Cidadeverde.com

Entenda a doença do couro cabeludo que causa queda

Perceber que o cabelo está caindo mais do que o normal pode assustar algumas pessoas. Buscar a ajuda profissional é de suma importância para fazer o diagnóstico adequado e evitar maiores problemas. Em mulheres jovens, por exemplo, uma das causas mais frequentes de queda de cabelos chama-se eflúvio telógeno. Vários são os fatores que podem desencadear esse tipo de queda. “Eflúvio telógeno é um tipo de queda em que o cabelo perdido é substituído por fios novos. Eventos diversos como cirurgias, internação, doença febril, uso de algumas medicações, dentre outros fatores podem levar a este tipo de queda”, afirmou a Dra. Olivia Meneses, dermatologista especialista em Tricologia.

A estudante Ivna Damasceno passou por este problema após ser submetida a uma cirurgia bariátrica, no ano de 2016. Segundo ela, o cabelo caiu muito durante alguns meses e foi necessário procurar um atendimento especializado. “Fiz minha cirurgia bariátrica em março de 2016. A queda de cabelo começou seis meses depois da cirurgia, mais ou menos no mês de agosto. Eu nunca tive muito cabelo, mas começou uma queda muito grande naquela época, principalmente quando eu lavava. Tirava o cabelo da escova e caía muito, vinham os tufos de cabelo”, explicou.

Médica dermatologista, Dra. Olívia Meneses (especialista em Tricologia)

Segundo Olívia Meneses, para o diagnóstico, o médico especialista em cabelos tentará identificar na história do paciente o fator que desencadeou a queda. Alguns exames complementares como exames laboratoriais e, algumas vezes, um exame especializado chamado tricograma podem ser necessários para auxiliar o diagnostico deste tipo de queda. “Quando o paciente chega ao consultório vamos tentar identificar possíveis fatores que possam ter levado a queda, através da história do paciente. Geralmente esse tipo de queda de cabelos acontece alguns meses após o evento desencadeante” disse a Dra. Olívia Meneses.

Foi o que a Ivna Damasceno fez. Após procurar o médico fez alguns exames e iniciou o tratamento adequado para seu caso.“Eu procurei atendimento médico especializado, e foram me passados alguns remédios que eu usei durante um período. Meu cabelo caiu muito durante alguns meses, mas depois parou”, afirmou Ivna. A tricologista Olívia Meneses explicou que não há como prevenir o eflúvio telógeno, entretanto o diagnóstico correto e tratamento são importantes nesse tipo de queda de cabelos tão comum.