Cidadeverde.com

ENTREVISTA: Dermatologista tira todas as dúvidas sobre rugas

Quando os 30 anos de idade chegam, é normal aparecerem os primeiros sinais de expressão. Pois é nessa idade que a pele começa a ficar mais fina e tem mais dificuldade de reter a umidade suficiente para manter a elasticidade. Mas, existem tratamentos para retardar o aparecimento das rugas. O blog VIDA conversou com uma das mais renomadas dermatologistas do Piauí, Dra. Fernanda Ayres. Entre outras coisas, a médica diz que a beleza interior e a autoestima não dependem da idade. Confira:

 

Dra. Fernanda Ayres, médica dermatologista

 

MARCELO FONTENELE - Em tempos de "o que importa é a beleza interior", por que as pessoas têm tanto receio das rugas?

DRA. FERNANDA AYRES - As rugas estão associadas ao envelhecimento. E assim, existem muitas pessoas que tem medo de envelhecer. Talvez porque a velhice esteja muitas vezes ligada a perdas, limitações e sofrimentos, o que gera conflito e trabalho. Existe ainda uma imagem padrão de beleza, atividade e perfeição utilizada como referência social e tudo que difere deste padrão tende a ser rejeitado. No entanto, a beleza interior e a autoestima não dependem da idade e trazem consigo uma série de conquistas importantes, que faz o individuo viver bem consigo mesmo.  


MARCELO FONTENELE - O que fazem as rugas aparecerem mais cedo numas pessoas do que em outras?
DRA. FERNANDA AYRES - Entre os primeiros sintomas do envelhecimento da pele, estão rugas finas, manchinhas de sol e ressecamento causados pela diminuição da produção de sebo das glândulas sebáceas,e alterações na produção de elastina e colágeno, que causam redução da elasticidade e firmeza. A idade com que aparecem vai depender do tipo de pele da pessoa, se mais seca ou oleosa, mais fina ou mais grossa, a cor/fototipo (pessoas de pele mais clara tendem a envelhecer mais cedo que as de pele escura), genética e hábitos pessoais (exposição solar, cigarro, má alimentação e desidratação, stress são fatores relacionados ao envelhecimento cutaneo) 


MARCELO FONTENELE - Ouvimos falar muito em rugas dinâmicas e rugas estáticas. Quais as diferenças entre elas?
DRA. FERNANDA AYRES - As rugas dinâmicas são aquelas causadas pela ação dos músculos faciais, visíveis somente com o rosto em movimento (quando rimos, choramos ou fazemos alguma expressão, por exemplo). Como conseqüência dessas freqüentes contrações, com o passar do tempo, surgem as linhas de expressão na testa, ao redor dos olhos ("pés-de-galinha"), vincos entre as sobrancelhas. Essas são as rugas dinâmicas, também conhecidas como rugas de expressão.

As estáticas são aquelas rugas geralmente mais profundas e permanentes, pois são visíveis com o rosto mesmo em repouso. Elas definitivamente já "marcaram" a pele. São decorrentes do envelhecimento intrínseco em combinação com a ação de agentes externos (exposição ao sol, vento, fumo, poluição), mas também podem ser uma evolução das rugas dinâmicas não tratadas, que pioram e se acentuam com o passar do tempo.

Esses diferentes tipos de rugas requerem diferentes tipos de tratamento, que também podem ser combinados, oferecendo aos pacientes resultados mais globais e harmônicos para toda a face. 

 


MARCELO FONTENELE - Que tratamentos são indicados para quem tem as rugas estáticas?
DRA. FERNANDA AYRES - Para as rugas estáticas existem várias opções de tratamento cuja indicação vai depender de sua localização, profundidade e expectativa do paciente. Entre eles podemos citar: preenchimentos faciais, skinboosters, Laseres fracionados de CO2, Laseres não ablativos, peelings desde superficiais aos profundos, microagulhamentos, radiofrequencia fracionada, etc. 


MARCELO FONTENELE - E quais os procedimentos que são aplicados para as rugas dinâmicas?
DRA. FERNANDA AYRES - Para as rugas dinâmicas, o tratamento mais clássico e padrão é o da toxina botulinica. Dependendo da localização delas, há necessidade de associarção a outros tratamentos como skinbooster, laseres, peelings etc 


MARCELO FONTENELE - Em quanto tempo percebe-se uma melhora significativa após o tratamento?
DRA. FERNANDA AYRES - Todos os tratamentos requerem uma manutenção e uma disciplina de hábitos para que seus resultados sejam mais duradouros e eficazes. Essa melhora pode ser percebida imediatamente, no caso de uso de preenchedores, com média de 5 a 7 dias, no caso de toxina botulínica, ou ainda até 3 meses após, nos casos de procedimentos que geram produção de colágeno na pele.  


MARCELO FONTENELE - Receitas caseiras, como o pepino aplicado diretamente na face, ajudam no rejuvenescimento?
DRA. FERNANDA AYRES - A maioria das receitas caseiras englobam substancias e nutritivos que auxiliam na hidratação da pele. E assim a pele hidratada ajuda sim no rejuvenescimento. A partir de uma certa idade ou quando alguns dos sinais de envelhecimento ja estão presentes, a hidratação sozinha nao conseguirá desempenhar um bom papel no rejuvenescimento 


MARCELO FONTENELE - Existem contra-indicações para alguns dos tratamentos?
DRA. FERNANDA AYRES - Sim, todos os tratamentos tem suas indicações e contra-indicações, por isso o paciente deve ser consultado e avaliado para a indicação do melhor tratamento em cada caso. 


MARCELO FONTENELE -  Que tipos de cremes são mais eficientes e qual o melhor horário para aplicá-los?
DRA. FERNANDA AYRES - Existem vários cremes eficientes, apesar de não existem nenhum milagroso. Os cremes geralmente são muito bons na prevenção do envelhecimento e como coadjuvante nos tratamentos realizados. O tipo de creme dependerá do tipo de queixa do paciente se rugas, manchas, flacidez, tonicidade da pele, elasticidade etc e do tipo de pele do paciente.  


MARCELO FONTENELE - Qual a sua recomendação para aquelas pessoas que buscam tratamentos alternativos, sem a orientação de um especialista?
DRA. FERNANDA AYRES - Todo tratamento seja ele estético ou não podem trazer sequelas definitivas na pele da pessoa se realizados por profissionais não habilitados. Por isso é importante a orientação e a realização destes por um especialista. Isto implicará em segurança nos procedimentos realizados e melhores resultados e assistência dada. Atenção redobrada na hora de escolher o profissional. Desconfie de preços muito baixos, de aparelhos que fazem tudo, de procedimentos dito milagrosos, certifique que a clínica usa aparelhos certificados pela ANVISA. Siga as orientações do especialista à risca antes, durante e depois do tratamento. Elas ajudam a evitar complicações e a ter resultados mais efetivos.