Cidadeverde.com

Feto achado em rodoviária foi aborto com o consentimento do pai, diz polícia

A Polícia Civil do Piauí identificou a mulher que abortou dentro de um vaso sanitário do Terminal Rodoviário Joaquim Barroso de Oliveira, em Pedro II, a 195 km de Teresina. Segundo o delegado Adalberto de Castro, em depoimento, ela confessou que provocou o aborto, alegou motivos financeiros e revelou que praticou o crime com o consentimento do marido. Contraditoriamente, a mulher também demonstrou arrependimento.

"No início, ela tentou sustentar uma versão fantasiosa, mas depois contou o que ocorreu...que comprou o remédio antes mesmo de estar grávida e com o consentimento do marido. Ela diz que queria que tudo ocorresse em casa, mas começou a sentir fortes dores e não aguentou, pedindo ao marido que a levasse ao hospital", conta o delegado. 

A mulher- que tem 20 anos de idade e é dona de casa- e o marido foram ouvidos nesta quinta-feira (27). O titular da delegacia de Pedro II,  acrescenta que o crime foi planejado, mas a mulher abortou na rodoviária por acaso. 

"Ela relata que por volta das 22h, da última segunda-feira (24), tomou cinco remédios abortivos e às 23h30 começou a sentir fortes dores. Já às 5h do dia seguinte, não aguentou e pediu para o marido levá-la ao hospital. No caminho, passaram pela rodoviária e ela pediu para ir ao banheiro, onde ocorreu o aborto", esclarece Castro. 

O feto aparentava cerca de seis meses e cerca de 20 cm. Para a polícia, a suspeita reconheceu a gravidez, mas disse acreditar estar com três meses de gestação. 

O inquérito policial foi aberto por portaria e as investigações continuam. Por ter experido do prazo de flagrante, a mulher foi liberada- sem necessidade de pagamento de fiança- e responderá ao processo em liberdade.

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Pedro II realiza décima Conferência Municipal de Assistência Social

Com o tema: “Garantias de Direitos no Fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social (SUAS)”, a Secretaria Municipal e o Conselho Municipal de Assistência Social de Pedro II, realizaram na noite de terça-feira (25-07), a abertura da décima edição da Conferência Municipal de Assistência Social, o evento teve início com o credenciamento e está sendo realizado no CEEP – Angelina Mendes Braga e segue por todo o dia de quarta-feira (26-07).

O objetivo da Conferência é analisar, propor e deliberar com base na avaliação local, as diretrizes para a gestão e financiamento do Sistema Único da Assistência Social, reconhecendo a corresponsabilidade de cada ente federado. A solenidade de abertura contou com a participação de secretários, coordenadores, assessores, vereadores e da comunidade que esteve representada através de instituições governamentais e não governamentais.

A Secretária Municipal de Assistência Social, Elissiane Uchoa, destacou que esse é o momento onde a comunidade tem a oportunidade de defender suas propostas. “Este é o momento em que a comunidade tem a oportunidade não só de apresentar suas propostas, de defendê-las, mas também de aprova-las, para que assim, sejam encaminhadas a Conferência Estadual de Assistência Social que acontecerá no mês de agosto em Teresina”, comentou Elissiane Uchôa.

Fonte: Ascom

Feto é encontrado em vaso sanitário na rodoviária de Pedro II

Um feto foi encontrado dentro de um vaso sanitário do Terminal Rodoviário Joaquim Barroso de Oliveira, em Pedro II, município a 195 km de Teresina. A Polícia foi chamada até o local e isolou a área por volta das 9h desta terça-feira (25). 

Segundo o delegado Adalberto de Castro, titular do município, imediatamente acionou a perícia do Instituto de Criminalística que chegou ao município por volta das 12h30 para realizar as investigações no local. O feto aparentava cerca de seis meses e cerca de 20 cm.

"É uma cena muito chocante. O feto estava inteiro formado e dentro do vaso que também tinha sangue. O local foi isolado e já iniciamos diligências para tentar identificar alguma suspeita de ter realizado este ato criminoso", explica o delegado.

A perícia deve concluir se o feto chegou a nascer ou foi abortado pela mãe. Nos dois casos é configurado crime. No local a Polícia teve dificuldades de detectar se alguém viu a movimentação, mas segundo o delegado, diligências estão sendo realizadas nas proximidades, e até nos hospitais para checar se houve algum registro de parto durante a madrugada.

"Já fomos aos hospitais e não há registro. O banheiro é público e ao redor da rodoviária há sempre pessoas transitando. Inclusive há usuários de drogas e um ponto de prostituição próximo ao local. Todos serão consultados para que com elementos suficientes possamos abrir um inquérito", pontuou.

O feto foi trazido para o Instituto Médico Legal de Teresina.

Segundo caso em uma semana

Este é o segundo caso de feto encontrado morto em uma semana. Há exatos sete dias o corpo de um bebê foi encontrado por um gari dentro de um depósito de lixo no cruzamento das Avenidas Tiúba e Perimetral, na cidade de Timon (MA). A mãe foi identificada pela Polícia e confessou o crime.

 

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Pedro II distribui alevinos para repovoamento de açudes, barragens e tanques do município

A Prefeitura de Pedro II, através da Secretaria de Agricultura, iniciou a distribuição de alevinos em açudes, barragens e tanques do município para repovoamento de peixes nas comunidades da região. A ação faz parte de uma parceria com o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), com uma estimativa na aquisição de 300 mil alevinos.  
 
A distribuição atende a solicitação de comunidades e tem o objetivo de potencializar a criação de peixe, além de beneficiar agricultores e criadores do município, com o aumento da produção, o que gera mais emprego e renda, já que o peixe é um alimento muito saudável e nutritivo, além de ser bastante consumido no município.  
 
A secretária de Agricultura do Município, Cleidiane Mesquita, explica a situação atual da quantidade de peixes em Pedro II e sobre a ação de incentivo. “Com os baixos índices nos espelhos d’águas dos açudes, barragens, etc, a quantidade de alevinos diminuiu para 100 mil. Agora, com essa importante parceria do DNOCS, o município ainda dispõe no setor de piscicultura 200 mil alevinos a serem distribuídos de acordo com a demanda ou necessidade”, ressalta.
 
“É um incentivo muito bom, por parte do município, porque diminui o custo de transporte para outro município em busca de alevinos. Com essa doação a gente se sente mais estimulado a trabalhar e aumentar a nossa produtividade de peixe, como, por exemplo, na minha comunidade, Estrema, onde eu tenho tanque criatório e um açude”, declara Francisco das Chagas Lopes, agricultor e criador de peixe.
 
O vereador de Pedro II, Fabiano Oliveira, foi peça fundamental dessa parceria com o DNOCS e afirma que “esse apoio tem contribuído não só na melhoria da qualidade de vida das pessoas, mas na geração de emprego e renda por ser um produto bastante procurado pela população local”.
 
O prefeito Alvimar Martins destaca que “é uma atividade lucrativa. Por outro lado, o município vem dando esse suporte para que os nossos mananciais nas comunidades rurais possam sempre ter o peixe incluído como alimento da população. Tem os nossos agricultores que também criam peixes nas suas barragens, açudes e precisam desse incentivo, então vamos também doar para eles alevinos para que possam potencializar essa atividade”, acrescenta.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Feira Livre do Mercado Público passa por mudanças e vai beneficiar comércio local

A Prefeitura de Pedro II, por meio das secretarias municipais de Infraestrutura e de Comércio e Desenvolvimento Econômico, concluirá, na próxima semana, mais uma etapa de reorganização da Feira Livre do Mercado Público de Pedro II, localizada nas ruas Manoel Nogueira Lima e João Benício da Silva, importante entreposto comercial informal no centro histórico da sede do município.

A medida discutida e elaborada em parceria com a comunidade irá beneficiar feirantes e empreendedores do Mercado do Artesão com demarcação dos locais destinados aos feirantes e a liberação de meia pista para o fluxo de condutores e veículos de carga e descarga nos comércios locais. As alterações também facilitarão a visibilidade e o acesso ao Mercado do Artesão, bem como aos comércios e barracas próximas.
 
“Essa inovação deve tornar mais ordenado o trânsito, o fluxo de pessoas e até a visibilidade e acessibilidade dos comércios, tanto os do Mercado do Artesão, cuja entrada foi completamente liberada, quanto os tradicionais da rua Manoel Nogueira Lima, que ficavam escondidos devido a desordem que tomava de conta da Feira Livre”, explica o prefeito Alvimar Martins.
 
Para o superintendente municipal de Transporte e Trânsito, Lisandro Nascimento, a expectativa é que as mudanças no local gerem resultados positivos já nos primeiros dias de implantadas. “Estamos fazendo isso justamente para reorganizar esse fluxo de pessoas, veículos e estacionamentos. Com a colaboração da população, esperamos poder executar esse trabalho com mais qualidade”, diz.
 
Para o secretário municipal de Comércio e Desenvolvimento Econômico, José Rodrigues, pouco a pouco a população deverá assimilar as modificações e através de uma mudança de atitude a zona central terá uma considerável melhora para todos que circulam no local. “ O que a gente pede é que a população não estacione motos ou carros nas áreas destinadas à carga e descarga. E tenha o cuidado em manter o local sempre organizando, melhorando o conforto e contribuindo para o desenvolvimento econômico de todos que trabalham na região”, conclui o gestor.

 

cidades@cidadeverde.com

Chambinho do Acordeon encerra Festival de Inverno de Pedro II

Os acordes da sanfona de Chambinho de Acordeon deram o tom a noite de encerramento do Festival de Inverno de Pedro II 2017. Muita gente presente na Praça da Bonelle foi aplaudir o cantor e compositor, a principal atração na noite mais regional do evento, marcada pelo gosto musical regional. O público ficou até a madrugada de despedida do Festival, que volta em 2018.


 
O esquenta começou com a banda de pop rock Retrô de Pedro II, que interpretou grandes hits dos anos 80 e 90. Mas o clima esquentou mesmo com as meninas do As Fulô do Sertão, de Teresina, que estreou no Festival tocando sucessos de Flávio José, Jorge de Altinho, Alceu Valença, Zé Ramalho e Geraldo Azevedo. O grupo não deixou o ritmo cair, cativando a plateia com muito forró, xote e baião e encerrou sua apresentação com o clássico Asa Branca, do “Rei do Baião", Luiz Gonzaga.
 
Quem achou que tinha visto tudo, se surpreendeu. A noite era mesmo de Chambinho do Acordeon, que chegou abalando as estruturas do Palco Opala com uma banda formada só de músicos piauienses, incluindo a rabequeira Wânia Sales, trazendo um pout-pourri de sucessos de música nordestina. O artista usou e abusou da sua sanfona e colocou todo mundo para dançar. Contou histórias suas e do Gonzagão. Brincou e fez o público se divertir em sintonia perfeita com o público. No meio do show, surpreendeu a todos tocando um cavaquinho e grandes sambas.
 
No final, Chambinho dedilhou as notas do hino do Piauí e cantou, também, a clássica Asa Branca, um sucesso incontestável há 70 anos. Com presença de palco e um talento inconfundível, Chambinho do Acordeon além do público, ganhou também muitos fãs.


 
O prefeito Alvimar Martins destacou que o sucesso do evento – realizado pela Prefeitura de Pedro II, em parceria com o Sebrae e Governo do Estado, por meio das secretarias de Turismo e de Cultura; Caixa Econômica Federal, Banco do Nordeste do Brasil e deputados estaduais que destinaram emendas para o evento – se deve ao planejamento, coordenação e empenho de todos.
 
“Queremos agradecer a todos, por mais um Festival de Inverno de Pedro II, que, novamente, superou nossas expectativas. Aos parceiros, servidores da Prefeitura e aos turistas, nossa gratidão. Esse evento é um patrimônio de Pedro II e do Piauí. Por isso, nosso carinho e compromisso é de sempre fazê-lo cada vez melhor. Também agradecemos ao efetivo policial que nos deu toda a segurança, e já queremos convidar a todos para estarmos juntos em 2018. Queremos recebê-los, mais uma vez, de braços abertos”, afirma Alvimar.


redacao@cidadeverde.com

Samba, Rock e Reggae marcam terceira noite do Festival de Inverno de Pedro II

  • fest24.jpg Divulgação
  • fest23.jpg Divulgação
  • fest22.jpg Divulgação
  • fest21.jpg Divulgação
  • fest20.jpg Divulgação
  • fest19.jpg Divulgação
  • fest18.jpg Divulgação
  • fest17.jpg Divulgação
  • fest16.jpg Divulgação
  • fest15.jpg Divulgação
  • fest14.jpg Divulgação
  • fest13.jpg Divulgação
  • fest12.jpg Divulgação
  • fest11.jpg Divulgação
  • fest10.jpg Divulgação
  • fest09.jpg Divulgação
  • fest08.jpg Divulgação
  • fest07.jpg Divulgação
  • fest06.jpg Divulgação
  • fest05.jpg Divulgação
  • fest04.jpg Divulgação
  • fest03.jpg Divulgação
  • fest02.jpg Divulgação
  • fest01.jpg Divulgação
  • fes02.jpg Divulgação

Milhares de pessoas se embalaram no mesmo ritmo, cantando e se divertindo ao som de três gêneros musicais diferentes, na terceira noite do Festival de Inverno de Pedro II. Foi assim que uma multidão interagiu com o samba do cantor Diogo Nogueira, do reage do grupo Cidade Negra e do Pop Rock da banda Oitavo Resgate, nesse sábado (17). O maior público do Festival de Inverno de 2017 deixou a Praça da Bonelle pulsando de alegria.
 
A noite começou efervescente, com o melhor do rock feito pelos talentosos piauienses que formam a banda Oitavo Resgate. Além de singles internacionais, a banda tocou muitos sucessos nacionais. No final, o público foi ao delírio com “O tempo não para”, de Cazuza, e “Que país é esse”, de Legião Urbana.
 
Em seguida, tomou conta do Palco Opala o cantor e compositor carioca Diogo Nogueira, para mostrar a beleza do samba de raiz. No repertório, grandes sambas e alguns sucessos do jovem compositor, herdeiro de um dos bambas brasileiros, João Nogueira. Simpático e muito inspirado, Diogo Nogueira fez todo mundo cair no samba, literalmente.
 
A festa já estava boa e ficou ainda melhor com a energia, o ritmo e a musicalidade da banda Cidade Negra. Consagrada no país pelas músicas contagiantes, os cariocas de Belfort Roxo não deixaram ninguém parado com um show irretocável. O vocalista Tony Garrido fez de tudo: encenou, fez brincadeiras, homenageou o Piauí, Pedro II e falou de paz e amor.
 
Pela primeira vez em Pedro II, a professora Carmen Braga, de Parnaíba, disse que gostou muito do Festival. “Foi uma experiência muito diferente. Viemos em uma turma de 10 de pessoas de Parnaíba, alugamos uma casa e essa experiência foi muito gostosa”, revela. 
 
Já o comerciante de Tianguá (CE), Cristiano Vasconcelos, veio outras vezes ao evento. “É uma coisa diferente porque é muito bem organizado, as atrações são diferenciadas, a organização é 100%, e principalmente, o aconchego e o modo como você é tratado é muito bom”, frisa. 

Confira a programação deste domingo (18)
Palco Opala - Praça da Bonelle
21h- Banda Retrô - Pedro II
23h - As Fulô do Sertão (PI)
0h30 - Chambinho do Acordeon (PI)

Erasmo Carlos e Roberta Campos encantam o público na 2ª noite do Festival de Inverno

  • IMG_4251.jpg Ascom Pedro II
  • IMG_4284.jpg Ascom Pedro II
  • IMG_4310.jpg Ascom Pedro II
  • IMG_4361.jpg Ascom Pedro II
  • IMG_4419.jpg Ascom Pedro II
  • IMG_4484.jpg Ascom Pedro II
  • Untitled-1.jpg Ascom Pedro II

Com a presença, no palco Opala, de Erasmo Carlos e Roberta Campos, o segundo dia de Festival de Inverno de Pedro II promete ficar guardado na memória do evento, que completa 14 anos em 2017. A emoção falou mais alto e embalou milhares de fãs, que novamente lotaram na Praça da Bonelle para acompanhar as apresentações nessa sexta-feira (16). 

A noite já começou animada com Gustavo Andrade Blues Band, de Minas Gerais, que deu o tom inicial da festa. Com muita técnica e versatilidade, os músicos impressionaram com ritmos dançantes como o Blues Soul.   
 
Depois, a mineira Roberta Campos fez a alegria mergulhar fundo cantando grandes sucessos. Alguns ganharam coro de milhares de vozes. A artista cantou sucessos consagrados de bandas como Legião Urbana, além de músicas de Marisa Monte e Adriana Calcanhoto.
 
Mais a noite reservava um teste ainda maior para os apaixonados e amantes da música quando subiu ao palco o cantor e compositor Erasmo Carlos. Cantando músicas feitas em parceria com Roberto Carlos desde a época da Jovem Guarda, o cantor brincou com o público, fez encenações e sentiu o carinho do público numa noite memorável. Foi um encontro de gerações que rederam homenagens ao artista, que já tem 54 anos de estrada.
 


Confira a programação deste sábado (17):
 
21h - Oitavo Resgate (PI)
23h - Diogo Nogueira (RJ)
0h30 - Cidade Negra (RJ)


redacao@cidadeverde.com

Festival de Inverno de Pedro II reúne 11 mil pessoas na 1ª noite

A 14ª edição do Festival de Inverno de Pedro II foi aberta nesta quinta-feira (15) e reuniu cerca de 11 mil pessoas. O cantor norte-americano Donny Nichillo se apresentou no palco Opala e cantou seus grandes sucessos do jazz e blues.

Em seguida Alceu Valença contagiou a multidão presente com sucessos como Morena Tropicana, Anunciação e La Belle Du Jour. Myrian Eduardo encerrou a noite com grandes sucessos da MPB. Na noite desta sexta (16) quem sobe no palco é o Gustavo Andrade Blues Band, seguido por Roberta Campos e Erasmo Carlos, que fecha a segunda noite do festival. 

Escola de Jazz

A cidade que tem tradição no artesanato e grande potencial na área do turismo também realiza, há 14 anos, um dos maiores festivais do Estado, o Festival de Inverno de Pedro II.  Com o intuito de influenciar os artistas locais e revelar novos talentos, foi inaugurada a Escola de Jazz, que irá funcionar dentro do Memorial Tertuliano Brandão Filho, o local também ganhou modernização e nova cenografia.

O Memorial, que é uma das casas que pertence à Secretaria Estadual de Cultura, passou por modernização e melhorias em toda a estrutura para poder abrigar as aulas de jazz e blues. Foram adquiridos inicialmente duas guitarras, um baixo, duas baterias, um saxofone e três caixas amplificadoras. Os professores da Escola de Música Possidônio Queiroz iniciarão as aulas, que acontecerão semanalmente. 

“Esse memorial não estava sendo aproveitado, o que nós fizemos foi um espaço multiuso, que vai funcionar aulas de teatro e a nossa escola de jazz, isso vai ajudar a lapidar os grandes artistas dessa cidade”, afirma o secretário estadual de Cultural, Fábio Novo.

O Memorial Tertuliano Brandão Filho ganhou nova ambientação com mobiliário de época e inserindo principalmente a arte local. Além da adequação para as aulas de jazz, o espaço ganhou peças da artesã Maria do Pote, do povoado formiga, e telas do pintor Batista, que vende e expõe suas obras dentro e fora do Brasil. “Nós partimos da ideia de juntar o mobiliário de época e inserir a identidade local e cultural dessa terra, que são representados por esses dois artistas”, conta o cenógrafo Igor Carvalho, responsável pela nova ambientação do memorial.

O espaço ainda possui um palco e tem um café bar que vai receber o projeto Boca da Noite uma vez por mês.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Escola de Jazz é inaugurada na cidade de Pedro II

A cidade que tem tradição no artesanato e grande potencial na área do turismo também realiza, há 14 anos, um dos maiores festivais do Estado, o Festival de Inverno de Pedro II.  Com o intuito de influenciar os artistas locais e revelar novos talentos, foi inaugurada a Escola de Jazz, que irá funcionar dentro do Memorial Tertuliano Brandão Filho, o local também ganhou modernização e nova cenografia.

O Memorial, que é uma das casas que pertence à Secretaria Estadual de Cultura, passou por modernização e melhorias em toda a estrutura para poder abrigar as aulas de jazz e blues. Foram adquiridos inicialmente duas guitarras, um baixo, duas baterias, um saxofone e três caixas amplificadoras. Os professores da Escola de Música Possidônio Queiroz iniciarão as aulas, que acontecerão semanalmente. 

“Esse memorial não estava sendo aproveitado, o que nós fizemos foi um espaço multiuso, que vai funcionar aulas de teatro e a nossa escola de jazz, isso vai ajudar a lapidar os grandes artistas dessa cidade”, afirma o secretário estadual de Cultural, Fábio Novo.

O Memorial Tertuliano Brandão Filho ganhou nova ambientação com mobiliário de época e inserindo principalmente a arte local. Além da adequação para as aulas de jazz, o espaço ganhou peças da artesã Maria do Pote, do povoado formiga, e telas do pintor Batista, que vende e expõe suas obras dentro e fora do Brasil. “Nós partimos da ideia de juntar o mobiliário de época e inserir a identidade local e cultural dessa terra, que são representados por esses dois artistas”, conta o cenógrafo Igor Carvalho, responsável pela nova ambientação do memorial.

O espaço ainda possui um palco e tem um café bar que vai receber o projeto Boca da Noite uma vez por mês.

Festival de Inverno reúne 11 mil pessoas na 1ª noite

A 14ª edição do Festival de Inverno de Pedro II foi aberta nesta quinta-feira (15) e reuniu cerca de 11 mil pessoas. O cantor norte-americano Donny Nichillo se apresentou no palco Opala e cantou seus grandes sucessos do jazz e blues.

Em seguida Alceu Valença contagiou a multidão presente com sucessos como Morena Tropicana, Anunciação e La Belle Du Jour. Myrian Eduardo encerrou a noite com grandes sucessos da MPB. Na noite desta sexta (16) quem sobe no palco é o Gustavo Andrade Blues Band, seguido por Roberta Campos e Erasmo Carlos, que fecha a segunda noite do festival. 

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Posts anteriores