Cidadeverde.com

Polícia prende homem que abusava da própria filha em Esperantina

A Polícia Civil de Esperantina deu cumprimento, na noite desta quarta-feira (6), a um mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem de iniciais F.F.S pelo crime de estupro de vulnerável tendo como vítima a própria filha do investigado.

O Delegado Leonardo Alexandre disse que a prisão ocorreu após depoimento da vítima na delegacia por meio de representação do Ministério Público. “Tanto o nome do pai, quanto da filha, e outros dados serão preservados para evitar exposição da família“, informou.

Ainda de acordo com o delegado, a prisão aconteceu na sede do Creas, no centro da cidade, onde o pai procurava informações sobre a filha. Além da Polícia Civil, participaram da diligência o Ministério Público, Conselho Tutelar e Creas.

O acusado encontra-se preso na 13ª Delegacia Regional de Polícia Civil à disposição da justiça.

Fonte: revistaaz

Cachoeira do Urubu: parque será fechado parcialmente para obra

Foto: Eduardo Marchão/Agência Piaga

O parque ecológico Cachoeira do Urubu, situado entre os municípios de Esperantina e Batalha, será revitalizado. O elevado nível do Rio Longá atrasou o início da obra que deveria ter iniciado em março. O prazo de conclusão é de 90 dias, período em que o local ficará parcialmente fechado. 

A revitalização vai contemplar melhorias em toda parte estrutural que envolve alvenaria, laje de forro, cobertura, instalações elétrica, hidráulica e sanitária, telefonia e rede móvel, além de esquadrias, revestimentos, pisos, vidros e pintura.

“Fomos comunicados que a obra seria adiada mais uns dias, devido às fortes chuvas no Estado. O nível do rio Longá subiu mais de 8 metros, chegando próximo a passarela e comprometendo o planejamento. Mas a obra será realizada e continuará sendo um dos nossos maiores atrativos”, ressalta Bruno Correia Lima, secretário de Estado do Turismo (Setur).

A interdição parcial do parque acontecerá à medida do avanço das obras. 

O parque ecológico- considerado um dos principais pontos turísticos do Piauí- foi inaugurado em 1993 e atualmente conta com restaurantes, banheiros, quadras para uso esportivo e passarela de ligação ao município de Batalha. 

 

Interdição da passarela

Neste mês, o elevado nível de água do rio também fez com que o Corpo de Bombeiros interditasse a passarela da Cachoeira do Urubu. Contudo, as chuvas na região têm diminuido e a visitação foi liberada. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Passarela da Cachoeira do Urubu é liberada para visitantes

Fotos: PME

A passarela da Cachoeira do Urubu, entre as cidades de Esperantina e Batalha, foi liberada pelo Corpo de Bombeiros após dois dias de interdição. O isolamento se deu devido a cheia do Rio Longá. Com as fortes chuvas o nível da água subiu até a passarela e oferecia riscos aos turistas e visitantes. 

“Comuniquei ao comando geral da corporação em Teresina informando que o nível do Rio Longá havia baixado consideravelmente e fomos autorizados a liberar a passarela", explica Arnaldo Vasconcelos, tenente do Corpo de Bombeiros. 

O militar destaca que o nível do rio continuará sendo monitorado. 

"Se houver enchente novamente e oferecer riscos a população será interditado novamente”, frisa o militar. 

Fotos: PME


Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Passarela da Cachoeira do Urubu é interditada devido a cheia do rio

  • cachoeiraurubu.jpeg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • cachoeiraurubu1.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • cachoeiraurubu2.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • cachoeiraurubu3.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • cachoeira9.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira7.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira6.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira5.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira4.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira3.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira2.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira1.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira_8.jpg EDENILTON FREITAS

A passarela da Cachoeira do Urubu, entre as cidades de Esperantina e Batalha, foi interditada devido ao volume das águas. Segundo Vilma Amorim, prefeita de Esperantina, a interdição ocorreu por orientação do Corpo de Bombeiros. 

"Não há risco de rompimento. A passarela foi interditada devido ao volume de água do rio. A correnteza está muito forte. Entre Esperantina e Batalha há um trecho da passarela que é de chão e há muita água, por isso a interdição, por precaução mesmo", explica a prefeita. 

A interdição ocorreu na quarta (18) e, se o nível do Rio Longá continuar baixando, a previsão é que a passarela seja liberada para os visitantes no fim de semana. 

A Cachoeira do Urubu é considerada um dos pontos turísticos do Piauí. No local há também restaurante, pousada e bares que continuam funcionando normalmente. 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Criança de oito anos é esquecida trancada em escola de Esperantina

Uma criança de apenas oito anos foi esquecida trancada dentro da escola municipal Gervásio Lages Rebelo em Esperantina, município distante 174 km de Teresina.  De acordo com o Conselho Tutelar do município, o garoto teria ido ao banheiro após o toque da campainha e acabou ficando trancado na escola.

Segundo o Conselho, o pai do garoto, que chegou ao local cerca de 30 minutos após o horário de término da aula, avistou o filho chorando pelo lado de dentro do portão. O Conselho Tutelar procurou a Secretaria Municipal de Educação que acionou a diretora para liberar a saída do aluno. 

Esta não é a primeira vez que uma criança acaba deixada trancada na escola em Esperantina. Em setembro de 2017, o pai de uma aluna de apenas quatro anos filmou o momento em que tira a filha de dentro do prédio.

Secretaria de Educação responde

Procurada pelo Cidadeverde.com a secretária Municipal de Educação Beth Aguiar explica que a diretora da escola precisou resolver um problema fora do prédio, mas as aulas seguiram normalmente. Segundo ela, o vigia ainda teria procurado pelo estudante que não foi encontrado nas salas.

"Por volta de 12h20 todo mundo foi embora e ficou só o vigia que apagou as luzes, fechou as janelas, mas a criança devia estar brincando por trás da escola. Imediatamente acionamos a diretora que foi até o local e abriu o prédio para que a criança saídde. Ficamos muiito preocupados, mas é algo que estamos sempre atentos para que não aconteça. Estamos tomando as medidas cabíveis ao caso", concluiu a secretária.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Com cheia do rio, cresce número de visitantes na Cachoeira do Urubu

  • cachoeiraurubu.jpeg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • cachoeiraurubu1.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • cachoeiraurubu2.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • cachoeiraurubu3.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • cachoeira9.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira7.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira6.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira5.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira4.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira3.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira2.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira1.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira_8.jpg EDENILTON FREITAS

As chuvas têm trazido não apenas tristeza para os piauienses. Entre as cidades de Batalha e Esperantina, a 180 km da Capital, a Cachoeira do Urubu vem atraindo muitos visitantes que vão para observar o espetáculo das águas. 

"Um espetáculo. Sempre visito o local com meu amigos para apreciar a natureza", disse um dos visitantes. Aqui é excepcional", disse um dos visitantes. 

A passarela que passa sobre o rio é um dos pontos preferidos dos visitantes. A correnteza e o barulho das águas neste período, quando o rio está bastante cheio, são impressionantes. Apesar da beleza, o banho na cachoeira está sendo proibido. 

A cachoeira recebe esse nome porque no curso do Rio Longá, os peixes que ficam presos nas formações rochosas atraem o urubu-rei. 


Com informações TV Cidade Verde
redacao@cidadeverde.com

Cachoeira do Urubu: rio sobe 16 cm e prefeita alerta para risco de afogamento

  • cachoeiraurubu.jpeg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • cachoeiraurubu1.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • cachoeiraurubu2.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • cachoeiraurubu3.jpg Wilson Filho/Cidadeverde.com
  • cachoeira9.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira7.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira6.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira5.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira4.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira3.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira2.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira1.jpg EDENILTON FREITAS
  • cachoeira_8.jpg EDENILTON FREITAS

A prefeita de Esperantina, Vilma Amorim, informou ao Cidadeverde.com que, com as chuvas deste sábado (14), o rio Longá subiu 16 centímetros. Até o momento, 55 famílias foram retiradas de suas casas e abrigadas nas quatro escolas disponíveis no município, ou na casa de parentes e amigos.

"Estão alagados os bairros Batista de Amorim, Pedreira e Beira Rio. A água já chegou à avenida Joarez Távora, que dá acesso a Parnaíba, por exemplo. Agora mesmo vamos dar uma volta de lancha para verificar a situação em todas as regiões críticas", disse a prefeita.

Vilma destacou que outras três famílias estão sendo retiradas dessas áreas com risco de inundação na manhã de hoje. "A Polícia Militar e os bombeiros estão fazendo esse trabalho de negociação. Às vezes tem resistência, mas estamos conseguindo retirá-las. Quando tem criança em casa, levamos junto o Conselho Tutelar para ajudar na conversa com a família", explicou a gestora.

Para abastecer as famílias desabrigadas, a prefeitura centralizou um local para fazer a comida. "Estão sendo entregues refeições em forma de quentinha, café, almoço e jantar", completou.

A prefeita alertou também para o perigo da Cachoeira do Urubu. "A gente tem feito um trabalho informativo, para que as pessoas não tomem banho na cachoeira, porque está muito perigoso. Está linda para olhar, mas está muito cheia e o risco de afogamento é muito alto", explicou. O Corpo de Bombeiros está no local para orientar os turistas e a população do município.


Jordana Cury
jordanacury@cidadeverde.com

Ciclista infarta e morre em passeio na Cachoeira do Urubu

O funcionário público Atualpa Rodrigues de Carvalho Júnior, 51 anos, morreu na manhã deste domingo(25) vítima de um infarto fulminante, ao fazer um passeio ciclístico entre o Parque Ecológico Cachoeira do Urubu e a zona urbana de Esperantina (a 180 km de Teresina). 

Atualpa Júnior fazia parte de um grupo de ciclistas de Capitão de Campos que foram participar do evento na cidade vizinha. O ataque cardíaco aconteceu por volta das 11h30, quando o grupo retornava o evento. Ele chegou a ser atendido por uma ambulância que acompanhava  o percurso e foi levado para o Hospital Estadual Júlio Hartan, mas já chegou sem vida. 

Uma enfermeira de plantão na unidade de saúde disse que a equipe ainda fez manobras cardíacas, mas ele não respondeu mais aos estímulos. “O médico atestou infarto agudo do miocárdio no atestado de óbito”, informou a plantonista ao Cidadeverde.com. 

Atualpa estava no passeio acompanhado da esposa, Dilma Carvalho e da filha Tainá. Dilma passou mal com a morte do marido, com pico de pressão e também foi atendida no local. 

O corpo foi liberado por volta das 15h e será encaminhado para Capitão de Campos, onde mora com a família e trabalha no Fórum local. 

Vários amigos, familiares tanto de Piracuruca como de Capitão de Campos e participantes do evento estiveram em frente ao hospital comovidos com a tragédia. 

O passeio ciclístico saiu do Centro de Esperantina com destino à Cachoeira do Urubu, cerca de 18 quilômetros e foi organizado pelo grupo “Exercita Esperantina”.   

Nas redes sociais amigos lamentam a perda prematura de Atualpa. 


Caroline Oliveira
carolineoliveira@cidadeverde.com

Hospitais de Barras e Esperantina recebem equipamentos pelo Renova Saúde

A vice-governadora Margarete Coelho e o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, entregaram neste sábado (10), mais de meio milhão em investimentos pelo Programa Renova Saúde. Foram contemplados o Hospital Estadual Dr. Julio Hartman de Esperantina e o Hospital Regional Leônidas Melo na cidade de Barras.

“O Renova Saúde é um programa que está nos permitindo renovar os equipamentos dos hospitais do nosso Estado. Estamos investindo cada vez mais em estrutura para atender melhor nossa população”, comenta Florentino Neto.

Para Esperantina, os R$ 380 mil, destinados pela senadora Regina Souza, serão aplicados para a conclusão de uma segunda sala do centro cirúrgico do hospital, já os R$ 150 mil reais, da emenda do senador Elmano Ferrer, serão investidos no hospital de Barras, reforçando o setor de obstetrícia e maternidade do hospital.

“Nosso povo precisa e merece tais investimentos na Saúde, e quando se tem uma equipe técnica comprometida e bem treinada, superamos os desafios, temos um avanço ainda maior para estruturar nossos hospitais e ofertar melhor serviços”, comenta a vice-governadora.

Para o hospital de Esperantina foram entregues incubadora de transporte neonatal, aparelho de anestesia, cama hospitalar tipo fawler, elétrica, cardiotocógrafo, desfibrilador convencional, foco cirúrgico de teto e mesa cirúrgica elétrica. Barras recebeu berço aquecido calor irradiante, desfibrilador convencional, eletrocardiógrafo, foco cirúrgico de teto, foco refletor ambulatorial, monitor multiparâmetro e mesa cirúrgica elétrica.  Os investimentos são de recursos do Tesouro Estadual e emendas dos senadores Regina Sousa e Elmano Ferrer.

Além dos equipamentos hospitalares, o secretário de Estado da Saúde entregou duas ambulâncias de suporte básico para transporte de pacientes, uma destinada para o município de São José do Divino, entregue na solenidade de Esperantina e outra para o hospital de Barras.

Com mais de R$ 12 milhões investidos em sua primeira etapa, a ação vai equipar os hospitais públicos do interior com instrumentos de ponta, facilitando o acesso a cirurgias mais modernas.

Segundo Vilma Amorim, prefeita de Esperantina, os novos equipamentos irão melhorar ainda mais a qualidade de todos os serviços que forem prestados no Hospital. “O Júlio Hatman é referência para a região na área da maternidade, ortopedia e cirurgias de catarata e esses equipamentos só vêm a somar na qualidade de vida das pessoas”, comenta.

O secretário de Estado da Saúde elogiou a equipe de profissionais e enfatiza que o Hospital de Esperantina é referência estadual em cirurgias de catarata. Para Barras, Florentino Neto assegura que virão mais equipamentos pelo Programa.

Florentino Neto também comentou que o Mutirão de Cirurgias pediátricas estará nos hospitais de Esperantina e Barras atendendo as crianças das regiões.


cidades@cidadeverde.com

Prefeita viaja sem transmitir cargo e vice denuncia ao TCE

Foto: Arquivo Pessoal


Prefeita Vilma Amorim e o vice Jânio Aguiar

Uma viagem da prefeita de Esperantina, Vilma Amorim (PT), à Itália está causando polêmica no município localizado a 174 km ao Norte do Estado. A gestora se ausentou do país em fevereiro sem transmitir o cargo ao vice Jânio Filho Aguiar (PSB), que tornou o caso público. A petista teria passado 15 dias na Europa.

Temendo sofrer alguma sanção dos órgãos de controle, o vice fez um comunicado ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), Ministério Público Estadual e Câmara Municipal, informando que, durante a ausência da prefeita, não se responsabilizaria pelos atos praticados pela gestão em virtude da transmissão do cargo não ter sido feita

"Eu tomei a iniciativa juntamente com meus advogados de fazer um comunicado no Diário Oficial dos Municípios. Eu também fiz um comunicado ao TCE e a Câmara de vereadores e, como fui intimado para fazer esclarecimentos ao Ministério Publico, informei o órgão também. Protocolei hoje”, disse ao Cidadeverde.com.

Jânio Aguiar ressalta que não assinou documento assumindo o comando do executivo municipal. “Eu não fui prefeito nesse período. Eu não fui ordenador de despesa nesse período. Eu não fiz nenhuma solenidade nesse período. Não teve nenhum comunicado da secretaria de comunicação que eu administrei. Não tem nada assinado por mim. Eu não atendi as demandas do município neste período, então eu não posso tomar a responsabilidade de algo que não fui e nem fiz”, declarou.

Transmissão após a viagem

A polêmica ganhou uma proporcional ainda maior quando o vice-prefeito afirmou ter sido convocado para uma reunião sobre o município e, dois dias depois, tomou conhecimento de que a ata assinada nessa reunião tratava-se da transmissão do cargo em razão da viagem.

“Ao chegar da viagem a prefeita me ligou solicitando para ir uma audiência em seu gabinete no dia 1º de março. Nessa reunião falamos sobre enchentes, trânsito. Ao final da reunião foi colhida assinatura dos presentes. Como não tenho atrito com a prefeita, eu assinei. Pedi uma cópia e recebi dois dias depois, quando me deparei com o conteúdo que tinha na ata. Não era sobre a reunião que tivemos, era sobre a transmissão de cargo. Como posso assinar uma transmissão de cargo sem ter nada? Eu posso responder depois no TCE. O que eu fiz foi comunicar ao povo e as autoridades. Eu não fui prefeito”, sustenta.


Vice publicou comunicado no Diário Oficial dos Municípios

Segundo o vice, quem comandou a prefeitura na ausência de Vilma Amorim foram seus próprios secretários. “Quem estava comandando eram os secretários, mas reitero que sempre tive respeito com a prefeita e uma boa relação com ela”, finalizou.

Nota da prefeitura 

A Prefeita Municipal de Esperantina – Pi, vem por meio desta nota esclarecer as inverdades lançadas pelo vice-prefeito, que seduzido pela ambição de ascender ao cargo de prefeito, sem ter sido escolhido pela população de Esperantina – Pi, tenta aplicar um golpe a democracia, criando fatos inexistente e imputado a minha pessoa a prática  de atos que jamais pratiquei em toda a minha vida pessoal e pública.

Primeiramente, em respeito a população de Esperantina, esclareço que minha viagem foi somente no período de 15 a 28 de fevereiro de 2.018, ou seja, apenas 13 dias, conforme comprovo por meio das minhas passagens aéreas e meu passaporte. Portanto,  tempo muito inferior ao exigido pela Lei Orgânica do Município de Esperantina, em seu art. 65, que faz tal exigência apenas em caso superior a 30 dias, e a Constituição Federal em seu art. 49, III c/c art.83, que exige referida autorização apenas para viagens por período superior a 15 dias.

Destaque-se que o vice-prefeito falta com a verdade quando faz publicar uma declaração em terceira pessoa para afirmar que não respondeu pela cidade durante o período do meu afastamento e pior, uma pessoa de nível superior, em sã consciência, não saberia o que estava assinando ao assinar uma ATA de reunião?

É no mínimo estranha a afirmação de que não saber o que assinou. Pois ao contrário do afirmado em nota pelo mesmo, este não apenas participou de reunião para transmissão de cargo, assinando ata; como durante todo o meu período de afastamento  gerenciou a administração municipal, comandando todo secretariado conforme conversas mantidas pessoalmente, via telefone e watzap, com vários secretários municipal, sempre cobrando resolução das demandas surgidas, tudo como seguem as conversas de watzap que estão em anexo.

Ressalte-se, finalmente, que o mesmo inclusive recebeu seu salário do mês de fevereiro como prefeito e, até a presente data, inexiste qualquer ato do mesmo buscando devolver o valor do salário de prefeito. Portanto, fica clara e evidente a tentativa de golpe do vice-prefeito, prática não estranha ao seu passado político e familiar, porém estamos convictos e com provas cabais da regularidade dos atos praticados, não havendo qualquer irregularidade na viagem que realizei.

Assim, seguiremos a administrar o município de Esperantina – Pi, dentro do respeito a todos os princípios que devem reger a administração pública, fazendo o possível para honrar com todos os compromissos assumidos com a população Esperantinense, os legítimos donos do poder!  

Documento encaminhada pela prefeita:

 

 

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Posts anteriores