Cidadeverde.com

Faltam recursos para o curso de medicina em Picos

Iniciado há pouco mais de um mês, o curso de Medicina de Picos, poderá não receber novos alunos por falta de estrutura física. Preocupado com a situação, o reitor da Universidade Federal do Piauí, José de Arimatéia Dantas esteve em Brasília na última terça-feira (11) e participou da reunião da bancada federal piauiense. Conversou com o deputado Mainha (PP), solicitando empenho do parlamentar na destinação de emendas que garantam a infra-estrutura necessária  para a continuidade do curso no município.

“Pedimos apoio à bancada para que possamos ter tranquilidade com relação a  continuidade da oferta do curso de medicina  em Picos. Iniciamos agora a primeira turma e teremos condições para mantê-la até o final do curso, mas não temos estrutura suficiente para receber novas turmas”, alertou o reitor.

 

O deputado Mainha, que defendeu a implantação do curso junto ao Ministério da Educação, assegurou que buscará apoio da bancada.   “Sabemos da carência de profissionais naquela região. Ter a faculdade em Picos assegura que muitos estudantes do município e de regiões vizinhas não precisão mais se deslocar para Teresina ou outros estados para estudar medicina”, defendeu.