Cidadeverde.com

Mãe pode ser indiciada por estupro contra filha; padrasto foi preso

Uma mãe pode ser indiciada pelo crime de estupro de vulnerável contra a filha de 12 anos. O caso ocorreu  na cidade de Esperantina, a 174 km de Teresina. A mulher deve responder criminalmente porque teria conhecimento dos abusos sexuais praticados por seu companheiro (padrastro da vítima) e não os impediu. 

"Ela como responsável legal tinha a obrigação de impedir que o resultado acontecesse, não o fez e os estupros ocorreram várias vezes. A conduta da mãe foi grave", declarou Leonardo Alexandre,  delegado regional de Esperantina. 

A Polícia Civil representou pela prisão de Rogerio Lopes Fernandes que foi capturado nesta terça-feira (12). O caso só começou a ser investigado após a criança relatar os abusos para professores. O delegado ressalta que a situação é ainda mais agravante porque a vítima é portadora de deficência intelectual. Os estupros ocorriam na própria residência da família onde residiam o casal e três filhos. 

"Apesar da deficiência mental, ela relata os estupros com riqueza de detalhes, o que não nos deixa dúvidas sobre a autoria. No ano passado, por exemplo, ela disse que contou para a mãe que o padrastro tinha tocado nela e que os dois brigaram e ele saiu de casa, mas depois voltou. Então, os estupros continuaram até que houve a conjunção carnal. Pelo depoimento dela, a mãe sabia de tudo e não fez nada para cessar as agresões", explica o delegado.

A conjunção carnal foi confirmada por exame de corpo de delito realizado no Hospital Estadual Júlio Hartman, em Esperantina. O padrastro permanece preso na cidade e será encaminhado para uma unidade prisional. Tanto ele, como a companheira, negam as acusações. 

A Polícia Civil tem 10 dias para concluir o inquérito. A vítima continuará sendo acompanhada pelo Conselho Tutelar e profissionais da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Funcionário de oficina morre ao devolver carro para o dono; acidente matou dois

Um motorista de um carro de passeio e um ciclista morreram em um acidente na avenida Petrônio Portella, município de Esperantina, a 174 km de Teresina. Testemunhas informaram que o condutor perdeu o controle do veículo e atropelou um ciclista que saía de um ginásio de esportes. O carro desgovernado, modelo Saveiro, só parou após colidir em um ônibus escolar que estava estacionado. 

A camionete era conduzida por Ricardo Fernandes dos Santos, 27 anos, que trabalhava em uma oficina mecânica. O sargento da Polícia Militar na cidade, José Ribamar de Freitas, informou que o carro estava na oficina e a vítima ia entregá-lo ao dono. 

"Ele ficou preso nas ferragens e perdeu muito sangue. A população nos ajudou no resgate, mas o Samu levou ele ao hospital praticamente sem vida. O rapaz estava indo deixar o carro para o proprietário", contou o sargento. 

O militar disse ainda que os dois pneus da Saveiro estouraram e o acidente poderia ter deixado ainda mais vítimas. As marcas de frenagem na pista apontam que o carro saiu desgovernado por cerca de 30 metros até atropelar o ciclista e colidir no ônibus. 

O ciclista foi identificado como Leandro Jacinto Rodrigues. Ele era vendedor de picolé e morreu no local.

O acidente ocorreu por volta de 10h30, deste domingo (10), na principal avenida da cidade. As causas serão apuradas. 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Presos tentam esconder buraco em parede com papel em tentativa de fuga

  • índice.jpg
  • vvvv.jpg
  • vvvvv.jpg
  • vfvfvf.jpg

Agentes da Penitenciária Luiz Gonzaga Rebelo conseguiram evitar uma tentativa de fuga na tarde desta sexta-feira (8) em Esperantina, município a 174 km de Teresina. De acordo com Vilobaldo Carvalho, diretor jurídico do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí, já haviam seis presos no teto da penitenciária quando os agentes perceberam um buraco na parede escondido com pedaços de papel colado.

"Já haviam pelo menos seis na parte do teto, mas conseguiram pegar todos os seis e evitar a fuga. Por volta das 15h quando eles foram retirar o pessoal da visita íntima perceberam esse papel. Só tem um PM  e não dá para cobrir toda a área", explicou Vilobaldo.

Segundo o Sinpoljuspi o buraco foi feito na parede de acesso ao pavilhão chamado "gaiola". Pelo buraco eles tem acesso ao telhado. O diretor chama a atenção para a superlotação do presídio que segundo ele possui mais de 400 presos quando sua capacidade é de apenas 156.

Vilobaldo alerta que há plantões com a presença de apenas um policial militar.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

 

TRE mantém sentença do juiz da 41ª Zona que desaprovou as contas do PMDB

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI), em sessão realizada na manhã desta terça-feira (29) manteve a sentença do juiz da 41ª Zona Eleitoral de Esperantina-PI, Thiago Coutinho de Oliveira que desaprovou as contas do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB)) referente a campanha das eleições de 2016, Diretório Municipal de Esperantina-Piauí.

A decisão foi unânime e em harmonia com o parecer do Procurador Regional Eleitoral, Israel Gonçalves Santos Silva. (Prestação de Contas nº 503-29.2016.6.18.0041).

O relator do processo foi o juiz, Paulo Roberto de Araújo Barros.

O juiz eleitoral da 41ª Zona desaprovou as contas do PMDB, sob o fundamento de que a agremiação partidária não declarou receita estimada ou despesa com contador, o que teria contrariado, segundo ele, o art. 29 § 1º da Resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nº 23.463/15. O partido inconformado com a decisão recorreu ao TRE-PI.

Para o relator do processo, o magistrado de primeiro grau tem razão, pois a omissão de gastos eleitorais viola o art. 29, VII e § 1º da citada resolução e constitui falha grave, de modo que compromete a regularidade e confiabilidade das presentes contas; não sendo cabível à aplicação dos princípios da razoabilidade e proporcionalidade.

Quem desejar ter acesso as pautas de julgamento basta entrar no site do TRE-PI na internet. O endereço eletrônico é www.tre-pi.jus.br no link pautas e atas das sessões.


redacao@cidadeverde.com

Universitário sofre tentativa de homicídio em Esperantina

O estudante universitário esperantinense Naftali Lustosa Chaves de 23 anos de idade, por muito pouco não foi baleado na noite desta segunda feira (14/08), nas proximidades de sua residência localizada no Conjunto Palestina.

Segundo testemunhas, Naftali Chaves estava sentado estudando debaixo de um poste quando dois homens suspeitos passaram em uma moto e um deles chegou a disparar três tiros contra o estudante que ao perceber a reação dos criminosos saiu correndo em direção a sua residência.

Devido a situação uma guarnição de policiais da Força Tática foi chamada ao local e deu inicio as diligências.

Recentemente o estudante teve dois aparelhos celulares roubados por uma dupla de assaltantes.

Fonte: jornalesp

Hospital de Esperantina realizou 150 cirurgias de catarata no fim de semana

A maior ação oftalmológica já realizada em Esperantina ocorreu neste fim de semana, de 28 a 30 de julho, no Hospital Estadual Dr. Júlio Hartman, com 221 pessoas atendidas com consulta e cerca de 150 cirurgias de catarata realizadas. Com a ação, já foram 696 cirurgias entre 2016 e 2017, integrando a estratégia de descentralização dos serviços da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). 

Esperantina consolida-se como referência, no território dos Cocais, na assistência aos pacientes que demandam atendimento oftalmológico, com a realização de consultas, exames e cirurgias. Toda estrutura é levada àquele hospital, contando com equipe médica e demais profissionais de saúde, além de equipamentos para o centro cirúrgico. 

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, “o formato de mutirões atende de forma rápida e descentralizada a população, principalmente os idosos, que não precisam vir a Teresina para essa cirurgia, que é simples, mas que, ao mesmo tempo, traz muitos benefícios e muda a vida dessas pessoas”.

O diretor-geral do hospital, Davyd Basílio, destaca que graças a esse atendimento realizado na área da oftalmologia, os pacientes podem desfrutar de uma visão melhor. “Percebemos o quanto é gratificante, frente a esse trabalho, ver o sorriso no rosto desses pacientes com melhora não só na saúde visual, mas também na qualidade de vida”, acrescentou Davyd. 

Fonte: Ccom

3ª edição do Festival de Peixe de Esperantina acontece em julho deste ano


 

Foi lançado, nesta segunda-feira (10), a III edição do Festival de Peixe de Esperantina. A sonelidade de lançamento ocorreu no Palácio de Karnak. O evento acontecerá dos dias 20 a 23 de julho no município, que fica a 190 km de Teresina.

O secretário de Desenvolvimento Rural, Francisco Limma, ressaltou que hoje o Estado consegue cultivar aproximadamente R$ 20 milhões de kg de peixe, através de produção própria, e que a perspectiva é atingir a produção de 120 milhões de kg.

"O Festival é muito importante porque ele serve para valorizar a produção, incentivar e aprimorar o mercado, abrindo o leque para oportunidades de negócio", destacou Francisco Limma. 

O secretário de Cultura do Estado, Fábio Novo, disse que o festival fortalece a cultura da piscicultura no Estado e é importante porque incentiva a produção e a comercialização do peixe no Estado.

"Depois da festa fica o negócio do peixe. O festival acaba casando cultura com negócios e cresce foco do ecoturismo com esse casamento também", afirmou Fábio Novo.

O governador Wellington Dias e a prefeita de Esperantina estavam presentes na solenidade. A senadora Regina Sousa e o deputado federal Assis Carvalho também marcaram presença. 

O evento serve para reunir piscicultores e técnicos da área, além de pessoas envolvidas com cadeia da piscicultura do Estado, com o objetivo de fortalecer e incentivar a cultura da pesca e desenvolver a atividade, quanto ao manejo e a captação de créditos, por exemplo. 

O festival possui também uma programação esportiva e cultural, com shows de bandas regionais e nacionais. Amado Batista, Valquiria Santos, que é ex-Magnificus,  Mara Pavaneli,  Banda Caninana são as atrações nacionais.

 

Flash Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com 

Viúva com 13 filhos perde casa em incêndio no Norte do Piauí

  • fogo-05.jpg Reprodução/Facebook
  • fogo04.jpg Reprodução/Facebook
  • fogo-03.jpg Reprodução/Facebook
  • fogo-02.jpg Reprodução/Facebook
  • fogo-01.jpg Reprodução/Facebook

A vida de Adriana da Conceição Santos já era cheia de adversidades e sofreu mais um revés na última quinta-feira (29). Viúva, com a mãe deficiente visual e auditiva e muitos filhos para criar, a dona de casa saiu pela manhã para a cidade de Esperantina, no Norte do Piauí. Quando voltou para casa, no povoado Malhada de Baixo, município de Morro do Chapéu, só encontrou as cinzas e os escombros do que sobrou da casa de taipa e palha. 

Adriana suspeita que um fio desemcapado tenha provocado as chamas. No momento do incêndio, pessoas viram a casa pegar fogo e salvaram os pais da dona de casa. A maioria dos filhos estava na escola - ela é mãe de 13, mas três deles já casaram e vivem com suas famílias. Do lugar, só houve tempo para salvar o aparelho de TV. 

O marido foi assassinado no ano passado. Sem a ajuda dele, Adriana depende de R$ 900 do programa Bolsa Família, do Governo Federal, para cuidar dos pais e de 10 filhos. 

"É uma família em extrema situação de vulnerabilidade social e econômica. Eles vivem unicamente do Bolsa Família e o marido é quem ajudava a prover", conta Hamilton Júnior, psicólogo do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Morro do Chapéu.

O drama mobilizou moradores das duas cidades. "Coloquei no grupo no Whatsapp e várias pessoas fizeram essa campanha. Ela está recebendo doação de cesta básica, roupas...", diz Aline da Silva, que é professora em Morro do Chapéu e colocou a pizzaria que administra em Esperantina como ponto de coleta de doações. 

Hamilton Júnior confirmou ao Cidadeverde.com que a mobilização tem surtido efeito e as doações já começaram a chegar. O prefeito de Morro do Chapéu, Marcos Henrique (PSD), visitou a família e se comprometeu a ajudar. O Município já fez o orçamento para a construção de uma nova casa para Adriana. 

Enquanto não tem um novo lar, Adriana se reveza com os filhos nas casas de parentes. Sem recursos para reconstruir sua casa e sua vida, ela conta com a solidariedade. Itens importantes, como alimentos e material de higiene, foram os primeiros a serem doados. Mas a dona de casa e sua família ainda irão precisar de roupas, utensílios domésticos e móveis para a nova casa. 

As doações estão sendo recebidas na escola Francisca Marluce Nunes Queiroz, em Morro do Chapéu, na pizzaria da professora Aline (86 - 98124-7873) e no CRAS do município, com o psicólogo Hamilton Júnior (86 - 98123-8420)

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

Após estupros, garotas engravidam e cinco são presos durante operação da polícia

Matéria ampliada às 12h54

Cinco dos sete mandados de prisão expedidos para a operação 'Proteção Integral' foram cumpridos pela Polícia Civil do Piauí, nesta sexta-feira (30). Segundo o delegado regional de Esperantina, Leonardo Alexandre, as vítimas têm idades entre 9 e 13 anos de idade, sendo que uma delas está grávida de quatro meses e outra teve bebê recentemente. Os casos não estão relacionados. 

"As prisões foram realizadas no mesmo dia, por questões de logística, mas os inquéritos são diferentes. Todas as vítimas são menores de 14 anos e tinham algum tipo de vínculo com elas. Todas as denúncias tiveram a presença do Conselho Tutelar das cidades de Esperantina e Morro do Chapéu que tiveram conhecimento da situação de vulnerabilidade das crianças e adolescentes e acionaram a polícia", disse o delegado. 

Entre os investigados está um tio suspeito de violentar sexualmente a sobrinha de nove anos de idade. Em outro caso, era o padastro que violentava constantemente a enteada, de acordo com a Polícia Civil. 

"O padrastro, inclusive, fazia ameaças se a enteada contasse para alguém. A irmã dela que desconfiou da aproximação dos dois e a vítima contou o que estava acontecendo e se calou por medo", explica o delegado.

Sobre a adolescente grávida, Leonardo Alexandre explica que ela havia fugido de casa para morar com o agressor, bem como as outras duas vítimas. "Das cinco vítimas, três haviam saído de casa para morar com os suspeitos", esclarece

Os presos não tiveram a identidade revelada, mas a maioria nega participação no crime. Contudo, o delegado regional de Esperantina ressalta que os inquéritos estão sendo feitos com vasto material probatório. "As vítimas relataram os abusos, temos provas testemunhais e exames de corpo de delito que atestam a conjunção", declarou o delegado.

Todos os presos devem responder por estupro de vulnerável e um deles também por lesão corporal grave. 

Imagens dos suspeitos não foram divulgadas para preservar a identidade das vítimas. A Polícia Civil tem 10 dias para a conclusão dos inquéritos.

Matéria original postada às 7h50

Quatro suspeitos foram presos durante operação 'Proteção Integral' deflagrada pela Polícia Civil do Piauí nas cidades de Esperantina e Morro do Chapéu. A ação tem foco em investigações relacionadas a crimes de estupro de vulnerável, supostamente, praticados por parentes e pessoas próximas das vítimas. 

Ao todo foram expedidos sete mandados de prisão solicitados com base probatória colhida durante a investigação da Delegacia Regional de Esperantina.

O trabalho é acompanhado por equipes do Conselho Tutelar e Ministério Público. A operação foi deflagrada nesta sexta-feira (30) e às 11h será concedida enterevista coletiva na Delegacia Geral. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Hospital de Esperantina ganha espaço materno infantil

O governador Wellington Dias e o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, inauguraram nesta quinta, 22, o novo espaço  do Hospital Estadual Júlio Hartman, em Esperantina. As novas instalações irão fortalecer a assistência materno infantil para os pacientes da região dos Cocais.

O espaço materno infantil passa a contar com 14 leitos destinados a pacientes de obstetrícia e pediatria, com entrada diferenciada da urgência e emergência. Além dos leitos, o espaço ganhou uma área para fisioterapia, voltada para as parturientes.

As obras de ampliação do Hospital foram possíveis por conta dos recursos da própria unidade, como explica o secretário Florentino Neto. "O Hospital fez economia do seu faturamento, que permitiu fazer essa nova estrutura de funcionamento para dar melhor atenção à população de Esperantina e região. A excelência na administração tem conseguido um significativo aumento no faturamento: dado que se compararmos de maio de 2016 e maio 2017, o hospital conseguiu um aumento de 30%, permitindo investir no próprio hospital". 

Florentino reconhece o nível de excelência do Hospital. "Pelo seu perfil assistencial, que tem investido na humanização na atenção, com acolhimento adequado, com classificação de risco. Sempre buscando um atendimento humanizado", afirma.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Posts anteriores