentimento de parcelas siginificativas do partido apontando para saída dos peemedebistas do governo. Mas esse tema não faz parte do documento concluído nesta sexta-feira, 11, que será encaminhado à Convenção Nacional, sábado, 12, em Brasília. O texto reafirma posições do PMDB em relação à governabilidade, rumos da economia, com retomada do crescimento e combate à inflação. Não toca em impeachment, muito menos em saída do PMDB do governo para oposição declarada ao PT e à presidente Dilma. Os últimos retoques no documento foram feitos num encontro dos dirigentes do partido com o presidente do Senado, Renan Calheiros. A ala governista do PMDB prioriza a reeleição de Michel Temer na presidência do diretório nacional, mas ouvirá duros e inflamados discursos dos setores que defendem o partido na oposição à Dilma. Missão impossível será manter a unidade do PMDB após a convenção. Essa é a tendência de hoje, 11. Até a convenção deste sábado, 12, a situação pode mudar, motivada pela conturbada conjuntura política do país.