Cidadeverde.com

Progressistas e MDB em campos opostos

O motivo é a presidência da Assembleia Legislativa. O MDB não abre mão da reeleição do atual presidente, Themístocles Filho. O Progressistas formalizou acordo com o PT e vai lançar candidato, provavelmente Hélio Isaias. Sobrou pra relação política entre dois partidos importantes da base aliada ao governo. No final de semana, Ciro Nogueira (PP) evitou até solenidade com presença de Marcelo Castro (MDB).

João Luis pavimenta reeleição em Monsenhor Gil

A programação de aniversário de emancipação do município de Monsenhor Gil foi um bom teste político para o prefeito João Luis (PSD). Revelou força política e boa condições para construir o projeto de reeleição em 2020. Dos nove vereadores, oito apoiam o gestor. E a bancada aliada assegura que a gestão do município tem aprovação popular capaz de conduzir o prefeito à reeleição. Na foto, ao lado de João Luis, o ex-vice-prefeito José Noronha e a vereadora Eliane Moura (PRP), e os vereadores Flávio e Paulo do Cadoz.
 

Marcelo Castro discute com bancada emedebista eleição na ALEPI

O senador eleito e presidente estadual do MDB marcou para segunda-feira,10, encontro com os seis deputados eleitos para a próxima legislatura. A pauta será a eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa  e o fechamento de questão em apoio à reeleição do atual presidente, Themístocles Filho. Os emedebistas pedirão encontro com o governador Wellington Dias e trabalham em duas frentes: construir chapa de consenso na base governista e enfrentar possível disputa com candidato do Progressistas. Para o governador, o pedido do senador eleito Marcelo Castro reflete desejo da bancada emebedista: ingerência zero. Nesse cenário, a reeleição de Themístocles Filho estaria pavimentadíssima.

Sete suplentes apostam em convocações para Alepi

Na aliança proporcional governista o clima é de expectativas em alta para possíveis convocações de suplentes de deputados estaduais. A principal aposta é para a nova gestão do governador Wellington Dias contar com sete parlamentares com mandatos na Assembleia Legislativa. O problema é que dois suplentes de coligações adversárias também estão de olho em convocações para o legislativo estadual. Um da aliança que apoiou Elmano Férrer (Podemos) e outro que figurou no palanque de Dr. Pessoa (Solidariedade).
 

Bolsonaro agenda encontro com Progressistas

A próxima rodada de encontros lideranças de partidos com o presidente eleito envolverá o Progressistas. O senador e presidente nacional da sigla, Ciro Nogueira, informou que será com a bancada  na Câmara Federal, composta por 38 parlamentares. Será também o primeiro encontro de Jair Bolsonaro, que já foi filiado ao Progressistas, com integrantes da legenda após o segundo turno da eleição presidencial e segue agenda de reuniões do presidente eleito com bancadas de partidos com representação no Congressso Nacional. Jair Bolsonaro já conversou com representantes do MDB, PRB, PSDB e PR.

Ciro assegura recursos para municípios

Vários municípios do Piauí serão atendidos com  recursos através de ações do senador Ciro Nogueira (Progressistas) junto ao governo federal. Foram garantidos valores provenientes dos ministérios da Saúde, Agricultura, Cidades e da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) que, somados, chegam a mais de R$ 20,4 milhões para investimentos em 59 municípios do estado.

“Estamos terminando uma semana de muito e produtivo trabalho em Brasília, com bons resultados para os piauienses por meio de recursos garantidos para investimentos em diversas áreas nos nossos municípios”, comemorou Ciro.

Governo vai recriar secretaria do Agronegócio

A reforma administrativa do governo do Estado prevê a divisão da SDR (Secretaria de Desenvolvimento Rural) em duas pastas: Agricultura Familiar e Agronegócio. A proposta integra o pacote administrativo que o governo encaminhará à Assembleia Legislativa em fevereiro de 2019. Na proposta, serão extintas as coordenadorias e Irrigação, Agronegócio e Combate à Pobreza Rural. O governo concentrará as ações no setor primário em duas secretarias. O PT comandará a agricultura familiar e o PSD fica com o agronegócio.

Patriota incorpora PRP

Os dois partidos não atingiram a cláusula de desempenho e a saída foi a incorporação do PRP pelo Patriota. A operação já repercute na política piauiense. Em Teresina, o Patriota poderá ampliar bancada na Câmara Municipal de dois para cinco vereadores. Segundo o presidente estadual do PRP, Laércio Borges, os 39 vereadores filiados ao PRP no Piauí acompanham a incorporação ao Patriota. Só em Teresina, o PRP conta com três vereadores e o Patriota com dois parlamentares. Em nível nacional, a incorporação do PRP dará ao Patriota uma bancada de nove deputados federais e a garantia de acesso ao fundo partidário.

Mainha consegue liberação de recursos no ministério da Saúde

 

O suplente de deputado federal Mainha (Progressistas) esteve  em audiência com o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, e conseguiu a liberação de mais de R$ 3,5 milhões, frutos de emendas parlamentares. Os recursos serão destinados para reformas e ampliações de unidades básicas de saúde (UBS), de Academias de Saúde, aquisição de ambulâncias e equipamentos, implantação de gabinetes odontológicos e transporte eletivo de pacientes. Mesmo na suplência da Câmara Federal, Mainha consegue raspar o tacho de recursos no ministério da Saúde.

Átila e Rodrigo Martins conversam com futura ministra da agricultura

Os deputados piauienses Rodrigo Martins (PSB), Átila Lira (PSB) e futura ministra da agricultura, Tereza Cristina, deputada federal hoje filiada ao DEM-MS, já integraram a bancada do PSB na Câmara Federal. São afinados politicamente e amigos pessoais. Mesmo concluindo o mandato de deputado federal, Rodrigo Martins acompanhou o reeleito Átila Lira num encontro com a futura ministra. Reforçaram demandas para o Piauí na agropecuária. 

Posts anteriores