Cidadeverde.com

Novidades no PIX vão além do SAQUE e TROCO

Entraram em vigor as novas funcões de Saque e Troco no PIX

Vamos entender como funciona. Primeiro com o SAQUE:
Ao chegar em um estabelecimento (credenciado pelo Sistema), o cliente deve comunicar ao caixa que gostaria de fazer um PIX para a loja com intenção de saque. É sempre bom consultar para saber se há dinheiro disponível. O atendente então pegará o mesmo valor do Pix em dinheiro vivo e dará ao cliente.

No caso do Pix TROCO, o cliente faz uma compra e um saque na mesma transação.
Por exemplo: ao pagar por um produto de R$ 50,00, ele faz um Pix em um valor maior, de R$ 30 e retira a diferença (R$ 20) em espécie.

Custo
Pessoas físicas e empresários individuais — incluindo microempreendedores individuais (MEIs) —têm, no pacote de serviços de seus bancos, direito à gratuidade para os quatro primeiros saques do mês. Com o Pix Saque serão oito saques gratuitos, contando com os quatro que já eram previstos. Ou seja, cada pessoa terá direito a oito saques gratuitos por mês, via Pix ou de forma convencional, num caixa eletrônico.

OUTRAS NOVIDADES IMPORTANTES

LIMITE NOTURNO
Foi criado um limite padrão de R$ 1 mil para transações que ocorram das 20h às 6h. Mas o cliente pode optar também pelo horário inicial de 22h para esse limite. A medida vale para Pix, TEDs, transferências entre contas do mesmo banco e cartões de débito. Se desejar, o cliente pode aumentar ou reduzir o valor

TEMPO PARA ALTERAR LIMITE
Bancos e outras instituições financeiras terão prazo mínimo de 24 horas e máximo de 48 horas para efetivar pedido de aumento do limite de transações feito por canal digital. Até então, o prazo para aumento de limite do Pix variava entre uma hora e o dia útil seguinte. A mudança vale também para TED, DOC, boleto, cartão de débito e transferências entre contas do mesmo banco

LIMITES POR HORÁRIO
Os clientes poderão estabelecer limites diferentes, por transação, para os períodos diurno e noturno.

RETENÇÃO
As instituições financeiras poderão reter transações para análise de risco por 30 minutos, durante o dia, ou 60 minutos, durante a noite

BLOQUEIO CAUTELAR
A própria instituição bancária que detém a conta de quem recebe o Pix pode efetuar o bloqueio preventivo do dinheiro por até 72 horas, caso suspeite de fraude. De acordo com o BC, essa opção vai permitir que o banco faça uma análise mais robusta do caso, o que aumenta a chance de recuperação do dinheiro, se o pagador tiver sido vítima de algum crime

DEVOLUÇÃO
O mecanismo poderá ser acionado tanto pelo banco como pelo cliente, caso ele tenha feito uma transferência via Pix e se dê conta em seguida que foi vítima de um golpe. Para usar essa ferramenta, é preciso registrar um boletim de ocorrência e comunicar imediatamente o ocorrido à instituição financeira, por um canal de comunicação oficial, como SAC ou ouvidoria. Uma vez bloqueado o dinheiro, as instituições bancárias terão até sete dias para analisar o caso. O sistema pode ser acionado em caso de falha operacional, mas não em casos em que o usuário digita a chave Pix errada

CONTAS FORA DO LIMITE
As instituições financeiras deverão permitir que os clientes cadastrem previamente contas que poderão receber Pix acima dos limites estabelecidos. O cadastramento só terá efeito depois de 24 horas.

CONTAS SUSPEITAS
Bancos e instituições financeiras passam a ser obrigados a marcar contas com indícios de utilização em fraudes no Diretório de Identificadores de Contas Transacionais (DICT). As instituições poderão consultar essa base de dados a fim de coibir outros crimes envolvendo uma mesma conta suspeita.

COMPARTILAHEMNTO DE INFORMAÇÕES
Instituições de pagamentos eletrônicos terão de compartilhar informações de transações suspeitas de envolvimento com atividades criminosas para as autoridades de segurança pública

CONTROLE DE FRAUDES
As instituições reguladas pelo BC deverão ter controles adicionais de fraude. O Comitê de Auditoria ou o Conselho de Administração deverão ser avisados, e o BC deverá ter acesso a essas informações

HISTÓRICO
As instituições deverão exigir histórico comportamental e de crédito para que empresas possam antecipar recebíveis no mesmo dia

MRV&CO aposta em inovação e novas experiências ao cliente

O Mundo da Casa, nova plataforma de marketplace da MRV&Co, traz proposta inovadora na abordagem aos clientes, ampliando o portfólio de produtos e serviços da holding, e acredita que pode alcançar nos próximos anos um volume anual bruto de mercadoria comercializadas de aproximadamente 140 milhões

Nos últimos anos, a MRV tem oferecido produtos e serviços de forma 100% digital com foco em comodidade, facilidade e preços acessíveis aos clientes, desde a personalização dos acabamentos até a oferta de parcerias com grandes marcas de eletrodomésticos, móveis, decoração, produtos para pets e outros. 

Neste período, o marketplace já somou quase R$190 milhões em GMV (Gross Merchandise Value) e se consolida agora com a marca Mundo da Casa, iniciando uma nova fase de operação junto aos clientes do grupo, em meio a um recorde de movimentação financeira registrado ao longo de 2021.

A expectativa é potencializar ainda mais os bons resultados obtidos ao longo de 2021, entre os cerca de 500 mil clientes ativos que o grupo possui. No comparativo com 2020, o GMV acumulado entre janeiro e setembro teve variação positiva de 43%. 

No último trimestre a plataforma apresentou recorde histórico de movimentação. A projeção é que, nos próximos anos, o Mundo da Casa movimente um volume anual bruto de aproximadamente R$ 140 milhões em mercadorias comercializadas.

Desta maneira, o Mundo da Casa passa a ser uma nova marca da MRV&CO, que surge para ampliar ainda mais a oferta de facilidades e serviços na plataforma da holding, formando um ecossistema digital completo de moradia para o cliente. 

Trata-se de uma ação pioneira no setor com objetivo de simplificar drasticamente a conquista do imóvel através da experiência digital, não só na aquisição do imóvel, mas também da personalização dele. 

A jornada do cliente na plataforma digital se inicia na etapa comercial, compreendendo desde escolha da unidade até assinatura do contrato, tudo de forma online. Durante o período de obras, a relação com o cliente acontece por meio da seção ‘Acompanhar’ e, logo após a entrega do imóvel, entra em ação a jornada 'Conviver’. 

O Mundo da Casa permeia toda esta jornada, desde o momento em que o cliente está iniciando a compra do imóvel, com oferta de acabamentos especiais, por exemplo, até a mudança e moradia no seu MRV, ao oferecer soluções de serviços e produtos para o lar, que agregam valor no seu dia a dia e conectam seu estilo de vida de maneira duradoura com a MRV&CO. 


Potencial

Para o diretor de Novos Negócios da MRV&CO, Rodrigo Resende, os números confirmam que o Mundo da Casa está em ritmo acelerado e, por isso, se transforma na mais nova unidade de negócios do grupo.

“Nossa missão é estar cada vez mais presente na vida dos nossos clientes, estendendo o tempo de relacionamento por muitos anos. E o Mundo da Casa traduz muito bem essa proposta de ampliação do nosso lifetime value”, destaca ele, ao lembrar que, até pouco tempo, a relação entre empresa e consumidor se resumia ao período da construção até a entrega das chaves. Mas hoje a visão é bem mais ampla.

“Com o amadurecimento do grupo, foi detectada a importância de estendermos a nossa presença na jornada do cliente. Por isso incorporamos ao negócio serviços que complementam as demandas relacionadas ao lar e que trazem praticidade em diversos momentos da relação com a moradia”, explica o executivo. 

Uma das principais apostas é a oferta de armários planejados, feitos sob medida, que poderão ser customizados e pré-visualizados através da plataforma – a exemplo do que já ocorre com a personalização dos acabamentos.  O consumidor terá em um único local, uma gama de itens para quem está montando ou mesmo redecorando o lar, com descontos e facilidades.

Na plataforma, os clientes poderão contar com dicas de decoração e de assuntos do dia a dia da casa, teste de estilos, descontos na conta de energia, seguros, entre outras soluções que terão as suas ferramentas digitais incrementadas para melhorar ainda mais a sua jornada. Quanto às facilidades de compra e serviços, esses continuarão presentes na plataforma e, também, virão com novidades.

O Mundo da Casa também oferecerá decoradoras virtuais disponíveis de forma gratuita que oferecerão produtos e serviços de acordo com a planta de cada cliente, seu estilo e necessidades, ajudando-o em sua jornada de personalização e moradia. “Entendemos que o cliente deseja cada vez mais esse tipo de praticidade e, sobretudo, precisa de assessoria. Por isso estamos muito animados com essa transformação do Mundo da Casa, que tem enorme potencial de crescimento”, finaliza Resende.

 

Sobre MRV&CO
A MRV&CO é uma plataforma de soluções habitacionais composta por seis empresas que têm como objetivo oferecer as melhores opções de moradia que se adaptem ao momento de vida e necessidades de seus clientes. Seja pela aquisição de apartamentos prontos ou na planta, por meio da MRV ou da Sensia; seja pela compra de terrenos em loteamentos completamente urbanizados pela Urba; seja alugando imóveis especialmente pensados, com inúmeros serviços oferecidos pela startup Luggo –  totalmente online e sem burocracia;  seja suprindo as necessidades de personalização dos nossos clientes, pelo Mundo da Casa, a MRV&CO atua em diferentes nichos do mercado imobiliário, trazendo propostas distintas e complementares para o mercado nacional. Além disso, a plataforma habitacional se completa com a empresa AHS, voltada para o mercado de moradia norte-americano, fazendo o intercâmbio de tecnologias e consolidando o grupo internacionalmente.

Mais de 10 dicas de como aumentar seu engajamento no Instagram

Aumentar o engajamento na sua conta vai muito do tipo de conteúdo que você produz. Para ser mais assertivo e atrair mais público, veja essas dicas que separei para você. 

 

 

 

COMENTÁRIOS

• Postagens de desafios / jogos

• Tópicos da moda

• Conteúdo controverso

• Opiniões impopulares

 

LIKES

• Conteúdo de entretenimento

• Conteúdo relevante do seu nicho

• Infográficos

 

SALVAMENTOS

• Tutoriais passo a passo

• Guias de instruções

• Listas de recursos

• Métodos

 

SHARES

• Memes relacionados ao nicho

• Conteúdo inspirador

 

VENDAS

• Testemunhos / avaliações

• Snippets de suas ofertas

• CTA forte e direto

O que esperar do metaverso do Facebook?

  • meta1.jpg Marcos Savio
  • meta2.jpg Marcos Savio
  • meta3.jpg Marcos Savio
  • meta4.jpg Marcos Savio
  • meta5.jpg Marcos Savio

O metaverso é um futuro que já existe, porém tímido.

É uma grande aposta e ousada. Não é apenas ajudar o conceito da marca, é para criar uma revolução virtual em nossas vidas, na nossa cultura e modo de agir dentro das redes sociais. Seja o que for o Metaverso do Facebook, prepare-se para ele, pois a inovação vai chegar forte. Será muito da realidade que existe hoje e que vimos apenas em filmes e jogos interativos.

 

#metaverso #meta #facemeta @novofacebook #realidadevirtual #realidadeinterativa #zuck #virtual #ntf #redessociais

GPA, ITAÚ E VISA se unem em desafio de inovação para Startups

O GPA, em parceria com o Itaú e a Visa, desafia startups de todos os segmentos, que estejam em fase de scale-up, a trazer soluções que contribuam com o aumento da base de clientes nos cartões Pão de Açúcar e Extra. A solução escolhida deverá impulsionar as vendas digitais dos cartões de crédito do GPA, além de ampliar a fidelização e a rentabilidade do negócio, considerando a jornada phygital, unindo o ambiente físico e digital, e será colocada em prática em um projeto piloto, acompanhado pelo GPA Labs, laboratório de inovação do GPA. As startups que tiverem interesse em participar podem se inscrever até o dia 28 de novembro, por meio do site https://gpabr.com/inovacao.    

“Acreditamos na transformação e na revolução do varejo, olhando sempre para o futuro, atentos a novas tendências e oportunidades. A conexão com os ecossistemas de startups e scale-ups abre ainda mais oportunidades para estruturarmos novos projetos de inovação. Priorizamos soluções que irão garantir um ritmo sustentável da nossa transformação digital, pautada em nossa obsessão pelo cliente em suas jornadas de compra ultrapersonalizadas para oferecer a melhor experiência omnicanal possível. Por isso, por meio desse desafio, buscamos conectar os cartões próprios das redes ao nosso ecossistema físico e digital, desde a jornada de solicitação do cartão até a utilização dos benefícios pelos clientes”, analisa Monique Cavaletti, Gerente de Inovação e Fidelidade do GPA.   

    
O desafio conta com a parceria do Itaú, empresa com a qual o GPA possui uma joint venture desde 2004, conhecida como FIC (Financeira Itaú CBD). Entre os produtos financeiros ofertados pela FIC estão os cartões de crédito co-branded das marcas Pão de Açúcar e Extra, comercializados digitalmente pelo Itaú, além de contar com a distribuição pelo GPA em seus sites, Apps e lojas físicas. “Em 2021, aceleramos de forma importante nossa distribuição digital de cartões. Temos a capacidade de crescer ainda mais se explorarmos eficientemente as oportunidades de um cenário “phygital” no ecossistema GPA. Neste contexto, soluções inovadoras desenvolvidas por startups podem ser chave na consecução deste objetivo”, afirma Marcello Ferreira, Head da FIC. 

  
O GPA conta também o apoio da Visa na realização do desafio, por meio do Visa For Startups, plataforma que conecta, de forma direcionada, as startups do mundo todo com a indústria de tecnologia de pagamentos, buscando a geração de negócios e o fomento à inovação no mercado. A Visa será responsável por trabalhar na triagem das startups inscritas, aproveitando toda a sua expertise e relacionamento com esse ecossistema. “Construímos ao longo dos últimos 5 anos uma base sólida de startups e iremos analisar as propostas que solucionem às necessidades identificadas pelo GPA e pela FIC. Esse é o primeiro desafio proposto na plataforma Visa For Startups, que já possui centenas de empresas cadastradas. Aqui na Visa, acreditamos fortemente nesse modelo de co-criação e de inovação aberta, no qual todos os participantes da cadeia ganham, as startups, as empresas e principalmente, os consumidores”, conta Percival Jatobá, vice-presidente de Soluções e Inovação da Visa do Brasil.      
   

Mais informações sobre o regulamento, termos e condições para as startups que desejam participar do desafio podem ser conferidas nesse link: https://shortest.link/1nFP

O Paraíba tá On!

Rede de lojas ganha comércio eletrônico e aposta em agilidade na entrega e frete grátis

Diante da realidade atual, em que ao número de consumidores que buscam a internet para comprar cresce ano após ano, o Paraíba está cada vez mais digital. Por isso, não para de investir em tecnologias que agregam valor ao cliente.  

Para facilitar e proporcionar uma nova experiência de compras, melhorando a conexão com os clientes, a rede de lojas do Armazém Paraíba agora conta com uma loja virtual. Aberta 24 horas por dia, sete dias por semana, a loja traz como diferenciais a entrega e montagem grátis e retirada rápida, onde é possível comprar e retirar o pedido em duas horas na loja Clica-tira, localizada na Tabuleta. Além disso, o site conta com as modalidades de pagamento via cartão de crédito, boleto e Pix.  

Marcio Luz, gerente de estratégia de mercado do E-commerce Paraíba, explica quais os objetivos do comércio eletrônico da marca. “Nós temos dois objetivos principais com o e-commerce Paraíba: o primeiro deles é reforçar esse nosso atendimento que há 63 anos é marca no Paraíba e trazer para esses clientes a opção tecnológica junto com toda essa tradição que temos nas lojas físicas, disponibilizando atendimento 24h por dia, sete dias por semana. O outro objetivo é conquistar novos clientes, aqueles que compram pela internet e estão nas redes sociais, um público mais jovem que normalmente não vai até a loja. Queremos conquistar os filhos e os netos de nossos clientes fiéis. Para isso, além do e-commerce criamos uma identidade diferenciada para se comunicar com esse público jovem”, pontua Marcio Luz. 

Inicialmente o e-commerce começa sua operação nas cidades de Teresina (PI) e Timon (MA), porém com objetivo de chegar em todas as cidades em que o Paraíba atua, expandindo com segurança sua plataforma.  

No site Paraíba, os clientes irão ver uma marca criada especialmente para o uso no ambiente digital, com um logotipo mais limpo e moderno, com linhas conectadas, que apontam para o futuro, indicando o novo momento do Paraíba, mas sem perder a personalidade da marca já tradicional na vida de tantas famílias. Além disso, a tradicional marca que conhecemos continuará nos representando nos mais de 400 pontos de vendas espalhadas pelo Norte e Nordeste do Brasil, o que viabiliza uma conexão com todos os seus públicos: o tradicional e o digital.

Acesse: https://armazemparaiba.com.br

Inteligência artificial compreende mensagens de voz em aplicativos para clientes

Investimento em recurso de transcrição de áudio melhorou a produtividade de atendimento dos bots gerando inclusão de quem precisa ou mesmo opta por usar a ferramenta
A atendente virtual para clientes da MRV está cada vez mais aprimorada, e abrangendo maior quantidade de recursos para atender as diversas formas de comunicação oferecidas pelos aplicativos de conversas. Desde que foi lançada em 2020, a Mia, como é chamado o chatbot da companhia, já realizou mais 21,5 milhões de interações, com cerca de 200 mil clientes da empresa e mais de 1,8 milhão de possíveis compradores, respondendo dúvidas, gerando boletos e encaminhando clientes em potencial para os corretores da companhia. O robô tem a inteligência artificial e apresenta uma dinâmica rápida de conversação com os usuários.

A Mia atua por meio de chat no site da MRV e também via WhatsApp e Facebook. O WhatsApp é a ferramenta mais utilizada e tem disponível o recurso de gravação de áudio por parte do usuário, que não hesita em utilizar esta opção para receber seu atendimento, mesmo quando há conhecimento que se trata de uma conversa automática. As motivações de uso pelo áudio são diversas, incluindo acessibilidade, dificuldade de leitura ou mesmo praticidade. Sendo um recurso amplo e inclusivo, a companhia entendeu que precisava melhorar o processo de entendimento destas conversas para oferecer uma experiência completa de comunicação com o usuário.

Segundo Reinaldo Sima, diretor de Tecnologia da Informação da MRV, o atendimento da companhia não poderia se limitar às mensagens de texto pois as pessoas buscam serviços da empresa com os recursos que possuem. “As pessoas nos procuram frequentemente desta forma e é uma obrigação nossa atender. É comum recebermos áudios dizendo ‘eu não sei escrever’, comenta Sima. 

Atendimento de voz em números
Através do investimento na ferramenta Speech To Text do Google, o atendimento de inteligência artificial da MRV hoje já consegue se comunicar e compreender as mensagens de voz dos clientes da empresa. Ao realizar a transcrição do áudio de um usuário, a mensagem é encaminhada para os bots de atendimento que atendem prontamente à solicitação.
Anteriormente a audição das mensagens de voz ocorria através de um atendente humano gerando um grande espaço de tempo entre a compreensão e transcrição das dúvidas. Com a aplicação da ferramenta speech to text houve ganho de um terço de produtividade possibilitando cerca de 9 mil interações mensais.

Quarta Digital: Cuidado! PIX não tem estorno

O "Quarta Digital" de hoje traz uma informação importante sobre o PIX:

Cuidado na hora de fazer a sua transação financeira. Verifque a chave, o nome da pessoa e valor para não ter problemas, pois o PIX NÃO TEM ESTORNO.

Se você fizer uma operação errada, não tem volta. Ou você negocia com quem recebeu o valor de forma errada ou entra no juizado de pequenas causas. Confere aí no vídeo as dicas. 

 

E uma última atualiização sobre o PIX: visando aumentar segurança do usuário na hora de pagar ou transferir dinheiro, o Banco Central determinou como R$ 1.000,00 (mil reais) o limite para transações em PIX na faixa de horário entre 20h e 6h da manhã. Contudo, o usuário pode aumentar ou diminuir este valor mediante solicitação ao seu banco."

Posts anteriores