Cidadeverde.com
Últimas

Desfile das escolas de samba é discutido em reunião com o Governo

Imprimir


Com o anúncio de que a prefeitura não vai bancar o desfile das escola de samba, dirigentes das agremiações buscaram o Governo do Estado para fazer o Carnaval de Teresina. Fábio Novo, secretário de Cultura do Piauí (Secult), frisa que a responsabilidade da Festa de Momo é dos municípios, mas que o executivo estadual pode auxiliar desde que haja a destinação de emendas parlamentares. Na manhã desta quarta-feira (11), o secretário da Secult se reúne com representantes das escolas de samba de Teresina para discutir a situação. 

"O Carnaval que acontece tradicionalmente em algumas cidades como, por exemplo, Teresina, Floriano, Água Branca, Barras, entre outras, o Estado já entra com a parte de segurança, saúde e coordenação do trânsito junto ao Detran para que as pessoas possam brincar com tranquilidade a festa momesca. Algum recurso extra para a festa, o Estado pode aportar, desde que haja a destinação de uma emenda parlamentar que é uma verba carimbada que os parlamentares têm à disposição. Se algun parlamentar se colocar à disposição, nós vamos tratar de operacionalizar", garantiu Novo. 

Segundo secretário, o desfile das escolas de samba só poderá ser viabilizado por meio de emendas parlamentares. Ele ressalta que a situação se estende também ao interior do Estado. 

"Vamos trabalhar a possibilidade de discutir com alguns parlamentares, naquelas cidades mais tradicionais onde eles têm bases eleitorais, o que eles podem contribuir destinando emendas parlamentares", disse Fábio Novo. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Imprimir