Cidadeverde.com

Governistas detonam chapinhas

Cresce na base governista movimento de rejeição às coligações de partidos emergentes, mesmo sendo aliados no apoio à reeleição do governador Wellington Dias. O principal argumento é a mudança no critério de aproveitamento das sobras de votos na eleição proporcional, que migram apenas para as coligações de melhor desempenho eleitoral. A nova regra entra em vigor já este ano. Por isso partidos como PMDB, PT e agora até o PDT defendem uma única aliança proporcional, com todas as siglas do robusto bloco governista. A chapinha que mais incomoda os grandes partidos é formada por PTC,PCdoB, PR e Podemos. As alianças de pequenos partidos são encaradas como estratégia de sobrevivência política na eleição de deputados estaduais e federais.