Cidadeverde.com

Greve dos caminhoneiros inviabiliza vacinação contra aftosa

A campanha terminaria nesta quinta-feira, 31, mas a Adapi (Agência de Defesa Agropecuária do Piauí), com aval do Ministério da Agricultura, decidiu prorrogar o prazo até  15 de junho, com certificação das vacinas definida para o dia 30. Com a medida, a Adapi espera cumprir a meta de vacinar pelo menos 90% do rebanho, condição para o Estado seguir na condição de área livre de febre aftosa com vacinação.

"O motivo principal foi dificuldade operacional no Sistema Informatizado da Adapi e o comprometimento na logística de distribuição de vacinas pelos distribuidores às revendas do interior do Estado por conta da greve dos caminhoneiros". A declaração é do gerente de sanidade animal da Adapi, Idilio Moura Fé.