Cidadeverde.com

Cientistas descobrem potencial cura para a calvície

Um grupo de cientistas espanhóis descobriu, acidentalmente, uma nova forma de desencadear o crescimento do cabelo que poderá contribuir para a cura da calvície. A descoberta tem também potencial ao nível da regeneração de tecidos, do combate ao envelhecimento e do tratamento do cancro.

Os investigadores do Centro Nacional de Investigação do Cancro de Espanha (CNIO), coordenados por Mirna Perez-Moreno e Donatello Castellana, encontraram uma ligação inesperada entre o sistema de defesa do organismo e a regeneração da pele associada ao trabalho de um tipo específico de células, os macrófagos.

Trata-se de células do sistema imunitário que são responsáveis por “digerir” os patogénos (agentes infecciosos) que atacam o organismo e que, segundo descobriram agora os cientistas, conseguem também envolver e ativar as células da pele com capacidade regenerativa, as células estaminais, incentivando, entre outros processos, o crescimento do cabelo.

“Descobrimos que os macrófagos, células cuja função principal é, tradicionalmente, o combate às infeções e a cicatrização de feridas, estão também envolvidos na ativação das células estaminais dos folículos capilares em peles não inflamadas”, explica, em comunicado, uma das autoras do estudo publicado na revista científica PLOS One.

 

 

A descoberta aconteceu enquanto Perez-Moreno e os colegas se dedicavam a uma outra investigação e foi desencadeada pelo facto de a cientista ter constatado que os ratinhos com os quais trabalhavam começaram a ganhar mais pêlo quando lhes foram administrados fármacos anti-inflamatórios.

Curiosos para compreender se a comunicação entre as células estaminais e imunitárias poderia justificar esta ocorrência, os investigadores do laboratório de Perez-Moreno começaram a procurar, em vários tipos de células envolvidas na defesa do organismo, um papel no crescimento capilar.

A equipa acabou por descobrir que, quando as células cutâneas estão “dormentes”, uma parte dos macrófagos morre naturalmente mas, tanto as células que morrem como as que sobrevivem ativam as células estaminais ao seu redor, fazendo com que o cabelo volte a crescer.

Além disso, quando os investigadores “trataram” os macrófagos com um fármaco inibidor de uma das suas moléculas, as Wnts, observaram que a ativação do crescimento capilar sofreu uma desaceleração, o que demonstra a contribuição destas moléculas para o sucesso do processo.

Embora o estudo tenha sido conduzido em modelos animais, Perez-Moreno e os colegas acreditam que a descoberta poderá facilitar o desenvolvimento de novas terapêuticas para tratar a calvície em humanos, evitando a necessidade de transplantes capilares.

“Graças a esta investigação, sabemos agora que os macrófagos desempenham um papel fundamental no ambiente que rodeia as células estaminais”, afirmam os autores do estudo, que “destaca a importância” destas células do sistema imunitário “enquanto modeladoras dos processos de regeneração da pele”.

 

Fonte: Boas Notícias

Especialistas afirmam que produtos Detox tem eficácia duvidosa

A notícia pegou muita gente de surpresa ao assistir o programa Fantástico. Na reportagem, o chefe do Departamento de Estudos da Obesidade do Hospital das Clínicas de São Paulo, Márcio Mancini (endocrinologista), avaliou um suco detox. Questionado sobre os sintomas que a pessoa poderia sentir ao passar três dias tomando somente esse tipo de suco, ele foi enfático ao dizer que ela pode não se sentir bem. “A pessoa pode ter dor de cabeça e, eventualmente, uma queda da glicemia. Eu não acho saudável esse tipo de procedimento. Isso parece muito mais uma crença religiosa do que um conhecimento que vem da ciência”, desabafa o endocrinologista.

 

 

A moda dos alimentos detox tem até se tornado meio de vida para muita gente. Inclusive muitos produtos ganharam o rótulo com a palavra mágica que desperta olhares e o desejo de consumo: Detox! O Fantástico levou 10 produtos detox (sucos, shakes, cápsulas, comprimidos, etc) para dois tipos de avaliações. E as conclusões do pesquisador Gilberto de Nucci, que é professor da Unicamp, foram as seguintes: “Não há evidência científica que esses suplementos tenham qualquer efeito benéfico ou terapêutico em pacientes”, diz Gilberto de Nucci professor da Unicamp. Ele ainda complementa: “Os rótulos indicam que os produtos contêm extratos de legumes, verduras e frutas. Mas... “Eles colocam uma quantidade calórica de cada um muito pouco - duas, quatro, seis calorias - Como o valor calórico é muito baixo, então eu suspeito que são substâncias como celulose, algo que não seja absorvido”, explica Gilberto de Nucci. “Uma cenoura tem mais ou menos 40 calorias. Uma beterraba, em torno de 30. Se esses produtos têm mesmo alguma verdura, legume ou fruta, então contêm quantidades muito pequenas, já que o número de calorias é super baixo”, diz o professor.

 

Os produtos também foram avaliados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA. As informações descritas nos rótulos foram verificadas pelos técnicos. De cara, todos os produtos estavam irregulares porque estão registrados como alimentos, mas prometem efeito de medicamento sem nenhuma comprovação de eficácia. E o uso da palavra "detox" nos rótulos já contraria a legislação porque promete efeitos ou propriedades que não podem ser demonstradas. Agora o blog VIDA pergunta: “E agora José?”

ENTREVISTA: Cirurgião plástico esclarece tudo sobre a prótese mamária de silicone

Os procedimentos cirúrgicos de prótese de silicone e a lipoaspiração estão no topo entre as cirurgias plásticas mais realizadas no Brasil. Isso acontece porque as mulheres estão cada vez mais em busca da harmonia do seu corpo com a sensualidade. E especificamente falando sobre os seios, eles desempenham importante papel por representarem a feminilidade da mulher. Para esclarecer as dúvidas sobre a cirurgia de prótese de mama de silicone, o blog VIDA convidou para essa entrevista o médico Carlos Tajra. Ele é Cirurgião Plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, membro da Sociedade Brasileira de Laser e membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.

 

Dr. Carlos Tajra, cirurgião plástico

 

MARCELO FONTENELE - Como é a procura pelo procedimento de prótese de mama aqui no Piauí?

DR. CARLOS TAJRA - A cirurgia de colocação de próteses de mama é a segunda cirurgia mais realizada no Brasil e o Piauí segue esse estatística. Sendo a primeira a lipoaspiração e a plástica de abdome, a redução das mamas e a cirurgia para levantar e retirar a flacidez das mamas completam as 5 mais realizadas no Piauí. A procura pelo uso da prótese de silicone está aumentando vertiginosamente por mulheres desde a adolescência, até os 40 anos. As primeiras procuram pelo desejo de aumentar o volume mamário; já à medida que a mulher tem filhos e amamenta, o uso da prótese é indicado na cirurgia para corrigir a queda e flacidez da mama.

 

MARCELO FONTENELE - Por que fazer a cirurgia e quais os cuidados que as mulheres devem ter no momento de escolher o local de fazer a cirurgia?

DR. CARLOS TAJRA A decisão de colocar uma prótese de silicone deve ser tomada com bastante segurança e, para isso, a parte mais importante é uma boa consulta médica, com um cirurgiao plástico, na qual a paciente vai expor seus desejos, mostrar os pontos que mais incomodam e decidir o tamanho da prótese. Nesta primeira consulta, o médico deve explicar como é uma protese, falar dos riscos de se fazer uma cirurgia e fazer as medidas necessárias para decidir o tamanho da prótese.

 

 

MARCELO FONTENELE - Existe algum risco de complicação futura, como o câncer? 

DR. CARLOS TAJRAÉ sempre importante explicar para a paciente que o silicone já é usado há mais de 40 anos, que é cientificamente comprovado sua segurança, inclusive que não existe relação nenhuma entre o uso do silicone e o desenvolvimento do câncer de mama e ou de doenças imunológicas, como lupus, por exemplo. A mulher que tem silicone nas mamas também não é prejudicada quando da realização de nenhum exame. Ela terá vida normal e igual a qualquer outra mulher e poderá fazer todos os exames mamários como ultrassom das mamas, mamografia e a ressonância nuclear magnética.Tambem é importante a mulher saber que a protese não vai impedir da mulher amamentar, nem muito menos, o silicone vai contaminar o leite e contaminar o bebê quando estiver amamentando.

 

MARCELO FONTENELE - Como escolher da melhor forma as próteses? 

DR. CARLOS TAJRA - A maior ansiedade das pacientes é quanto ao tamanho. E essa decisão tem um ponto de partida: Na consulta médica, são feitas várias medidas do corpo da paciente, peso, altura, circunferencia do torax, tamanho de cada uma das mamas, para sabermos se tem diferença entre uma mama e a outra e para saber a medida da base mamária, que é a medida mais importante para decidirmos o tamanho da prótese mamária.

 

 

MARCELO FONTENELE - Qual a duração das próteses? É preciso fazer manutenção?

DR. CARLOS TAJRA - O maior medo a longo prazo das pacientes é a duração das próteses! Todas querem saber se a prótese tem prazo de validade e se a cada 10 anos é obrigatório trocar as próteses. A prótese de mama não tem prazo de validade! Ela não vai ficar podre e por isso tem que ser retirada e trocada imediatamente. O que acontece a longo prazo é uma reação exagerada da cápsula que o corpo cria para isolar a prótese do restante do corpo (já que a prótese é um corpo estranho, ela não é própria do corpo) e que determina certo grau de endurecimento na mama quando palpada. Alguns casos estão sujeitos à tal retração e dor mamária; sendo este o momento em que as próteses deverão ser trocadas. Como disse, isso é um comportamento reacional exagerado do organismo das pacientes devido à presença das próteses de silicone, mas que com as próteses de ultima geração, tem nos dado um tempo de 20 anos sem complicações (prazo este que vai depender de cada organismo). Após a colocação do silicone, a paciente será acompanhada no periodo imediato à cirurgia e após, anualmente pelo cirurgiao plástico.

 

MARCELO FONTENELE - Além do formato, existem outras diferenças entre as próteses de panturrilha, bumbum e seios?

DR. CARLOS TAJRA - Existe uma infinidade de tamanhos e formatos de próteses de silicone. Temos as próteses redondas, cônicas, natural, em gota, cada uma delas, com 4 alturas diferentes, que são as projeções baixa, media, alta e extra alta. Existe também diferença no revestimento externo das próteses, sendo as melhores e mais seguras as de poliuretano e as microtexturizadas. Também existem, além das próteses de silicone para as mamas, as de glúteos, as de panturrilhas e as de peitoral para homens.

 

 

MARCELO FONTENELE - E o pós-operatório? Como é a recuperação?
 
DR. CARLOS TAJRA - Para uma total segurança, antes da cirurgia, serão realizados vários exames médicos, inclusive com uma avaliação pré-operatória com um cardiologista e a depender de cada caso, com outros médicos, como o anestesista; que só com todos os exames normais e com a liberação do cardiologista, a cirurgia poderá ser feita. Parece óbvio, mas nunca é demais ressaltar, que todo procedimento cirúrgico, por mais simples que seja, deve ser feito em um hospital, com toda a estrutura preparada, com a retaguarda de uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e com a presença e acompanhamento do anestesista na sala de cirurgia. Quando da colocação de próteses apenas para o fim de aumentar as mamas, a paciente pode ter alta hospitalar no mesmo dia da cirurgia, já com todas as recomendações médicas para os cuidados pós-operatórios, como: Evitar esforço fisico, evitar peso, evitar movimentos excessivos com os braços, manter os braços juntos ao corpo e fazer as drenagens linfáticas no pos-operatório assim que o médico liberar. Por fim, a decisão para se submeter a uma cirurgia plástica deve ser bastante segura, de preferência, com o apoio e compreensão dos familiares, com uma relação de confiança e segurança com seu médico. É importante sempre procurar conhecer o médico que irá realizar a cirurgia, saber se ele realmente é cirurgiao plástico (através do site cirurgiaplastica.org.br, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, você poderá saber isso) e até conhecer pacientes e resultados do médico, para que a paciente possa ter maior segurança.

Concurso no exército para Nutricionistas, Psicólogos, Fisioterapeutas e Enfermeiros

Para quem tem o desejo de se estabilizar no mercado de trabalho, o Exército Brasileiro ainda está com as inscrições abertas para o concurso na área da saúde. O edital foi lançado no dia 22 de junho e as inscrições vão até o dia 07 de agosto. O valor da taxa custa R$ 120,00 (cento e vinte reais). As vagas e as funções ficaram definidas assim:

 
Enfermeiro – 15 vagas
Nutricionista – 2 vagas
Fisioterapia – 4 vagas
Psicólogo – 2 vagas
 
Os aprovados no concurso receberão o soldo inicial de R$ 6.500, mais uma série de benefícios (plano de saúde, odontológico, fardamento, alimentação, entre outros) e assumirão a posição de primeiro tenente. As inscrições poderão ser feitas através do site https://siscon.ufba.br/siscon/ConcursoSelecionado.do?idConcurso=125. Confira abaixo o resumo esquematizado das etapas do concurso.

 


 
 

Informações sobre as etapas do concurso            

Etapa 1 – Prova Objetiva (70 questões)
·         Prova de Conhecimentos Gerais (30 Questões): 7 sobre Língua Portuguesa, 8 sobre História do Brasil, 8 sobre Geografia do Brasil e 7 sobre Idioma Estrangeiro (Inglês ou Espanhol). 
·         Prova de Conhecimentos Específicos (40 Questões) 
 
Etapa 2 – Inspeção de Saúde  (Exames de Saúde)
 
Etapa 3 – Exame de Aptidão Física 
·         Para o sexo masculino: 15 flexões de braços, 30 abdominais supra, Corrida de 12min - 2.200m, Flexão de braços em barra (sem limite de tempo). 
·         Para o sexo feminino: 10 flexões de braços, com apoio dos joelhos, 20 abdominais supra, Corrida de 12min - 1.600m. 
 
Etapa 4 – Verificação Documental Preliminar 
 
Etapa 5 – Revisão Médica e Comprovação dos Requisitos para Matrícula 
 
As provas do Exército 2015 ocorrerão nas seguintes cidades: Boa Vista, Manaus, Porto Velho, Rio Branco, Belo Horizonte, Juiz de Fora, Rio de Janeiro, Resende, Vila Velha, Aracaju, Fortaleza, João Pessoa, Maceió, Natal, Recife, Salvador, Teresina, Belém, Macapá, São Luis, Campo Grande, Cuiabá, Brasília, Goânia, Palmas, Uberlândia, Curitiba, Florianópolis, Santa Maria, Campinas, São Paulo, Taubaté,
 


Como Estudar   
Fizemos uma análise detalhada dos itens cobrados no edital 2015 e sugerimos alguns livros abaixo que, além de serem específicos para concursos desta natureza, abrangem todo o conteúdo exigido.  
 

Para Enfermeiros 
Conhecimentos Específicos – Coleção Manuais para Provas e Concursos em Enfermagem 
Língua Portuguesa – Português para Concursos  
Saúde Pública – 500 Questões Comentadas para Provas e Concursos em Saúde Pública   
Para adquirir o mix dos 3 livros em preço promocional, clique aqui
 

Para Nutricionistas 
Conhecimentos Específicos –  1.000 Questões Comentadas para Provas e Concursos em Nutrição  
Língua Portuguesa – Português para Concursos  
Saúde Pública – 500 Questões Comentadas para Provas e Concursos em Saúde Pública
Para adquirir o mix dos 3 livros em preço promocional, clique aqui
 
Para Fisioterapeutas 
Conhecimentos Específicos – 500 Questões Comentadas para Provas e Concursos em Fisioterapia 
Língua Portuguesa – Português para Concursos 
Saúde Pública – 500 Questões Comentadas para Provas e Concursos em Saúde Pública  
 

Para Psicólogos 

Língua Portuguesa – Português para Concursos 
Saúde Pública – 500 Questões Comentadas para Provas e Concursos em Saúde Pública 

Relatório da OMS alerta que vivemos uma epidemia mundial do cigarro

Os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) são preocupantes e servem de alerta para os fumantes. O novo relatório da organização revela que, a cada ano, morrem 6 milhões de pessoas decorrente de doenças ligadas ao tabaco. Ao fazer uma relação mais didática, esse número representa que a cada seis segundos morre uma pessoa no mundo por causa do cigarro. A OMS batiza o relatório como "A Epidemia Mundial do Tabaco 2015" e diz que até o ano de 2030 a situação tenderá a piorar, passando para 8 milhões de óbitos por ano. Uma das alternativas sugeridas pela Organização Mundial de Saúde aos governos é o aumento dos impostos do cigarro. Esse reajuste deveria constar pelo menos 75% só de impostos. O objetivo dessa medida seria forçar a diminuição do consumo do tabaco e assim evitar que o problema se agrave. Estima-se que existe 1 bilhão de fumantes no mundo. 

Posts anteriores