Cidadeverde.com

A osteopatia no tratamento de dores no joelho

Texto: Dr. Marcelo Rocha

(Fisioterapeuta, especialista em Osteopatia)

A articulação do joelho é formada pelas articulações tibiofemoral, patelofemoral e tibiofibular. Por estar localizada nas extremidades de dois braços de alavanca longos, esta articulação fica mais suscetível às lesões. Existem visões diferentes no tratamento das dores no joelho dependendo do profissional. O médico, por exemplo, terá uma visão do local da dor e poderá realizar procedimentos como infiltrações, medicamentos e cirurgias. Já o Fisioterapeuta Manipulativo, analisa o corpo como um todo. Por isso é necessário avaliar a postura, disfunções da coluna lombar, pelve, quadril e pés. Com uma visão ampla, é possível tratar as dores da articulação do joelho, normalizando os movimentos de outras articulações que se relacionam diretamente com o joelho.

O tratamento é realizado através de manipulações articulares, musculares e viscerais, descartando o uso de medicamentos e cirurgias. Exemplo: Um desnível da pelve pode sobrecarregar os joelhos, levando a um desgaste dos meniscos. Corrigi-se o desnível da pelve para eliminar a causa do desgaste dos meniscos, como conseqüência, ocorre a melhora da dor. Os pés também influenciam de forma direta no posicionamento da articulação do joelho, portanto é importante incluir os pés no tratamento para melhores resultados da dores nos joelhos. Quando se faz uma infiltração ou uma retirada dos meniscos, esses procedimentos não elimina a causa da dor e sim as conseqüências! É importante identificar a causa do problema biomecânico, o que é possível por meio do fisioterapeuta com especialização em Osteopatia.