Cidadeverde.com

Temporal arranca telhados, derruba muros e postes e deixa feridos em Paulistana

  • WhatsApp_Image_2023-12-26_at_19_32_14.jpeg Redes sociais
  • WhatsApp_Image_2023-12-26_at_18_51_16.jpeg Redes sociais
  • muro_caiu.jpg Redes sociais
  • lona.jpg Redes sociais
  • forro_caiu.jpg Redes sociais
  • forro_caiu_2.jpg Redes sociais

Por Roberto Araujo

Atualizada às 22h39

Uma forte chuva acompanhada de ventos provocaram um cenário de destruição na cidade de Paulistana, que fica a 467 km de Teresina, na tarde desta terça-feira (26). Os registros feitos pelos moradores mostram que muros e postes caíram, casas tiveram suas estruturas danificadas, e telhados foram arrancados por conta da força das rajadas de vento.

De acordo com o climatologista Werton Costa, a estimativa é que os ventos alcançaram uma velocidade superior a 80 km/h. 

A Equatorial Piauí informou que os danos foram causados por ventos e a chuva e até as 21h30, cerca de 290 consumidores estavam sem energia, devido a complexidade da operação que precisava substituir postes e cabos. Uma parte já havia tido a energia restabelecida ainda no final da tarde. Veja nota na íntegra no final da reportagem.

A queda do forro de uma empresa deixou dois funcionários feridos. Eles foram atendidos no Hospital Regional de Paulistana, mas segundo a equipe médica, tiveram apenas escoriações sem maiores sequelas.

De acordo com a secretária de Meio Ambiente de Paulistana, Roberta Kelly, o temporal começou por volta de 16h40 e durou aproximadamente 20 minutos. 

Após o temporal, parte da cidade ficou sem fornecimento de energia e com dificuldade de acesso à internet na noite desta terça (26). A prefeitura ainda não tem uma estimativa de quantas pessoas tiveram prejuízos por conta da passagem do temporal. 

Ainda segundo o climatologista, um fenômeno conhecido como "vórtice ciclônico" provocou o temporal na cidade. "O vórtice ciclônico é um mecanismo de transporte de chuva, ao invés de ser linear, ele se movimenta de forma circular", disse Werton Costa.

Nota de Esclarecimento da Equatorial

A Equatorial Piauí esclarece que às fortes chuvas e ventos que atingiram a cidade de Paulistana causaram severos danos à rede elétrica da região. Os trabalhos de recomposição do sistema começaram logo no final da tarde e, por volta das 21h30 desta terça (26), cerca de 290 clientes permaneciam com o fornecimento de energia impactado na região.

Devido a complexidade para recomposição da rede nesta área, equipes especializadas estão em deslocamento e trabalharão durante toda a noite e madrugada até o restabelecimento completo do fornecimento, o que envolve a substituição de pelo menos 3 postes e cabos danificados.

Polícia investiga caso de frentista morto a facadas em Paulistana

Por Roberto Araujo

A Polícia Civil está investigando a morte de um frentista de um posto de combustíveis na cidade de Paulistana, que fica localizada a 472 km de Teresina. O crime aconteceu na madrugada de sábado (16).

De acordo com o delegado Anderson Guerra, que está investigando o caso, a vítima estava no posto de combustíveis quando foi alvejado com 18 facadas.

"A vítima era a segurança do local. Ele foi alvejado com 18 facadas, entrou em luta corporal com o indivíduo que a atacou. Quando foi pela manhã, outro servidor que ia trabalhar observou a situação e acionou a polícia. A gente acionou a perícia, foi feita a perícia no local", disse ao Cidadeverde.com

Não há informações sobre a motivação do crime. A polícia está em busca de informações sobre o suspeito.

Suspeito de matar a ex-esposa em Paulistana se apresenta à polícia e é preso

Por Roberto Araujo

A polícia prendeu neste sábado (2) o suspeito de matar Sueli de Sousa Silva em Paulistana, no último dia 28. O suspeito é ex-companheiro dela e se apresentou na Central de Flagrantes de Picos.

A delegada Thainah Teixeira, que investiga o caso, relatou que o juiz havia concedido a prisão preventiva do suspeito, mas desde então, ele se encontrava foragido. Ele se apresentou na Central de Flagrantes acompanhado de um advogado.

"Havia sido requerida a prisão preventiva e o juiz havia concedido, já tinha a decisão, então ele se apresentou e está preso (...) ele fica preso à disposição da justiça, e aí o juiz que vai decidir se mantém ele preso ou não pelos requisitos da prisão", disse ao Cidadeverde.com

Sueli de Sousa Silva foi morta com cinco tiros na própria casa. De acordo com as investigações, o ex-companheiro entrou na casa e efetuou os disparos contra a ex-mulher. A delegada informou que ela tinha uma medida protetiva contra o ex-marido, mas que estavam tentando uma reconciliação. O casal deixa dois filhos, um de 16 e outro de 18 anos.

A delegada informou que o inquérito deverá ser finalizado esta semana com o interrogatório ao suspeito.

Leia também: PM implanta Patrulha Maria da Penha em Paulistana e entrega novas viaturas

Mulher é morta com cinco tiros em Paulistana e ex-marido é principal suspeito do crime

PM implanta Patrulha Maria da Penha em Paulistana e entrega novas viaturas

oto: PM-PI

A Polícia Militar do Piauí, através do Comando de Polícia Comunitária (CPCOM), realizou no sábado (2) a implantação da Patrulha Maria da Penha no município de Paulista, para a região do 20º Batalhão. 

O Comandante-Geral da PMPI, coronel Scheiwann Lopes, realizou a entrega de uma viatura lilás para o policiamento especializado, além de pick-ups para cidades circunvizinhas que abrangem a área do 20º BPM.

“É um momento muito importante, que a gente faz esse apoio a política pública e nosso governador Rafael Fonteles e secretário de segurança Chico Lucas, não tem medido esforços para dar condições de trabalho para a Polícia Militar, principalmente nessa pauta importante, que é a proteção das mulheres e acompanhamento das medidas protetivas”, destaca o coronel. 

A major Leoneide Rocha, comandante da Patrulha Maria da Penha no Estado, comemorou a nova base do serviço e destacou a importância da ação no combate à violência contra a mulher. 

“Hoje, na cidade de Paulistana, com o recebimento da viatura lilás, o efetivo ficará responsável por mais uma missão: a fiscalização das medidas protetivas de urgência das mulheres paulistanenses. Então, com certeza nossas mulheres se sentirão muito mais tranquilas e fortalecidas em fazer denúncias, pois elas sabem que terão um acompanhamento personalizado da patrulha Maria da Penha”, frisa a comandante. 

O Estado já conta com bases da patrulha Maria da Penha nas cidades Piripiri, Floriano, Picos, Parnaíba, São Raimundo Nonato, além da capital. O objetivo, com o último curso que capacitou mais de 100 policiais, é levar a patrulha para todos os batalhões do Piauí. 

“Entregamos mais uma viatura lilás, afim de que o serviço seja especializado, acolhedor e acima de tudo, humanitário. Por isso, mulher, não se cale. Faça a sua denúncia”, alerta a coronel Elza Rodrigues, comandante do CPCOM.

Mulher é morta com cinco tiros em Paulistana e ex-marido é principal suspeito do crime

Foto: Reprodução / Redes sociais

Atualizada às 10h50

Por Roberto Araújo

O suspeito de assassinar a ex-companheira no município de Paulistana continua foragido. A Polícia Militar não revelou o nome do suspeito, porém várias diligências estão sendo realizadas desde a ocorrência do crime.

Segundo o comandante do 20º Batalhão de Polícia Militar de Paulistana, tenente-coronel Lindomar Félix, o suspeito residia na comunidade Serra Vermelha, zona rural do município. A motivação inicial era que o homem não aceitava o fim do relacionamento com a ex-companheira.

"A suspeita inicial é que o suspeito não aceitava o fim do relacionamento. Uma testemunha chegou a ver o momento em que ele acessou a casa pela janelinha da porta, abriu e entrou na residência. Minutos depois vários disparos foram ouvidos. A vítima havia dado entrada no pedido de medida protetiva em outubro deste ano", frisou o comandante.

O suspeito teria fugido do local do crime utilizando uma motocicleta e sua localização é desconhecida.

Matéria original

Uma mulher identificada como Sueli de Sousa Silva foi assassinada na tarde desta terça-feira (28). Ela foi alvejada com cinco disparos de arma de fogo na casa onde morava em Paulistana, que fica a 472 km de Teresina. O principal suspeito de ter cometido o crime é o ex-marido da vítima.

Segundo a delegada da Mulher de Paulistana, Thainah Teixeira, a vítima era casada com o suspeito há cerca de 20 anos, mas haviam separado e tentavam uma reconciliação. As investigações apontam que o suspeito foi visto entrando na casa da vítima momentos antes do crime. 

“No momento do crime só estava a vítima em casa e o acusado chegou numa moto. Segundo testemunhas, pouco tempo depois que ele entrou na casa, ele efetuou os disparos. Foram ouvidos cinco tiros”, disse a delegada ao Cidadeverde.com.

A delegada informou, ainda, que a mulher tinha uma medida protetiva contra o ex-companheiro, no entanto, eles estavam tentando retornar o relacionamento. “Eles estavam tentando uma reconciliação, ela tinha pedido desistência da medida protetiva, só que domingo chegaram a ter um desentendimento”, relatou. 

O casal tem dois filhos, de idades de 16 e 18 anos. A polícia realiza diligências para localizar o suspeito do crime, que está foragido desde então.

Homem que agrediu mulher por "esconder" cachaça é solto em audiência de custódia

Foto: Reprodução / Polícia Civil

Por Roberto Araujo

Um homem que não teve a identidade revelada e que agrediu a ex-companheira após ela "esconder" uma garrafa de bebida alcoólica na zona rural de Betânia do Piauí foi solto na tarde desta terça (21) após audiência de custódia.

De acordo com a delegada Thainah Teixeira, da Delegacia da Mulher de Paulistana, a agressão aconteceu na tarde desta segunda-feira (20) e o suspeito tinha uma medida protetiva contra a vítima após agressões anteriores. Eles haviam se separado, porém, recentemente tinham reatado o relacionamento. Ele foi preso, a delegacia representou pela prisão preventiva, mas foi posto em liberdade durante a audiência de custódia nesta tarde. 

"Já tinha medida protetiva em vigor e aí ela tinha reatado o relacionamento. Ela falou que por conta de bebida, ela escondeu uma bebida dele, ele veio a agredi-la, isso na presença do filho do casal de 1 ano e 4 meses. Ele foi preso em flagrante e foi representado pela prisão preventiva dele, mas o judiciário, houve a audiência de custodia agora, e colocou ele em liberdade provisória", explicou ao Cidadeverde.com.

A delegada também explicou que a justiça concedeu nova medida protetiva para a vítima e determinou que ele se afaste do lar. Ela disse que, em depoimento, ele confessou que a agrediu porque ficou "furioso" com o fato de ela ter escondido a garrafa de bebida.

Jovem é levado à delegacia após ser flagrado empinando moto

Um jovem de 18 anos de idade, foi conduzido a Delegacia Seccional de Polícia Civil de Paulistana, por direção perigosa e por conduzir veículo sem possuir habilitação.

A ação aconteceu na tarde desta segunda-feira (20), por volta das 13 horas, quando o comandante da Unidade estava no Centro da cidade de Paulistana, e flagrou um motoqueiro “empinando” uma motocicleta POP, placa RSO 0J36, gerando perigo de dano a integridade física dos usuários da via pública.

Diante do fato, o motociclista foi interceptado e recebeu voz de prisão por prática de direção perigosa na via pública. A guarnição de Força Tática do 20º BPM foi acionada para fazer a condução do autor do fato até a Delegacia Seccional de Polícia Civil de Paulistana, conforme Boletim de Ocorrência N° 00209725/2023.

Com informações de cidades na net

Idoso é preso suspeito de agredir esposa em Paulistana; armas e munições são apreendidas

Foto: Reprodução/PM-PI

Por Rebeca Lima 

Um idoso de 73 anos foi preso nesta quinta-feira (16) no município de Paulistana (a 452 km de Teresina), suspeito de agredir a esposa. Na abordagem, o homem ainda entregou duas armas de fogo e munições à Polícia Militar.

De acordo com o 20º BPM, a guarnição recebeu uma denúncia sobre um caso de violência doméstica registrado no bairro Correnteza. A vítima, uma mulher de 50 anos, informou que havia sido agredida fisicamente pelo marido e que ele possuía armas e munições.

Ao chegar ao local, a PM verificou a veracidade da denúncia, e o idoso entregou um rifle calibre 38, uma pistola calibre 38, dois carregadores de pistola, cerca de 78 munições calibre 12 e cerca de 66 munições calibre 38.

O suspeito e todo o material apreendido foram encaminhados para a delegacia da cidade para os procedimentos cabíveis.

Ações sociais de escolas de tempo integral beneficiam Paulistana

Setenta estudantes do Centro Estadual de Tempo Integral (Ceti) Paulistana, foram beneficiados com o Programa Estadual de Acesso à Higiene Íntima. A iniciativa prevê a distribuição mensal de kits contendo absorventes, como política voltada à garantia de cuidados básicos de saúde e a proteção à saúde menstrual.

A aluna da 3ª série do Ensino Médio, Andressa Vitória de Carvalho, está entre as beneficiadas do programa. “Acho importante a distribuição dos kits porque algumas alunas não têm condições de comprar absorventes todos os meses”, comentou.

Neste ano, a gestão escolar do Ceti Paulistana organizou a sétima ação de distribuição dos kits de higiene íntima aos estudantes, a partir da utilização dos recursos do Programa de Autonomia, Cooperação e Transparência das Unidades Escolares da Rede Estadual de Ensino do Piauí (PACTUE). 

“A doação de absorventes em escolas é importante para as estudantes de baixa renda matriculadas em escolas públicas. Muitas alunas não têm condições financeiras de comprar por conta da vulnerabilidade social extrema. Esta ação é uma forma de garantir o acesso à higiene menstrual adequada”, relata a estudante Jêsabel de Sousa Figueiredo.  

O Programa Estadual de Acesso à Higiene Íntima prevê, ainda, a realização de palestras educacionais, dentre outras ações de promoção da saúde da mulher. Todas as escolas da rede pública estadual são contempladas com o programa, que permite a distribuição dos insumos, tendo como base o Censo Escolar.

Ação Social 

A comunidade Barro Vermelho, zona rural do município de Paulistana, recebeu um importante reforço nos serviços de saúde e segurança do trabalho, prestados pelos estudantes do Centro Estadual de Tempo Integral (Ceti) Lucinete Santana da Silva, durante a Ação Social “Lucinete, Meu Amor”.

A ação aconteceu na Unidade Escolar Euzébio André, e foi promovida pelos estudantes e professores dos cursos: Técnico em Farmácia, Técnico em Enfermagem, Técnico em Segurança do Trabalho e Técnico em Energias Renováveis, todos ofertados na modalidade de Tempo Integral na Educação Profissional. 

Foram prestados os serviços de aferição da pressão arterial; glicemia capilar; IMC (Índice de Massa Corpórea); orientações sobre acidentes domésticos; redução dos custos de energia; avaliação antropométrica e controle de medicação.

Thais lanny Gomes Silva, aluna da 2ª série do curso técnico de enfermagem, ressaltou a importância de poder contribuir com sua comunidade. “Na ação social realizamos duas práticas da enfermagem que foi aferir a pressão arterial e a glicemia capilar. Para mim, poder atender pessoas da comunidade, de conversar sobre o procedimento foi uma experiência rica e espero participar de outras ações ”, comentou a estudante.

Para a gestora escolar, Lucicléia Acioly, a ação social permite que os estudantes demonstrem para a comunidade os conhecimentos que estão sendo adquiridos na escola. "Esta ação social foi uma oportunidade dos pais e parentes destes estudantes verem como seus filhos estão aprendendo dentro da escola. Como gestora, fico feliz por ver os próprios alunos prestando serviços para a comunidade em que cresceram. A comunidade se fez presente e foi um sucesso”, comentou a gestora. 

“O modelo de escola de tempo integral que incentivamos permite aos estudantes serem membros ativos de suas comunidades seja compartilhando informações ou até mesmo prestando serviços necessários, ainda, na condição de aprendizagem em seus respectivos cursos. Esta é uma forma deles apresentarem à comunidade os conteúdos que estão aprendendo”, destacou o secretário de Estado da Educação, Washington Bandeira.

Ccom

Moradores fazem protesto e pedem melhorias no fornecimento de energia em Paulistana

Moradores de Paulistana, município que fica localizado a 472 km de Teresina, fizeram um protesto na empresa Equatorial nesta sexta (3). Durante o ato, foi entregue um ofício solicitando melhorias no fornecimento de energia elétrica na região.

A população cita que os problemas de falta de energia são constantes na região. A Câmara de Vereadores de Paulistana marcou para o dia 8 de novembro uma audiência para tratar do tema. 

A Equatorial Piauí disse, em nota, que está trabalhando para melhorar os serviços, e que ainda neste sábado (4), será feita uma troca no transformador de força na subestação, o que deverá suspender o problema.

Veja nota na íntegra:
Nota de Esclarecimento

A Equatorial Piauí informa que na manhã desta sexta-feira (3), recebeu manifestantes na agência de atendimento localizada no município de Paulistana, região sul do estado. Os protestos foram relacionados à qualidade do fornecimento de energia na cidade. 

A concessionária comunica que já está trabalhando na melhoria do serviço na região e até amanhã (4), realizará a energização de um novo transformador de força na subestação que atende o município, ampliando em 2x a capacidade de energia para os clientes de Paulistana, Acuã, Betânia do Piauí e Jacobina do Piauí.

A empresa ainda reforça que respeita a livre manifestação e segue aberta ao diálogo com a população em geral e demais autoridades.

Posts anteriores