Cidadeverde.com

Lei torna o Piauí competitivo na busca por novas empresas, diz superintendente

O Piauí tem feito diversas ações para tentar atrair empresas e alavancar o setor da indústria. Uma dessas medidas é a própria lei de incentivo fiscal, que é capaz de se adaptar a lei de qualquer outro estado, tornando o Piauí competitivo na busca por investimentos.

"Fiquei surpreso com a lei de incentivo fiscal, que tem muita capacidade de adaptação. Nós temos capacidade de nos adaptar a lei de qualquer estado, ao incentivo que a empresa tem em qualquer estado. A empresa está chegando no Piauí e ela quer incentivo, aí perguntamos qual incentivo ela tem no outro estado, e poderemos aderir a esse incentivo", afirma o superintendente estadual de atração de investimentos, Ulysses Moraes. Ele foi entrevistado no 2º programa da séria Viva Piauí que Trabalha, exibido nesta terça-feira (15) pela TV Cidade Verde.

Para o superintende, se não tiver "guerra" fiscal não tem investimentos. "Se não tiver essa guerra fiscal nós não vamos conseguir nada. As empresas vão procurar outros locais. Temos que buscar dar os incentivos e melhorar mais", destacou.

Segundo Ulysses Moraes, muito ainda precisa ser feito para que novas empresas surjam no estado.

Foto: Yasmim Cunha

"Temos que fazer um trabalho junto ao governo, as prefeituras, aos cartórios, tudo que diz respeito a abertura e fechamento de empresas. Tudo isso tem a ver com o ambiente de negócio. É o primeiro passo do desafio de diminuir o tamanho do estado e aumentar o tamanho do setor privado, em especial ao setor da indústria, que precisa de mais apoio", explicou, ressaltando que informações positivas do estado precisam ser disseminadas.

"Temos que acreditar no Piauí e divulgar as informações para que as pessoas não pensem que estamos em um beco sem saída", finalizou.

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com