Cidadeverde.com

A micropigmentação pode transmitir doenças

A micropigmentação surgiu como uma verdadeira febre, principalmente entre as mulheres, alguns anos atrás. Com a esperança de realçar a beleza de olhos, lábios e sobrancelhas muitas mulheres buscaram conhecer e aplicar essa técnica com profissionais da área. Um pigmento é aplicado em uma das camadas da pele e faz com que a área fique realçada. Por este motivo é possível aplicar a técnica em preenchimento de sobrancelhas, contorno dos cílios na região dos olhos e até mesmo nos lábios para o contorno dos mesmos. Porém, o que muitas pessoas não contavam é que essa também pode ser uma forma de transmissão do vírus HIV, da Hepatite B e C, além de outras doenças. Por este motivo, ao decidir pela técnica é preciso ter alguns cuidados, dentre os quais, a escolha de um bom profissional.

Transmissão de doenças

Como se trata de uma técnica feita com uso de agulhas, a transmissão de doenças pode acontecer quando a mesma agulha é usada em várias pessoas. O descarte da agulha após o primeiro uso é fundamental para manter a técnica segura.

Reações

Quando a escolha do profissional não é feita com cautela, os riscos de transmissão de doenças contagiosas são muito altos. Vale ressaltar que algumas das doenças transmissíveis não tem cura, por este motivo todo cuidado é pouco. Os primeiros sintomas podem surgir logo após a aplicação. Vermelhidão, coceira, prurido podem aparecer pouco tempo depois da micropigmentação ter sido realizada. A alergia também é um sintoma comum, já que pigmentos são injetados na pele para promover a micropigmentação e eles podem causar reação em quem tem tendência a ela. Caso qualquer reação ocorra após a aplicação, é fundamental a busca por um médico para evitar processos inflamatórios e até mesmo infecciosos.

Micropigmentação segura

A técnica da micropigmentação é uma forma segura para realçar a beleza, mas para isso é preciso garantir bons profissionais, especialistas na área dermatológica, que utilizem técnicas seguras e higiênicas para evitar qualquer risco desnecessário ao paciente. Se você tem o desejo de utilizar essa técnica em seu corpo é importante pesquisar profissionais experientes com familiares ou amigos a fim de se sentir mais segura. Há muitas pessoas que podem se passar por profissionais na área, mas que na verdade nunca fizeram nenhum curso relacionado. Vale a pena pesquisar antes para garantir sua saúde e ter um belo resultado.


Fonte: Família