Cidadeverde.com

Crianças precisam de tratamento que custa R$ 3 milhões

Murilo tem 5 meses e já está em uma grande batalha: Lutar pela vida. Ele foi diagnosticado com atrofia muscular espinhal. Uma doença rara. A família da criança é de Piracuruca e veio para Teresina em busca de tratamento. Mas, o que pode salvar a vida de Murilo, está muito longe do alcance dos pais. A medicação, que deve ter tomada até o sexto mês para ter eficácia de cura, custa 3 milhões de reais. Cada dose custa, em média, 300 mil reais. O pai de Murilo, Francisco José Fontenele, não teve tempo para se lamentar. Ele começou uma campanha na rede social, chamada “amemurilo”. É onde ele consegue pedir doações da comunidade. Inclusive, com dados bancários para quem quiser ajudar. A doação, de qualquer valor, pode ser depositada na agência 4622, da Caixa Econômica Federal, na conta poupança de número 00005152-1, operação 013. A conta está no nome da mãe, Maria de Lourdes S. Sousa. Além disso, Francisco entrou com ação judicial contra o município, o Estado e a União; na tentativa de conseguir o tratamento completo para o filho. Quanto mais cedo o tratamento iniciar, mais chances da cura.

Murilo, 5 meses

O Hospital Infantil Lucídio Portella atende outras duas crianças na mesma situação. Mas os pais não sabiam da existência desse tratamento. É o caso de Raiza, mãe da Luna, de seis meses. Assim que soube do tratamento, ela também acionou a justiça. Mas como cada segundo é importante para a vida de Luna, qualquer pessoa também pode ajudar. A conta para doações é da Caixa Econômica, na agência 4623, conta poupança de número 00013793-6 e operação 013. A sensibilidade dos piauienses pode amenizar a dor de pais e mães que estão desesperados.

Luna, 6 meses