Cidadeverde.com

Temer ignora decisão do PSB

A estratégia do Planalto é não perder tempo com a postura da direção nacional do PSB, que decidiu não apoiar as reformas trabalhista e da previdência. A tropa de choque do governo já está em campo para neutralizar a decisão da sigla na bancada da Câmara Federal, formada por 35 parlamentares. No Planalto, a ordem é garantir no plenário, independente de orientações partidárias.