Cidadeverde.com

Governo vai oferecer internet gratuita durante Festival de Inverno de Pedro II

Durante audiência com o prefeito de Pedro II, Alvimar Martins, o diretor-geral da Agência de Tecnologia da Informação (ATI), Avelyno Medeiros, ajustou os ponteiros da parceria do Governo do Piauí com a prefeitura do município que vai levar sinal de internet livre ao Festival de Inverno de 2018. O serviço, que será disponibilizado para uso do público do evento, vai contemplar três praças da cidade.
 
Pedro II está localizada a 166 quilômetros de Teresina. A 15º edição do Festival de Inverno será de 31 de maio a 3 de junho. Os locais que receberão a internet livre do projeto Piauí Conectado serão a Praça Deputado Manoel Nogueira Lima, também conhecida como Praça da Bonelle, onde se apresentam as principais atrações do evento no Palco Opala; a Praça Domingos Mourão Filho, Praça da Matriz, onde fica o Palco Gritador e a Feira do Sebrae; e ainda a Praça do Recanto, dedicada ao público do jazz e blues.
 
“Em 2017, o Governo do Estado, por meio da ATI, participou do Festival de Inverno instalando pontos livres de acesso à internet. Este ano, a meta do governo é ampliar os links de conectividade para que milhares de pessoas, especialmente turistas, possam divulgar o festival e o Piauí para todo o mundo por essa rede de conexão”, conta Avelyno Medeiros.
 
O prefeito da cidade conta que o pedido por internet durante o evento é uma demanda do próprio público. “Isso [instalação da internet] faz com que o turista se sinta melhor atendido. Esse trabalho que vem sendo realizado é de qualidade e traz um conforto ao turista. O Festival de Inverno de Pedro II tem se destacado tanto no Piauí como em outros estados, é um festival reconhecido internacionalmente. Estamos nesse momento trabalhando com os órgãos do governo, prefeitura municipal e uma equipe do Sebrae para que possamos dar um melhor atendimento ao público”, finaliza o gestor.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Hospital de Pedro II promove mutirões de ultrassonografia

Foto: Ascom/Pedro II

A Prefeitura de Pedro II, através do Hospital Maternidade Josefina Getirana Netta, segue realizando mutirões de exames de ultrassonografia para as pacientes. A atividade tem como objetivo agilizar a precisão do diagnóstico de algumas patologias e faz parte do acompanhamento do pré-natal das gestantes. 

Nessa semana, vinte pacientes receberam atendimento, entre eles dez gestantes e os demais na investigação de algumas patologias. De acordo com o médico Tharcero Monteiro, que está à frente da realização dos exames, os mutirões são de suma importância para diagnosticar precocemente algumas doenças nas pacientes e no acompanhamento do pré-natal das gestantes . 

A diretora do Hospital Maternidade Josefina Getirana Netta, Lucimeire Pacífico, ressalta  a importância das ações dos mutirões de ultrassonografia e o apoio do prefeito Alvimar Martins ao hospital e à saúde do município. 

“Nossos usuários contam com o serviço de excelência. Além desses mutirões semanais de ultrassonografias, contamos, ainda, com médicos todos os dias 24h, consultas ambulatoriais, urgência, internação, consultas com médicos especialistas, como dermatologista, obstetra, pediatra, exames de eletrocardiograma, raio-x, colocação de gesso, além de cirurgias diversas, como parto normal e cesariana, dentre outros”, explica a diretora.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Ações conjuntas com a sociedade são realizadas no combate ao mosquito Aedes Agypt

A Prefeitura de Pedro II, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e por meio da coordenação do Controle de Endemias, está reforçando as ações no intuito de impedir que doenças como dengue, zica e chikungunya afetem a população. Por conta do período chuvoso, o acúmulo de água parada propicia a proliferação do mosquito Aedes aegypti e a atenção deve ser redobrada.

De acordo com o supervisor do Controle de Endemias, Rubens Galvão, o trabalho de combate ao mosquito é feito de forma constante, mas intensificado com o aumento das chuvas. O supervisor também enfatiza que o apoio da população das zonas urbana e rural na prevenção e combate ao mosquito transmissor das doenças é de extrema importância.

“Convidamos a sociedade a participar mais para acabar com eventuais focos. Se seu tanque, sua caixa d’água, seu pote, qualquer depósito que acumule água estiver vedado, não tem como o mosquito entrar para pôr os ovos. Devemos manter o quintal limpo: latas de óleo, manteiga, sardinha, sacolas, pneus devem ser colocados em saco plástico para o carro do lixo levar. Cada um tem que fazer a sua parte”, afirma Rubens Galvão.

 

cidades@cidadeverde.com

Dois morrem durante troca de tiros em tentativa de assalto aos Correios

Fotos: Reporter10

Dois suspeitos foram mortos durante uma tentativa de assalto aos Correios do município de Pedro II, a 195 km de Teresina. Um deles teve morte imediata e o segundo morreu minutos depois. 

O caso ocorreu no início da manhã desta segunda-feira (19). O Cidadeverde.com apurou que os suspeitos entraram na agência e fingiram ser clientes. O segurança desconfiou da dupla, houve luta corporal e em teve início um tiroteio. 

Na troca de tiros, um dos suspeitos ainda atirou contra o segurança. Imagens registradas no local mostram os corpos dos suspeitos estendidos no interior dos Correios. Foram apreendidos uma pistola e um revólver. 

Até o momento, não houve a confirmação dos nomes dos dois suspeitos mortos. 

“Os fatos se deram por volta de 8 horas da manhã. Eles se passaram por clientes, adentraram a agencia dos Correios e anunciaram o assalto. O vigilante teve êxito e conseguiu acertar os dois indivíduos, que foram para a agência roubar. O IML e a Polícia Federal foram acionados, pois os Correios são uma empresa pública federal e cabe às investigações a Polícia Federal”,  disse o gerente de policiamento do interior, delegado Emir Maia. 

 

Fotos: Reporter10


 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Médica desvia de animal e sofre grave acidente na PI 116

  • ee34eaf9-3a73-4a0f-ae56-4ea69ede4cca.jpg Polícia Militar do Piauí
  • a84547af-a9a7-4b80-bf6a-1c2b86a19c27.jpg Polícia Militar do Piauí
  • a61545ba-1915-495e-8abb-4f335a9cca10.jpg Polícia Militar do Piauí
  • 756214d7-964e-441a-b343-780164554611.jpg Polícia Militar do Piauí

Uma médica sofreu um grave acidente enquanto ia para o trabalho. O acidente ocorreu entre Piripiri e Pedro II, na manhã deste sábado (10). Ela foi identificada apenas como Sheila. Após perder o controle do veículo, ela colidiu com outro. Os dois veículos chegaram a capotar. 

O carro em que a médica colidiu era ocupado por, pelo menos, duas pessoas, que seria um pai e um filho.  Ele foi reconhecido apenas como um empresário de Pedro II, no ramo de vidraçarias. Não há informações sobre a identidade deles. 

"A informação que nos foi repassada era de que a médica tentou desviar de um animal na pista, acabou perdendo o controle do carro e capotou. Ela foi levada para o hospital de Piripiri, e o pai e o filho não tiveram atendimento, pois só foram escoriações", informou o capitão David Marion, comandante da 2ª Companhia do 12º Batalhão da Polícia Militar do Piauí.

O acidente ocorreu na PI 116, antiga BR 404. O carro da médica caiu em uma ribanceira de aproximadamente 6 metros de altura.

 

 

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 

Obras devem melhorar abastecimento de água na zona urbana de Pedro II

Acompanhado do presidente interino da Agespisa, Genival Sales, o secretário de Governo, Merlong Solano, esteve em Pedro II, nesta sexta-feira (12), inspecionando as obras de abastecimento que estão sendo executadas pela Agespisa. Na oportunidade, o gestor também visitou a estação de tratamento de água do município para verificar a qualidade da água que está chegando às casas da população pedrossegundense.

De acordo com o gestor da Secretaria de Governo (Segov), a boa notícia é que, conforme assegurou a Agespisa, até o final do mês de fevereiro a crise hídrica na zona urbana do município estará resolvida. “Novos poços estão sendo perfurados na região do Açude Joana, uma vez que o manancial se encontra sem capacidade de captação. Temos aqui um poço já pronto e outros deverão ser perfurados, representando um reforço de 40 mil litros de água por hora”, informou o secretário, explicando que os poços deverão ser ligados à rede de abastecimento nos próximos dias.

Conforme explicou o presidente interino da Agespisa, até o fim de janeiro Pedro II contará com um incremento de cerca de 50 metros cúbicos por hora na produção de água. “Já temos um poço perfurado com vazão de 15 mil litros e mais três serão perfurados e energizados para que até o dia 28 de fevereiro a população deva estar tranquila em relação ao abastecimento”, garantiu Genival Sales.

Merlong Solano esclareceu que a estratégia é usar poços para garantir o abastecimento até que se possibilite uma recarga do açude Joana. “O Governo autorizou que a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), juntamente com a Agespisa, realizem estudos de viabilidade das bacias de captação de águas superficiais em Pedro II, numa tentativa de recuperar os mananciais que existem na região e que estão inoperantes por conta da irregularidade das chuvas”, frisou o gestor, alertando que a população também deve estar atenta para a necessidade do uso consciente da água. 

Água já chega a áreas em situação de desabastecimento
 
Genival Sales reforçou que as ações da Agespisa já estão garantindo o abastecimento de áreas que já estavam sem água há algum tempo. “Três bairros estavam sem água há quase 20 dias e o problema hoje já está resolvido. Estamos utilizando um booster para aumentar a pressão da água e fazer com que esta chegue às áreas mais altas da cidade”, pontuou o diretor interino da Agespisa.

Merlong Solano comentou que esteve no município há um mês visitando a comunidade Aroeira, onde um poço havia sido perfurado. “Hoje o poço já está equipado e interligado à rede, garantindo abastecimento à mais de 200 famílias. Novas ações continuarão em bairros como Santa Fé e Santana, onde o abastecimento já está sendo regularizado”, garantiu o secretário.

 

cidades@cidadeverde.com

Polícia desmonta rinha de galo e apreende mais de 70 aves

Mais de 70 galos usados em rinhas foram apreendidos no interior do Piauí nesta quarta-feira (13). Além das aves, o delegado Adalberto Paulo de Castro Júnior informou ao Cidadeverde.com que um homem foi preso e solto após pagamento de fiança, no valor de três salários-mínimos. O nome dele não foi divulgado. O caso ocorreu no município de Pedro II, a 207 km de Teresina. 

“Nós cumprimentos esse mandado de busca e apreensão em um sitio e em um estabelecimento comercial, que era uma residência. Nós também apreendemos uma arma de fogo calibre 38”, disse o delegado, explicando que o preso era proprietário do local, autuado por porte ilegal de arma e maus-tratos de animais. Ele responderá em liberdade. Quando a polícia chegou ao local, todos os galos estavam em gaiolas. 

Devido a grande quantidade de aves apreendidas, o delegado informou que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) não teria como guardar tantos animais, pois eles não poderiam ficar em um mesmo ambiente devido a vivência violenta que eram submetidos. 

O delegado informou que também foram apreendidos os objetos usados durante as rinhas que agravavam as lesões das aves durante as brigas. Os galos eram treinados depois obrigados a participar de combates com outras aves. 

Fiel Depositário 

O delegado explicou que como não tinha onde guardar tantos galos, o proprietário, que foi preso e solto mediante fiança, será o fiel depositário das aves. Essa atribuição é dada a alguém para guardar um bem durante um processo judicial e está previsto no Código de Processo Civil. Ele deverá responder por perdas e danos, e não poderá servir-se da coisa depositada nem a dar em depósito a outrem. Ele já assinou a certidão.  

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 

Governo do Estado ampliará rede de abastecimento de água de Pedro II

A interligação do poço da Colônia de Pescadores e do poço da comunidade Aroeira ao sistema de abastecimento; a resolução do problema de energia na região do Açude Joana, a fim de permitir a captação de um volume maior de água; e a perfuração de novos poços. Essas foram as medidas anunciadas pelo secretário estadual de Governo, Merlong Solano, na tarde dessa segunda-feira (27), em reunião no escritório da Agespisa de Pedro II com a diretoria e funcionários, vereadores e lideranças comunitárias, para enfrentar a grave crise hídrica pela qual passa o município.

O gestor informou que está aguardando para os próximos dias um estudo solicitado à Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) para identificar todas as ocorrências ao longo do rio Corrente, que abastece o Açude Joana, e também uma avaliação do Exército Brasileiro, que esteve no local a fim de verificar a possibilidade de desassoreamento do reservatório de água.

Diversas iniciativas foram tomadas pelo Governo do Estado, como a perfuração de poços na região do açude e a interligação do manancial Pirapora à rede. “Esperávamos que essas medidas fossem suficientes, mas não foram, pois o nível do rio Corrente continua baixando”, frisou Merlong. 

O gestor ressaltou a importância de conscientizar a população sobre a necessidade de evitar todo e qualquer desperdício de água e de uma ação mais enérgica contra os desvios clandestinos que sobrecarregam a rede. Merlong explica que as ações têm por objetivo aumentar a produção até 180 metros cúbicos por hora, necessários para abastecer o município, que possui cerca de 40 mil habitantes.

A reunião contou com a presença do chefe do escritório da Agespisa de Pedro II, Beline Evangelista; presidente da Câmara Municipal, vereador Marcelo Coleta; vereador Chico Osmar; vereadora Lurdinha; vereador Evandro Nogueira; vereador Ewerton Filho; ex-vereador Chico Zaca; presidente do PT municipal, Raimundo Nonato; Maria Claudina Oliveira e Raimundo Oliveira, da Obra Kolping; Maria Luíza, do Movimento Água para Todos; e o superintendente da Agespisa de Piripiri, Antônio Meneses. Também participaram da discussão, Genival Carvalho, Francisco Rodrigues, Narciso Ferreira, Washington Mendes, e Manoel Pachêco.

 

cidades@cidadeverde.com

Homem morre entalado na parede de quarto de jovem deficiente

Fotos: FM Imperial

Um homem morreu entalado no buraco da parede de uma casa na localidade Serra dos Matões, em Pedro II, 195 quilômetros ao Norte de Teresina (PI). Ele já havia sido denunciado por supostamente tentar invadir o mesmo imóvel, onde dorme uma menina com problemas mentais. 

Antônio de Sousa Almeida, 33 anos, morreu na última sexta-feira (3) com a cabeça de um dos braços preso no buraco aberto na parede. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal em Teresina (PI), segundo informações do site da rádio Imperial. 

O delegado Adalberto de Castro confirmou ao Cidadeverde.com que a mãe da menina registrou boletim de ocorrência dias atrás dizendo que o suspeito teria tentado entrar na casa com uma faca. 

A Polícia Civil aguarda o laudo cadavérico para confirmar a hipótese de morte natural. Não há como confirmar o que Antônio pretendia fazer ao entrar no cômodo - e como ele morreu e não pode mais ser punido, o caso deverá ser arquivado. 

Contudo, o episódio pode ensejar uma outra investigação. As informações preliminares é de que Antônio teria tentado entrar por um buraco feito para passar comida para a menina. O delegado informou que vai averiguar se as condições nas quais a menor vive são apropriadas. 

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

Agespisa busca novos poços d'água para abastecimento de Pedro II

Equipes de geólogos da Agespisa realizam esta semana novas visitas técnicas à região urbana de Pedro II. O objetivo é encontrar novos poços com boa vazão para complementar o atual volume de água disponível para a cidade. As imediações da localidade Santana, que já serviu como manancial para a região, são um dos focos dos estudos. 

Segundo o diretor de Operações da Agespisa, José Maria Freitas, a busca por novos poços e pelo consumo consciente da população são as soluções emergenciais para o problema de falta de água na cidade, que se encontra afetada pelo baixo volume de água de sua principal fonte hídrica, o açude Joana.

“Em nenhum momento paramos de perseguir essa solução, de procurar alternativas. Estamos investindo em ações para reforço no sistema, para aumentar a disponibilidade de água para a população. A dificuldade de manancial de água em Pedro II é muito grande por conta desse problema natural da seca, que deixou o açude com um nível muito baixo”, explicou o diretor.

Com a estiagem e a queda no volume do açude Joana, Pedro II passou a ser abastecida por quatro poços perfurados na margem do açude, com vazão total de 80 mil litros de água por hora, somados a novas perfurações na fonte Pirapora (12 mil litros por hora) e na estação de tratamento da cidade (12 mil litros por hora), resultando num total de quase 110 mil litros por hora.

De acordo com a Agespisa, a meta é elevar o volume de água, através do reforço com a perfuração de mais poços, para 150 mil litros de água por hora, nível considerado razoável de acordo com normas da Organização das Nações Unidas (ONU). Uma outra dificuldade enfrentada pelos técnicos é encontrar poços com vazão significante. “O problema de Pedro II além da questão da estiagem e o esvaziamento do açude, é o subsolo que não é promissor no quesito de poços. Já perfuramos 800 metros e não encontramos uma vazão significante”, relatou Freitas. 

Consumo consciente

Para ir de encontro ao baixo volume das reservas hídricas da região, a população também tem um papel importante. De acordo com José Maria Freitas, deve-se priorizar os “usos nobres”, utilizando e regrando a água ao usá-la na cozinha, ao beber, tomar banho e dar descarga. O uso para a lavagem de veículos e de pisos deve ser evitado ou feito com a utilização de água reaproveitada. 

Fonte: Ccom

Posts anteriores