Cidadeverde.com

Movimento nas redes sociais encoraja mulheres a assumir “monocelha”

Foto: reprodução instagram @sophiahadjipanteli

As sobrancelhas finíssimas exibidas por mulheres no início dos anos 2000 certamente causariam arrepio à modelo grega Sophia Hadjipanteli, de 21 anos. Ela criou um movimento nas redes sociais chamado #unibrowmovement ( movimento pela “monocelha” em tradução livre), que estimula mulheres a aposentar a pinça e assumir o comprimento dos fios e o desenho natural das sobrancelhas.

Foto: reprodução instagram @sophiahadjipanteli

Sophia exibe orgulhosa as fartíssimas sobrancelhas de cor escura em sua conta no instagram (@sophiahadjipanteli), que possui mais de 238 mil seguidores. Ancorada no feminismo, a modelo defende, em suas postagens, que mulheres têm o direito de serem livres para adotar o visual que quiserem, inclusive de não retirar excesso de pelos das sobrancelhas ou de desfilarem por aí supermaquiadas ou de cara lavada. A hashtag #unibrowmovement já registra mais de 1800 postagens de mulheres de vários países.

Mas as postagens da modelo no instagram  dividem opiniões. Se, por um lado, muitas mulheres comentam, se dizem inspiradas pela postura de Sophia e parabenizam a modelo por exibir tamanha autoconfiança; por outro, alguns comentários carregam na agressividade e dizem que as sobrancelha fartas provocam repugnância e asco. Talvez ainda seja cedo pra dizer se a moda da "monocelha" vai pegar ou não. Mas é inegável que a maioria das mulheres busca exibir sobrancelhas mais grossas e em formato natural.

A dermatologista Michelle Martins explica que a depilação das sobrancelhas não altera o ciclo de crescimento dos pelos, porém a remoção frequente, por longos período, pode ir deixando, progressivamente, as sobrancelhas mais finas. Dra. Michele explica ainda que reflorestar a sobrancelha depois de meses e até anos de depilação não é tarefa fácil, leva tempo e pode exigir tratamentos variados desde loções a medicações orais.

"Pequenas falhas podem ser corrigidas com design de sobrancelhas feitos de forma regular e respeitando o tempo de crescimento dos fios. Se há queda acentuada dos pelos deixando falhas o ideal é procurar um dermatologista para avaliar possíveis doenças do folículo piloso e causas e, assim, estabelecer a melhor forma de tratamento". Sobre o uso de óleo de rícino, propagado na internet como alternativa para promover o engrossamento dos pelos, a médica esclarece: "Não é nenhuma comprovação dos benefícios de produtos naturais no aumento dos pelos. Produtos dermatológicos específicos podem ser prescritos após avaliação em consulta médica, caso necessário".